Mostrando postagens com marcador Meu Filho Amigo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Meu Filho Amigo. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

A Violência Sexual que Ninguém Conta


Foi num banheiro feminino de um centro cultural, era fim de noite numa cidade agitada, poucos minutos para os portões fecharem, após o dia muito animado e todas as programações feitas pela amizade, as amigas entraram juntas. Entre essas conversas que rolam entre o rodízio no banheiro descobriram: de um grupo de quatro amigas, três delas sofreram algum tipo de violência sexual na infância e/ou juventude. 

Sabe aquelas estatísticas que você insiste em ignorar? Sabe aquela dor que você guarda no peito por achar que a culpa era sua? Afinal, a sociedade faz isso muito bem! A culpabilização da vítima. Sabe aquele arrependimento por não ter contado para ninguém? Ou aquele medo de contar? Sabe aquele nojo que você tem de si própria? Do seu corpo? Sabe aquele problema de prazer sexual que você ainda não conseguiu superar? Aquele medo de andar sozinha na rua? O medo do escuro? Do desconhecido?

Talvez só quem passou por alguma violência sexual vai entender essas questões, porque elas invadem nosso pensamento vez ou outra. Quando alguma coisa não vai bem elas aparecem, atormentam nossa mente. E mesmo que as terapias ajudem, que os divãs façam bem, há memórias que não desaparecem. Podem ser digeridas de alguma forma, mas o velório, curto ou longo, sempre precede o enterro.

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Trabalhando Longe do Filho

Quando a maternidade chega, nasce com ela vários desafios e conflitos. Aquela mulher, cheia de sonhos e desejos, vê sua vida dividida entre as muitas tarefas e responsabilidades que assume, seus mais ousados planos pessoais e profissionais e um ser tão imaturo e dependente.

É tão comum ouvirmos uma mãe afirmar que perdeu a própria identidade com a maternidade. Acredito que esse é um dos grandes desafios da maternidade: não se anular, não desistir dos próprios sonhos, não desistir de fazer tudo o que sempre desejou.

No começo pode ser mais difícil, mas com o tempo a gente aprende a fazer a gestão dessa nova mulher.

Um dos desafios que tenho vivido este ano é o de trabalhar longe do filhote (que já está com quase 7 anos). E já tenho conseguido fazer isso sem culpa!

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Você tem Vocação para a Maternidade?

Outro dia fiz umas enquetes nos stories do Instagram Mamãe Sortuda e fiquei impressionada com a convergência das respostas das mulheres que participaram com minhas reflexões pessoais.

83% das mulheres responderam que já se perguntaram se têm vocação para a maternidade e 62% também responderam que só fizeram este questionamento após a maternidade. 

Por que será que não nos perguntamos ao longo da vida se devemos ou não ser mães? Se é isso que queremos ou não? Se não vamos surtar depois que as crianças estiverem correndo pela casa? Se temos essa "vocação" para a maternidade? 

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Robótica para Crianças - CreateJoy

O mundo tecnológico está aí e é de fácil alcance. Quais olhinhos de criança que não brilham frente à tecnologia? É um desafio estabelecer um equilíbrio entre as ofertas do mundo e os princípios que seguimos na educação dos filhos. 

Uma forma de encarar esse desafio é tornando a tecnologia parceira. Usando a tecnologia do ponto de vista educacional. 


Vacinação é Importante?

Preciso fazer meu papel de epidemiologista e trazer para discussão um assunto importante: a vacinação!  

Recentemente, diante da informação da queda na cobertura vacinal no país, presenciamos diversas entidades manifestando preocupação sobre o assunto, veiculação de informações importantes sobre as vacinas e alertas sobre o perigo das fake news relacionadas à imunização.
Banner Vacinação - Prefeitura de São Paulo

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Outros Jeitos de Usar a Boca

Ser mulher neste país, como em muitos outros lugares do mundo, é travar batalhas diárias por direitos mínimos, por liberdade, por segurança... E nessas lutas tão cotidianas para nós, esbarramos com histórias cruzadas, histórias que se assemelham ou mesmo histórias idênticas que só mudam de endereço, muitas delas são comuns na experiência de traumas que vivemos enquanto ainda éramos crianças. 

É difícil ser mulher! Muitas feridas marcam nossa história de resistência e luta feminina, mas também parte dessa dor cicatriza e vira solo fértil para um belo jardim e, assim, conseguimos transformar tudo que nos roubou de nós em arte com muito de nós. 

E isso é herança, como as que vieram antes de nós nos deixaram um legado, nós também precisamos deixar isso para os que estão nascendo. 

