quarta-feira, 22 de maio de 2019

Solar Maria Carolina: um lugarzinho pra conhecer e se encantar


 Sabe aqueles lugares em que você fica com vontade de voltar no mesmo minuto em que acabou de sair? Então, esse é o Solar Maria Carolina! Dia desses passamos um pouco do final de semana na pousada e ficamos encantados, por isso quero compartilhar esse passeio aqui com vocês. 



terça-feira, 21 de maio de 2019

Vou ali e já volto!

Vou desligar um pouco! Não me preocupar se o cel está com bateria, se tem email, se tem texto pra escrever, se tem algo que eu precise fazer no computador!

Vou deixar  a vida virtual por agora,  e espero voltar quando Antonela não estiver o dia inteiro procurando que porta abrir, que gaveta escalar, o que tirar do lugar; enquanto eu arrumo Cecilia para ir para a escola, para casa, mochila, banho, almoço, lanche... atenção!

Vou dar um tempinho do mundo virtual para dedicar a algumas paixõezinhas antigas, vontade de colocar a mão na massa em alguns aprendizados e entregar o coração ao lugar que eu estou morando, as novas pessoas, colorir onde estiver.

Vou entender o inicio de tudo isso aqui para saber se hoje estou naquele ideal. O Mamãe Sortuda nasceu para mim, pois não queria trabalhar fora nos dois primeiros anos da Cecília, pois tinha essa condição e oportunidade, e agora tenho Antonela! Pensei em começar um negócio online, já que me mudo tanto. E chegamos até onde estamos.

Vou ter que ir ali, mas depois eu volto! Tenho que balancear algumas coisas, ajustar outras e me dedicar um pouquinho ao que eu ja sinto que devo fazer com ou sem Mamãe Sortuda.

Vou sentir saudades de escrever, mas desde o ano passado eu tenho me afastado de algumas demandas, e tem mais ou menos uns três anos que tenho tido a necessidade crescente de estudar e aprender. Vinha fazendo isso como dava, mas agora a realidade está bem mais apertada, vou precisar de um tempinho maior!

Vou dar uma sumidinha! E espero voltar cheia de novidades!

Vou ali e já volto!



Beijo grande.








quarta-feira, 15 de maio de 2019

Carta para Rafael - Comemorações e radioterapia

Bom dia meu amor! Você deve estar se perguntando o porquê da mamãe estar saindo todos os dias de manhã e vou te contar, mas antes, quero te contar sobre as comemorações da remissão completa. 

Quando recebi o diagnóstico, prometi não comer chocolate até o dia da cura e algum tempo depois, a tia Nat postou uma foto dela comendo a torta de chocolate da Fany e eu brinquei que era para ela respeitar quem estava de promessa e ela respondeu que era a última vez que estava comendo e na próxima, ia comer só quando eu pudesse comer com ela! 
Assim que recebi a notícia do tio Enaldo, mandei mensagem pra ela falando: 

“Vamos comer a tortaaaa, uhuuuu!!!” 

Eu nunca tinha comido aquela torta e estava deliciosaaaa! Ainda passeamos um pouco pelo shopping e ela me deu um pingente da Vivara, um cacto para marcar a amizade e representar resiliência: 

“Algumas pessoas são como cactos. Costumam ter uma aparência árida e são cheias de espinhos (ela toda).  Contudo tem dentro de si a capacidade de se alimentar e ajudar aos outros. Sua resistência lhes confere uma resiliência única. Pessoas cactos sobrevivem à condições que nenhuma rosa ou girassol imaginou ver. É preciso dar tempo ao tempo, que em meio à tantos espinhos, uma flor brota.” 

 

terça-feira, 14 de maio de 2019

Maria fez 1 com Mini Beat Power Rockers!!!


Há 1 ano meu jardim ganhou mais uma Flor.
Maria chegou nos assustando (relato do parto), nasceu e floresceu! Está escrevendo sua história numa família louca e bagunçada, mas com muito amor!

Decidimos comemorar esse ano com o tema que ela adora, por amar música: Mini Beat Power Rockers.


aniversario 1 aninho, aniversário Mini Beat Power Rockers, ideia aniversário menina, bolo de pasta americana, festa na caixa, aniversário menina, Minhas 24 Horas, ideia personalizados,
Convite! Eu que fiz...


sexta-feira, 10 de maio de 2019

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Bem vinda ao mundo Teen, Maria!

 "Tu é trevo de quatro folhas. È manhã de domingo à toa..."


T.R.E.Z.E anos!!! Ah , treze, tão carregado de superstições, de histórias, de misticismo , tão enigmático. 

Para nós  tão cheio de sorte, de expectativas , de possibilidades! Porque queremos assim, somos assim: otimistas,plenas, ousadas... Romanceamos as coisas, nos entregamos, gostamos, desgostamos....
Ah Treze, tão esperado !

 T.R.E.Z.E QUE É MAIS QUE AS CORES DO ARCO IRIS, QUE AS MARAVILHAS DO MUNDO, QUE AS NOTAS MUSICAIS. È MAIOR QUE OS PECADOS CAPITAIS. È MAIS QUE UMA DÚZIA , MAIS QUE UMA DEZENA.É GRANDE! È DE SORTE, COM CERTEZA!!!!! SORTE , SORTE!!!!!

Maria fará 13 anos no final de Maio. A fase teen está chegando e com ela todas as inseguranças de  uma mãe de adolescente. Idade tão cheia de mudanças, de descobertas, de desafios, de caminhos e possibilidades.... Nunca fui mãe de adolescente, não tenho manual. Escuto coisas . Desconfio, reflito, mas é fato que Maria está "adolescendo".rs 

Ela tem oscilado tanto, ria , chora...  Eu mentalizo o lilás, conto até mil , foco na disciplina positiva, relevo, levo no bom humor, peço perdão, me perdouo, a perdouo....
Não é fácil ser mãe, mulher , esposa, profissional...
Filhos precisam de cuidados, de atenção, de tempo, de plenitude , do amor, de limite , de exemplos e de .. sonhos! Sonhos deles. Sonhado junto ou não, com os pais.

Estive presente em todos os momentos da vida da minha menina: os primeiros dentes, o primeiro passo, as primeiras palavras, a primeira cicatriz....
Nossa conexão foi sempre intensa, desde o "positivo" no exame de sangue. Da certeza que viria a minha Maria, do parto, aleitamento, da decoração do quarto, da poltrona para  nutrir e contar histórias...
Tantas noites em claro, tantos soluços e risadas. A cada fase de desenvolvimento uma festa, um orgulho, muita gratidão.
A cada nova fase frio na barriga, incertezas, preocupação....
Fomos passando por cada fase às vezes leve, às vezes tensa, às vezes intensa, nem sempre colorida ou cor de rosa. A maternidade é real,é complexa....

 Deixei essa mensagem para ela, quero partilhar com vocês. Queremos energias boas, felicitações, brigadeiros e  calendários quando o dia 28 chegar.
 
#adolescencia # trezeanos #teen #mamaesortuda #tempojunto # maeefilha

Filha, Sei que você está ansiosa . È  natural. Medo , angústia e curiosidade fazem parte da vida. O novo , na maioria das vezes, proporciona  esse medinho, esse frio na barriga, essa tensão. 
Vai, filha, vai, vai, sente sua idade com cada poro do seu corpo, com cada hormônio em ebulição. Tá tudo certo. Estou cortando o cordão , te apresentando ao mundo...  Prometo te ajudar!  Você é uma alegria para mim e para um mundo. Uma surpresa para a humanidade. a vida é uma festa seja corajosa e gentil com todos e com tudo!

Eu estarei aqui :quando o colo for preciso, quando a mão for estendida, quando o choro for necessário. Vai, vive... Vai com fé e com força! A juventude te espera . Só se tem 13 anos uma vez na vida!!!!Vai ... façamos a nossa sorte!

 Mamãe... sortuda!

#adolescencia # trezeanos #teen #mamaesortuda #tempojunto # maeefilha
  

 Por @arcoirisnomeuceuu

quinta-feira, 2 de maio de 2019

O bebê nasceu: manual do bom visitante


O nascimento de um bebê é um momento tão esperado e único na vida de uma família! Vez e sempre vejo mães comentando sobre visitas que se comportam de maneira indevida. Então se você quer ser uma boa visita e tornar esse momento respeitoso e leve vou lhe dar algumas dicas! 