Existem tantos livros interessantes de mulheres, famosas e outras nem tanto, que conseguem partilhar trajetórias brilhantes, de superação, de representatividade, de empoderamento, de conhecimento, de força! 

Faça esse exercício: leia mais escritoras, leia mais o que as mulheres têm para partilhar, leia sobre as grandes mulheres que mudaram a história e com frequência não são lembradas, leia sobre as mulheres da atualidade que enfrentam e ocupam espaços cercados de machistas. Leia mulheres! 

E não tenha medo, mulher, de partilhar sua arte também!

Um livro que conheci e amei (por ser muito impactante) foi outros jeitos de usar a boca.


quarta-feira, 27 de junho de 2018

Você terá que manter-se vigilante durante toda sua vida!

Como diria Simone de Beauvoir, nunca esqueça que basta uma crise política, econômica ou religiosa para que os direitos das mulheres sejam questionados. Esses direitos não são permanentes. Você terá que manter-se vigilante durante toda sua vida.

Ah, essa vigilância... Exaustiva e incansável que precisamos manter em uma sociedade que se compadece com o "pai de família" que pratica seu machismo cotidiano em outro país porque a desculpa está no excesso de álcool, enquanto usa a mesma desculpa (do álcool) para culpabilizar mulheres vítimas de assédio.

Vigilância que precisamos manter num país onde milhares de mulheres são assassinadas e violentadas brutalmente por homens ou grupos deles que não são responsabilizados, punidos ou se quer identificados. 

Vigilância que precisamos manter numa sociedade que meninas não podem brincar na rua, porque são raptadas, molestadas e têm a vida encerrada.

Vigilância que precisamos manter num país onde, quando uma mulher tenta falar, explicar suas posições, conhecimentos e propostas é comum a prática de mansplaining e/ou manterrupting

Quem Inova - Catraca Livre

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Painel de Papel Pardo/ Papel Kraft

Foi aniversário do meu pai outro dia e, como ele sempre recebe amigos em casa nessa data, fiquei responsável por improvisar um cantinho para o bolo. Pensando em algo econômico e com uma pegada rústica, para combinar com as comidas típicas servidas, lembrei logo de uma alternativa que está em alta: painel de papel pardo/ papel kraft.

quarta-feira, 30 de maio de 2018

O que você já deixou de fazer?


O que você já deixou de fazer por ser mulher? Foi uma pergunta que vi escrita numa postagem outro dia e que foi logo de encontro com reflexões recentes que tenho feito. É uma pergunta para gerar muito debate, muita reflexão, muitos textos e conversas, mas vou limitar a postagem ao universo materno, uma pequena parte dele. O que você já deixou de fazer por ser mãe?

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Feminismo e Casamento

O "casamento real" de Henry Charles (mais conhecido como príncipe Harry) e Meghan Markle foi notícia no mundo inteiro e o assunto dominou as redes por N motivações diferentes (o vestido, a maquiagem simples dela, as músicas...).

O que chamou minha atenção, no entanto, foram os muitos comentários que surgiram do tipo:

"Feminista? Mas usa vestido de noiva?"
"Feminista? Mas entra na igreja?" 
"Feminista? Mas casou com um homem?"
"Feminista? Mas vai ter filhos?"

E tantos outros no mesmo sentido!

Não conheço muito os dois, não acompanho, não sei da vida deles! Mas ouvi dizer que Meghan é declaradamente feminista e, por causa disso, muito provavelmente, deve ter incitado esses comentários nas redes. Não entrarei no mérito do casamento, da monarquia, da cobertura midiática, do tal casamento que passa longe da realidade de muitos casais, da união (amor) dos dois ou do feminismo de Meghan, mas preciso falar sobre feminismo e casamento.


Divulgação: Kensigton Palace

terça-feira, 1 de maio de 2018

Mãe Zen: Sorteio de Dia das Mães

Maio! Mês das mães! E o que mais vemos por aí nesta época do ano? Comerciais incentivando os presentes para as mamães, mas já notou que a maior parte diz respeito ao ambiente doméstico? 

Toda mãe precisa de um tempo seu, de cuidado consigo mesma, de amor próprio, de valorização. As mães estão sempre cansadas. Percebe isso? Estão esgotadas em seus mil turnos de trabalho, em suas mil tarefas. 

As mães precisam ser valorizadas, precisam ser zeladas em toda a sua integridade. Precisam, como todo mundo, de bem estar físico, mental, social, espiritual... Precisam de paz! 