Se coloque no lugar dos pais e do bebê e analise o que você gostaria ou não de receber. Por exemplo, se você fosse um bebê iria gostar que alguém pegasse com a mão suja - de celular, dinheiro, chaves, banheiro (sim, tem gente que não lava as mãos após usar o banheiro), corrimão de escada, banco de ônibus - na sua mão? Até mesmo porque se você fosse um bebê levaria as mãozinhas na boca, certo? Dá nojo de imaginar né? Mas é assim que funciona. Somos portadores de sujeiras diversas, então cuide para que seu contato com o bebê não leve sujeiras e doenças. Se você fosse um dos pais gostaria de receber visitas de surpresa em casa, naquele momento em que você está de pijama, sem nada para servir às visitas, e com um sono absurdo pois não dormiu nada de noite? Então antes de pensar nas dicas, imagine como você reagiria às situações, se colocando no lugar da mãe, do pai, bebê e irmão do bebê, caso seja o caso.

1) Verifique quando a família começará a receber as visitas - Cada família tem um tempo para receber as visitas! Tem algumas que adoram receber as visitas na maternidade, outras preferem receber as visitas em casa, outras gostam de receber assim que chegam em casa e outras já preferem que passem alguns dias ou até meses para começar a receber as visitas. Os momentos iniciais são de adaptação do bebê e toda família, e na maioria das vezes essa adaptação não é algo simples. Então lá vai a primeira dica para o manual do bom visitante: pergunte qual o momento ideal para fazer a visita, e respeite a decisão de cada família, sem julgamentos!

2) Nunca chegue sem avisar: NUNCA! Essa dica é complementar a dica 1, nunca, jamais chegue sem avisar e gritando SUR-PRE-SAAAA. Não vai dar a louca de bater na porta da pessoa para ver como ela está. Avise antes, mande uma mensagem perguntando o melhor dia e horários melhores para visitas.

3) Essa dica eu nem preciso falar, é a mais simples e óbvia de todas, mas grande parte dos visitantes se esquecem dela:  lave as mãos antes de pegar o bebê. Bebezinhos são limpinhos e cheirosos e ainda tem pouca proteção para doenças. Então por favor, lave as mãos e passe álcool, caso tenha na casa. Zele pela saúde do bebezinho! Haverá o momento certo para a vitamina S, ok?

4) Antes de chegar pegando o bebê pergunte aos pais se você pode pegar o bebezinho no colo, ou até espere que seja oferecido! Tem vezes que os pais demoram horas para fazer o bebezinho dormir, estão exaustos, e a visita chega pegando, mexendo, cutucando, cheirando o cangote e acordando o bebê. Nãoooooo, não faça isso! Respeite e não pegue o bebê sem permissão. E tem horas que compartilhar o colinho é ótimo para os pais, para dar uma descansada, mas para isso é importante que o bebezinho esteja em um bom momento também.

5) Bebês levam as mãozinhas o tempo inteiro na boca, então não fique pegando nas mãozinhas do bebê, muito menos dando beijinhos carinhosos nelas, ok? Você pode demonstrar seu carinho de outras maneiras!

6) Se o bebê tem irmão mais velho não se esqueça de dar atenção e carinho a ele! Se for levar presente para o bebezinho não se esqueça do mais velho...pode ser algo bem simples, mas é ótimo fazê-lo se sentir especial durante as visitas também! Converse, pergunte como ele tem se sentido, dê colinho, dê atenção e tempo a ele, abrace e demonstre que sim, ele também é importante!

7) Faça visitas breves! A rotina nos primeiros dias é muito intensa e não seja aquele visitante que fica para café da manhã, lanchinho da tarde e jantar. 

8) Não faça muito fuzuê! Por aqui já tive experiência com duas crianças totalmente diferentes. A primeira filha, a Nina, não dormia praticamente nada durante o dia e se irritava com qualquer coisa. Então tinha vezes que ela estava naquele cochilinho que eu tinha suado horas para fazê-lo acontecer, e a visita chegava chegando, falando alto, e fazendo o maior fuzuê, e algumas até falando para eu acordá-la pois não era hora de dormir. Ela acordava brava, e com razão e ainda tinha que escutar que a minha filha era bravinha. Agora a filha menorzinha, a Sol, tem sono pesado e não acorda nem com barulho de furadeira dentro do quarto. Então cada criança é de um jeito, mas pense sempre no seu sono. Você iria gostar de ser acordado por uma visita falando alto? Ou por alguém te cutucando? Não né? Então seja delicado!

9) Não chegue de caravana! Sabe quando a turma combina de ir "em peso" ver o bebê? Combine com os pais antes (nada de surpresas ok?), saiba se eles gostariam de receber todos, ou receber a turma dividida. Converse antes e marque o que for mais legal para a família que você vai visitar.

10) Lanchinhos: Se a família não servir lanchinho não fique triste. Tem dias que a gente se programa para fazer tudo e o bebê demanda colo, leitinho e carinho o dia inteirinho. Então se quiser mesmo ser uma visita nível top dos tops, leve um lanchinho, que tal? Essa é uma dica de ouro, pois ajuda muito, principalmente para quem recebe visitas nos primeiros dias. 

11) "Você está fazendo errado". "Seu bebê vai ficar gordo de tanto mamar". "Eu acho que você devia fazer isso ou aquilo". "Ele vai ficar mimado". Não faça a visita ser um momento chato e cheio de julgamentos. Ok? Você está indo a casa da pessoa para fazê-la feliz, não é mesmo? Então seja amoroso nas palavras! Pergunte aos pais como eles estão se sentindo, como é o bebê, converse coisas do dia a dia e traga alegria em seu coração, e não julgamentos e palpites.

12) Outra dica óbvia, mas muito importante: não vá visitar o bebê se estiver doente. Marque um outro dia! Simples assim!

13) Quer levar presentes legais? Algumas dicas interessantes:
  • Que tal levar uma comidinha afetiva feita especialmente para os pais? Ou algo que possa ser assado em um outro momento? Pode parecer uma bobagem, mas para a maioria dos pais os dias iniciais são difíceis até para fazer uma comida em casa. Então imagina abrir a geladeira e encontrar algo que alguém especial fez para o seu almoço? Ou então não ter que se preocupar com o lanchinho para as visitas?
  • Ou então que tal levar frutas? São sempre bem-vindas!
  • Faça uma cartinha falando da amizade de vocês e dando as boas-vindas ao bebezinho nesse mundo!
  • Se quiser presentear a mãe, roupas que facilitam a amamentação são ótimos presentes!
  • Para bebês que já tem irmãos que tal um presente "tal irmãos"?
  • E o melhor presente: dedique tempo para conversar com a mãe. De todos os momentos da vida com certeza é o de maiores mudanças vivido por ela, de muita movimentação hormonal, de adaptação, de desafios...então, dê de presentes seus ouvidos e coração, de maneira amável! 

Para ilustrar esse post, foto da Tia Mi, amiga muito querida que nos visitou nos primeiros dias de vida da Nina,
e também da Sol! Foi uma delícia encontrá-la e com certeza ela faz parte do time dos ótimos visitantes!!!!

Tu vens, tu vens, eu já escuto os teus sinais!



Oie!!!

Fui a grávida louca que deixou para fazer as fotos no final da gestação! Com 37 semanas e 2 dias lá estávamos nós, fazendo as nossas fotos para marcar esta gestação: eu, Ana Sol (na barriguinha), Nina e Pablo! E quem escolhemos para nos fotografar? A Bruna Borcari, da Estúdio Balão! Minha amiga de infância, mãe empreendedora, com quem dividi muitos momentos da minha gravidez, que me ajudou em meu processo de empoderamento para o parto e que tem uma energia linda de sentir, ou seja, a pessoa perfeita para me fotografar nesta gestação!

A make foi feita pela minha amiga linda, de longa data também, que foi minha madrinha de casamento, foi minha afilhada também de casamento, que é fada-dinda da Nina, e que está presente em tudo, absolutamente em tudo na minha vida: minha amiga Mi!!!! Além de me maquiar nesse dia me presenteou com um vestido lindão da sua loja, Michele Miranda Modas, que é o verde que vocês verão nas fotos! Muito amor pelas minhas amigas! 

Escolhemos como tema para o ensaio a música do Alceu Valença, que se chama "Anunciação". Escolhemos um parque que amo, que é o Parque Professor Amílcar Martins, para ser o cenário para nossas fotos! Traçamos algumas cores e elementos para as fotos, tudo muito sinérgico e cheio de boas intenções, do jeito que amo!

E eis o resultado de uma tarde superdivertida, com fotos, risadas e muita energia positiva!!!! 