Quer transformar o mundo? Faça algo diferente pela sua mãe. Ouça o que ela tem a dizer, pergunte sobre seus gostos pessoais, sobre o que ela tem vontade de fazer, de conhecer, de experimentar. Nós também faremos algo diferente por uma mãe! Queremos presentear uma mamãe nesse dia das mães com uns mimos especiais. 

Mãe, é hora de você relaxar! De ter um tempo para cuidar da própria saúde e de se sentir ainda mais bonita e especial.


Mãe Baladeira: Sorteio de Dia das Mães


Você era a típica garota que amava ir para a balada com as amigas, virar a noite dançando ou apenas sair para qualquer lugar sem ter hora para querer voltar para a casa? Mas a maternidade chegou e, com o tempo, você percebeu que as baladas (e a energia para elas) ficaram para trás?  

Você é daquelas mães que uma das coisas que mais sente falta é de uma boa noitada com seu par? Ou de um passeio dançante com as amigas?

Pensando nessa necessidade que toda mãe tem de se desligar um pouquinho da maternidade e ter um tempo para ser bem menininha, queremos presentear uma mamãe nesse dia das mães com uns mimos especiais. 

É hora de você passear! Com direito à elegância e uma boa produção!


Mãe Romântica: Sorteio de Dia das Mães

Quais as transformações que a maternidade causou em sua vida? Para muitas mães, a resposta à pergunta está relacionada às transformações do corpo, ao se sentir bonita, à vaidade, à sensualidade ou, até mesmo, a dificuldade para ter um tempo só seu ou a sós com o seu par. 

Pensando nesse desafio de encontrar o equilíbrio entre a "vida materna" e todas as outras dimensões de vida que ainda existem nessa mulher que virou mãe, queremos presentear uma mamãe nesse dia das mães com uns mimos especiais. 

É hora de valorizar sua beleza, que é única! É o momento de redescobrir todo o poder de transformação que está em suas mãos e todo o charme que existe em você.


quinta-feira, 19 de abril de 2018

Como Ajudar os Filhos com os Estudos

É inevitável! Um dia, a hora de ir para a "escola de menino grande" chega. Tudo muda! Muda muito! 

A sala pode não ser tão colorida como na pré-escola, os deveres de casa ficam cada ano mais complexos e numerosos, os trabalhos, realmente, começam a dar trabalho, aumenta o número de disciplinas, conteúdos e professores (e é um desafio para a criança entender que cada um deles tem seu perfil de educador), as regras são mais rígidas, muita informação nova é apresentada, as provas começam, as etapas, as notas... 

Enfim! É um processo contínuo de crescimento, amadurecimento e adaptação. Engana quem acha que a ansiedade acomete apenas a criança. Os pais/famílias também passam por esse processo de adaptar ao novo. Especialmente nos primeiros anos da vida acadêmica, quando a criança precisa de muita ajuda para ler, escrever, interpretar, executar!

Uma pergunta que sempre fazemos é: como ajudar os filhos com os estudos? 

quinta-feira, 5 de abril de 2018

Decoração de Casa: Canecas e Cantinho do Café

Quem conhece bem meus gostos sabe que entre as minhas paixões estão o hábito de colecionar canecas e apreciar uma bela cafeteria ou um bom café. 

Decidi criar um cantinho diferente na minha cozinha para somar esses dois amores. Afinal, caneca e café fazem um casamento e nada como usar isso (e o gosto por isso) para decorar a casa. 


quarta-feira, 21 de março de 2018

Tauá Grande Hotel e Termas de Araxá: O Castelo


Procurando uma boa dica de viagem para a Semana Santa/Páscoa, outro feriado ou período de férias? Nossa super dica é o Tauá Grande Hotel e Termas de Araxá.

Já partilhei aqui no Blog um pouco sobre o famoso castelo e a cidade de Araxá. Se está pensando em fazer uma viagem para a região, não deixe de conferir:

ARAXÁ E AS FAMOSAS TERMAS DO TAUÁ GRANDE HOTEL

TAUÁ GRANDE HOTEL E TERMAS DE ARAXÁ: ENTORNO DO CASTELO E PASSEIOS

Neste post vou trazer um pouco mais sobre a experiência dentro do castelo, que foi uma construção importante para a engenharia brasileira. As dimensões, a grandeza dos ambientes, a arquitetura e a decoração luxuosa impressionam!

É impossível não ficar encantado com os 27 metros de altura que vão do térreo ao sótão e os 45 mil metros quadrados do edifício distribuídos em seis pavimentos, além de porão e sótãos.

É um adorável castelo!