"Na bruma leve das paixões que vêm de dentro
Tu vens chegando pra brincar no meu quintal
No teu cavalo, peito nu, cabelo ao vento
E o Sol quarando nossas roupas no varal

Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais
Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais

A voz do anjo sussurrou no meu ouvido
Eu não duvido, já escuto os teus sinais
Que tu virias numa manhã de domingo
Eu te anuncio nos sinos das catedrais

Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais
Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais" (Anunciação, Alceu Valença)

Alceu Valença, Ana Sol, ensaio gestante, Estúdio Balão, fotografia gestante, Gestante, Girassol, Heloisa Drumond, Michele Miranda Modas, Sol, Tu vens e eu já escuto os teus sinais,

terça-feira, 23 de abril de 2019

Medo de fazer cocô e prisão de ventre na primeira infância.

Desmamei a Helena com 2 anos e 7 meses. Até então, ela nunca tinha tomado outro leite que não fosse o meu. O intestino funcionava maravilhosamente bem. Após o desmame, ela ficou com intestino preso e sentiu muita dor para evacuar. Depois disso, ela desenvolveu medo de fazer cocô e sempre que tinha vontade, ao invés de deixar sair, ela fazia muita força para prender o cocô. A partir de então, começou a nossa luta contra a constipação.

medo de fazer coco

A pediatra recomendou a utilização do PEG, que é um agente laxativo seguro e eficaz, indicado para o tratamento da constipação intestinal em adultos e crianças. O PEG 4000 estimula a produção de fezes no volume e na textura adequada, facilitando a evacuação. Além disso, não possui sabor e odor, e pode ser dissolvido em qualquer líquido, sendo bem aceito por crianças.
Porém, mesmo com a utilização do PEG, ela conseguia prender o cocô e tinha muita resistência em sentar no vaso, já que quando sentava, o cocô saía (o que ela não queria que acontecesse).
Essa situação dificultou bastante o desfralde, que conseguimos concluir só esse ano, quando ela completou 4 anos de idade.
Durante o tratamento, buscamos vários recursos como mudança na alimentação;  livros infantis sobre o tema: "Apertado" e "O que tem dentro de sua fralda"; terapias complementares como Reiki, Homeopatia e Yoga, e contamos muito com apoio e acompanhamento da escola.



Ao pesquisar sobre o assunto, encontramos que a obstipação intestinal é muito comum na infância, e pode se tornar uma verdadeira "bola de neve". Muitas vezes o problema é simples: dor na hora de evacuar. Com isso, eles seguram a evacuação, o que deixa o cocô ainda mais duro, provocando mais dor.

Vocês sabem quanto tempo é normal uma criança ficar sem evacuar?
A criança está obstipada quando fica três ou mais dias sem evacuar. No entanto, outros sintomas, como dor na hora de fazer cocô, esforço intenso ou mesmo eliminação frequente de pequenas quantidades de fezes, são considerados prisão de ventre, mesmo que o intestino funcione todos os dias. Isso não vale para bebês, eles podem ficar até uma semana sem evacuar sem que haja qualquer problema. (Fonte: Revista Pais e Filhos)

Causas da prisão de ventre em crianças
As crianças geralmente desenvolvem prisão de ventre por reterem as fezes. A retenção das fezes pode parecer um comportamento ilógico, porém é muito comum e sua causa é perfeitamente explicável:
  • Estão se divertindo e não querem interromper brincadeiras
  • Ficam constrangidas em usar o banheiro em um momento que estejam fora de casa
  • Estão estressadas por estarem aprendendo a largar as fraldas e usar o banheiro
  • Já possuem fezes duras e ressecadas, e evitam evacuar por medo de sentir dor durante a ação

Esse problema é bem desafiante e exige muita atenção dos pais e demais cuidadores, pois tem forte impacto na qualidade de vida das crianças.

Dicas de hábitos que solucionam quadros simples de constipação intestinal nas crianças
  • Organize os horários das refeições
  • Introduza ou aumente o consumo de alimentos saudáveis na dieta da criança, como frutas, saladas, vitaminas
  • Ingerir uvas em jejum (oferecer 6 a 8 uvas com casca pela manhã e esperar 20 minutos para ingerir outros alimentos)
  • Prestar atenção na ingestão excessiva de açúcar (há evidências que crianças com menos de 6 anos de idade tenham dificuldade para processar o açúcar dos alimentos)
  • Aumente o consumo de fibras
  • Promova a ingestão de 8 a 10 copos de água por dia. Se a criança não pede ou espera ter sede para pedir, ofereça sempre. 
  • Controlar o nível de estresse nas crianças, com auxílio de uma boa rotina, estímulos e sono adequados, exercícios físicos e técnicas de relaxamento (meditação guiada, Yoga)
  • Banho morno para relexar e massagem com óleos naturais ou azeite de oliva


Além da inclusão de novos hábitos, contar com o auxílio de um bom pediatra é extremamente importante para nos ajudar a fazer boas escolhas de alimentação e práticas para a rotina das crianças e evitar problemas desagradáveis como a prisão de ventre infantil.
Tem mais alguma dica para lidar com essa situação? Conta pra mim!
Abraços fraternos!







segunda-feira, 8 de abril de 2019

Um Mês Longe do Filho

Nos meus dois últimos textos aqui no Blog comecei a contar sobre minha mudança para outro Estado sem meu filhote: Mãe Egoísta? (leia AQUI) e Mas e Seu Filho? Com quem Ele Vai Ficar? (leia AQUI). 

Antes mesmo de mudar, planejei voltar "pra casa" de 15 em 15 dias, no máximo! Mas eu sabia, mesmo sem querer, que eu não conseguiria cumprir essa meta. Sabia que os compromissos que eu precisaria assumir no meu novo ambiente de trabalho e moradia limitariam minhas viagens e mesmo as condições financeiras que são abaladas em processos de mudança. 

E aqui estamos, completando um mês sem nos encontrarmos fisicamente. Conversamos todos os dias por chamada de vídeo (eternamente grata a quem desenvolveu essa tecnologia), mas é quase uma prova de resistência. 

Porque é ali, na hora que vejo seu rostinho na tela, ouço sua voz doce ou me conta algo muito importante que aconteceu (e eu não estava lá pra presenciar), é ali que eu finjo muito bem que estou firme na luta. 

sábado, 6 de abril de 2019

sexta-feira, 29 de março de 2019

Tirei o aparelho ortodôntico!!!

Foto: Estúdio Balão
Aquele momento do sorriso SEM grades que estava com muita vontade de compartilhar com vocês chegou!!!! Fiz um vídeos para compartilhar com vocês como foi o passo-a-passo da utilização do aparelho, cuidados, motivações e como foi todo o processo!!!! 



terça-feira, 26 de março de 2019

Carta para Rafael - Remissão completa!!!

Bom dia meu amoooor!!! A mamãe está tão feliz, mas tão feliz que nem sabe por onde começar! 

No dia 15 de fevereiro, a mamãe fez a última quimioterapia e foi ótimo. Como coincidiu com a medicação para os ossos, senti um pouco de dor nas articulações, mas passou rápido, acho que na verdade eu estava muito ansiosa para repetir os exames e saber como tinha sido a resposta nesse novo ciclo. 

O papai marcou os exames para depois do carnaval e fomos para Bonfim encontrar com o vovô, foi ótimo e você aproveitou muito, colocamos fantasia do Homem Aranha e do Super Homem e  todo mundo achou lindo. No último dia fomos ver o desfile da banda mole e você se comportou super bem! 



segunda-feira, 25 de março de 2019

Filhos diferentes dos pais e pessoas curiosas!

Sou morena, meu marido é mais claro, era loiro quando criança, agora não é mais. Temos uma filha morena como eu e outra loira dos olhos verdes. No momento do nascimento, foi uma grande surpresa! Eu esperava que ela fosse como a mais velha, cabelos e olhos escuros. E então, ela veio com os cabelos loirinhos e quando abriu os olhos pela primeira vez, eles eram tão azuis, que eu tive a certeza que não escureceriam.
Logo nas primeiras visitas, já recebíamos um olhar de estranhamento e curiosidade. E eu, no auge do puerpério, não tinha muita paciência e entendimento para lidar com os comentários e piadinhas que vinham de alguns. Não conseguia! Eu era bem direta e grosseira para responder a maioria delas: "Acho que você pulou a cerca, hein?", "Esses olhos são do vizinho?", "Você roubou essa menina!", "Trocaram na maternidade!", "Já te perguntaram se você é a babá dela?", "Elas são irmãs? São do mesmo pai?", "Ela é adotada?".... além de comparações entre minhas filhas e coisas do tipo! Ainda bem que isso já não acontece com muita frequência!