Divulgação: Comunicação Tauá

quarta-feira, 14 de março de 2018

Receita de Bolo de Amendoim

Para os amantes da cozinha ou do amendoim ou só amantes de comer mesmo... Receitinha de bolo de amendoim super prático e saboroso. Não sou nenhuma especialista de culinária, mas gosto de inventar e explodir alguma coisa na cozinha para sair da rotina. Vez em quando, bem de vez em quando, dá certo! Anota aí porque eu acertar uma receita é raridade, então todo mundo consegue fazer essa.

Foto do meu bolo: Heloisa Drumond Fotografias

quinta-feira, 1 de março de 2018

Você Não Tem Vontade de Ter Outro?

Você não tem vontade de ter outro? É de longe uma das perguntas mais ouvidas por mães de filho único. É aquela velha história... 

Está solteira? Cadê os namoradinhos?
Está namorando? E o casório?
Casou? E os filhos?
Não vai casar? Que tristeza para a família!
Não vai ter filhos? Que horror! Você não gosta de criança? Toda mulher tem que ter pelo menos um filho. 
Filho único? Você não tem vontade de ter outro? Coitado! Ficará muito sozinho! Terá problemas de relacionamento! Será mimado! O rei da casa!
Dois filhos? Está ótimo! Dá para rir e chorar, mas hoje em dia para ter dois tem que trabalhar muito ou ficar em casa para cuidar e economizar com escola ou babá.
Três filhos? Não sei como dá conta! Criar um filho é tão caro, imagina três!
Quatro filhos??? Mas foi tudo planejado? 

Ou seja, seremos sempre julgadas, sempre questionadas, sempre colocadas na posição de "tem certeza das suas escolhas?".

Eu costumava ser a garota que queria ter uns 5 filhos, que listava os nomes na última página do caderno, mas que não pensava em ficar em casa cuidando das crianças. Sempre consegui imaginar um mundo onde continuasse a percorrer meus sonhos, que sempre incluíram alta qualificação profissional e trabalho fora, e, ainda assim, ter uma família grande, uma casa cheia de crianças.

Em algum momento da caminhada, que nem sei precisar quando, esse pensamento foi distorcido para um dos lados e a lista de nomes para filhos acabou no lixo. 

Não que eu não ame a maternidade. Meu filho é aquele ingrediente secreto da receita, é a minha arma mais poderosa para enfrentar os desafios da vida, porque ele é a minha força, todos os dias! Aquele pedaço de amor, cor e flor. Fonte de energia inesgotável. O amor de mãe e filho é o sentimento mais forte e verdadeiro que conheço, mas...

A maternidade não é a única coisa que dá prazer para uma mãe!


sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Projeto DIY: Gaveta que Vira Armarinho para Livros

Você também é dessas que quando vê um móvel antigo ou que perdeu a utilidade fica logo pensando em dar uma repaginada? Que guarda potes de vidro para fazer enfeites ou garrafinhas para fazer arranjos de flores? 

Eu sou dessas! Os verbos reutilizar e reaproveitar fazem parte da minha vida. Sempre guardo alguma coisa e traço um plano para ela não acabar no lixo. Além do "lixo" ganhar alguma utilidade em casa, também ajudo o planeta (mesmo que só um pouquinho). 

Hoje vou partilhar uma ideia bem legal que tive para dar nova vida para gavetas que estavam perdidas em casa... Um projetinho para colocar os livros do quarto da criança.

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Festinha em Casa: Tema Caveira Mexicana

Aniversário em casa, pode? 

Entrei em uma fase de amor por festinhas de aniversário em casa. Na casa da gente mesmo ou na casa da vó. Na casa dos amigos ou de outros parentes. Na casa de alguém! Com uma decoração afetiva, com o que a gente tem disponível e tem xodó. 

Aquelas que a gente usa os móveis que tem em casa, os objetos que quando a gente pega emprestado ouve lá no fundo um "aiii se quebrar...", pega um enfeite com a irmã, a prima, a vizinha, a amiga e... tcharam! Festa pronta!

Outro dia foi aniversário da minha irmã, na casa da nossa mames, e fiquei responsável por arrumar a mesa. Era uma coisa bem simples e ela deixou eu escolher o tema. 

Pensei na hora em caveira mexicana. Já manifestei aqui no Blog meu amor por esse tema (leia aqui) e minha irmã gosta de caveiras, então aproveitei a oportunidade.

Antes de dividir com vocês como foi decorar sem gastar quase nada, preciso dizer: sou dessas que guarda os potes/garrafas de vidro e transforma em utilidades doméstica, então recorri a esse material para enfeitar a mesa.