filhos diferentes dos pais

Com o passar do tempo eu fui compreendendo melhor a surpresa das pessoas, afinal, realmente não é algo muito comum. Eu realmente comecei a não me importar com os comentários e deixei pra lá. Respondia com mais educação, rsrsrs, até ria de algumas piadas. Porém, eu comecei a notar um certo incômodo nas minhas filhas. Isso porque as pessoas falam essas coisas, NA FRENTE DAS CRIANÇAS, que realmente não tem a mesma compreensão de um adulto.
Então, um dia, vi um desabafo na internet, de uma mãe que já estava de saco cheio de dar entrevista toda vez que saía com seu filho. Comecei a pesquisar sobre o assunto e vi que isso  é um incômodo para muitas pessoas em diversas situações: famílias com filhos adotivos, famílias com filhos especiais, famílias com filhos diferentes, que precisam lidar com esses olhares, perguntas, comentários, piadinhas, etc...
Ai, me veio a seguinte questão: Porque as pessoas tem tanta curiosidade para saber sobre a vida dos outros? Pessoas que, muitas vezes, elas nunca viram na vida! Qual a necessidade?


Será que essas pessoas já pararam pra pensar, quais sentimentos geram nas crianças quando fazem perguntas e comentários como esses? E tem gente que ainda faz a piadinha direto com a criança. Uma falta de respeito e sensibilidade enorme!
E se minha filha fosse adotada? E se eu tivesse "pulado a cerca"? E se elas fossem filhas de pais diferentes? O que as pessoas têm a ver com isso?
Falta empatia, falta bom senso, falta carinho, falta gentileza e falta amor! 


Cada indivíduo que nasce é o resultado de uma mistura única dos genes do pai e da mãe. Como uma loteria, a transmissão de características físicas dependerá da combinação dos genes. "Existem mais de 200 genes transmitidos de geração para geração. Neste grupo há dominantes, traços que se manifestam com mais força, e recessivos, características que se manifestam com menos frequência", explica Gregory Ferraz, biológo e mestre pela Universidade Federal da Bahia.
Então, se uma criança tem cabelos, olhos, boca, nariz, queixo, mãos, pés, parecidos ou não com os pais, é resultado de uma herança biológica carregada no DNA, que nem sempre "puxam" o pai ou a mãe, mas membros de toda a família! Podem nascer ainda, crianças com nova combinação de genes, deixando os traços familiares de lado.
A genética é linda! E sua diversidade também! Amo ver em minhas filhas, suas diferenças e semelhanças. 
Minha mãe montou uma árvore genealógica com fotos de 5 gerações da nossa família. Tanto da família dela, como da família do meu pai!! E eu fico apaixonada, encantada, com tanta mistura linda!


Hoje é muito comum quando vamos reclamar de alguma coisa, nos chamarem de "mimizento". Aí vem as desculpas: "Mas na minha época era assim!", "Eu cresci escutando brincadeiras muito piores", "As pessoas sempre fizeram comentários maldosos". 
Então, preciso acrescentar na educação das minhas filhas, a importância de não se importarem com a opinião das pessoas. Algo que hoje, infelizmente, as pessoas buscam muito nas redes sociais e fora delas também.
E cadê a transformação do mundo que a gente tanto quer? Que tal começarmos com um pequeno ato que pode fazer muita diferença? Pensar antes de falar, antes de agir! Ter coerência entre o que  penso, falo e faço. E se colocarmos muito amor no meio de tudo isso, aí sim, ficará bem melhor!



Até a próxima!
Abraços fraternos!!!



quinta-feira, 21 de março de 2019

terça-feira, 19 de março de 2019

Inspirações para Páscoa! Faça você mesma!



Olha o que eu encontrei por aqui, no blog, para nos inspirar para a Páscoa! 
Estes posts trazem algumas ideias bem legais para colocarmos em prática nesta época do ano! 
Aproveite e faça você mesma! 

Etiquetas para Páscoa 

"Boa tarde meninas! 
A Páscoa já está chegando e nosso Especial Páscoa está a todo vapor! Para quem vai produzir suas lembrancinhas de Páscoa elaborei etiquetinhas "de/para" para baixar e usar!" 
Para download, clique aqui!



ideias para Páscoa! se inspire e faca você mesma!

segunda-feira, 18 de março de 2019

Seu filho é ingrato?


Dia desses conversava com uma amiga e comentávamos como as crianças dessa geração são diferentes, como andam tão "sem graça" para as coisas. E não apenas para as coisas simples, para qualquer tipo de coisa. Já é falado que estamos vivendo na época de maior frustação de todos os tempos. As pessoas querem sempre mais em troca de pequenos momentos de satisfação. Precisam de muito para ter migalhas de prazer. O celular que ontem era moderno, daqui uns meses já precisa ser substituído por outro que tem uma função a mais. O brinquedo que hoje rendeu risos de alegria, amanhã já estará esquecido numa caixa. E assim vai...

sexta-feira, 15 de março de 2019

quinta-feira, 14 de março de 2019

Mas e seu filho? Com quem ele vai ficar?

Se você não é o suficiente para você mesma, você nunca será o suficiente para outra pessoa. (Rupi Kaur) 

O que é suficiente? Aquilo que já possui o essencial, o necessário, o que basta ou é razoável, equilibrado. Filosoficamente, aquele estado que satisfaz plenamente. 

Então o que será que Rupi queria dizer com o ser suficiente para você mesma? Gosto de interpretar pensando no amor próprio e nas realizações pessoais. Se eu não estiver feliz com minha vida, minhas decisões, meus ambientes e não me amar primeiramente, como posso esperar que outras pessoas me amem assim? 

Fiquemos com essa reflexão!

terça-feira, 12 de março de 2019

Aquela dos 30

Como já dizia a música da Sandy, que trintou e escreveu uma música! 

Enquanto lê meu texto, escuta a tal música dos trinta:


Fazer trinta anos pra mim não tem sido fácil! 
Amanhã é meu aniversário e com ele a idade... Mas antes desse dia chegar, uma crise de ansiedade tomou conta de mim! Uma crise que me deixou sem ânimo por alguns dias. Uma crise que me fez ver que a quantidade de amigos diminuiu em alguns anos, que meus amigos, antes solteiros, hoje tem relacionamentos de muitos anos e/ou são casados, ambos já são pais e os assuntos, que antes eram de baladas, preço de cerveja ou qual seria a próxima viagem, hoje são sobre preços de fraldas, feijão ou algum produto novo que lançou no mercado para a casa. que a quantidade de saídas noturnas sem os filhos também diminuiu! E percebi também o quão difícil é nos encontrarmos, por diversos fatores, seja ele trabalho, faculdade, filhos, etc. Pude perceber também, nesse carnaval que as multidões me incomodam! Já não gosto de lugares cheios e barulhentos.
Mas ainda sim, gosto de um bom show e uma boa roda pagode/samba (rs).

piscininha amor


Comecei a perceber que algumas pessoas são egoístas mesmo e que alguns amigos que eu os achava "bons", hoje não são as melhores pessoas, como eu achava. Hoje eu rio com mais vontade e choro com menos lágrimas, porém as dores são bem sentidas. As pessoas partem os corações sem dó e eu só sei pensar na facilidade de fazerem isso. Será que é tão difícil assim pensar no próximo? Observei também, que os amigos que conviveram comigo na adolescência e que jurávamos amizade eterna, poucos ficaram!
A rede social tá aí pra isso, pra unir e reunir essas pessoas! 
E eu gosto demais! Gosto de ver, mesmo que distante meus amigos, casando, tendo filhos, com realização profissional, pessoal, viajando, curtindo a vida e sendo feliz!

trintei
Sobre ter amigos após a maternidade
Parei, senti e percebi. Sobre o que quero e o que não quero. Minhas opiniões se tornaram mais fortes. Mais dona de mim, mais dona dos meus pensamentos e das marcas que tenho deixado para meus filhos.  As vezes me sinto incrível, criativa, cheia de ideias, invencível, outras me sinto confusa e as vezes com medo! Preciso viver o presente e me preparar para o futuro. Tenho meus 29 anos e as vezes gostaria de voltar no tempo em que tinha 15-16 anos. Pra reviver todas as bagunças, as vezes que matei aula, as vezes que fui de meia e chinelo pra escola e todas as vezes que fui imensamente feliz ao lados dos meus amigos de escola. Me dou conta que meu passado poderia ter sido diferente, mas será que eu seria quem eu sou hoje, se eu pudesse mudá-lo? E uma coisa eu aprendi, o passado tem que viver no passado.

Com essa foto, deixo as águas percorrem seus caminhos.
Comecei esse texto com uma ansiedade e um pouco de angustia. Coloquei aqui, tudo que meu coração pediu e sentiu nesse tempo que refleti tanto sobre essa idade que chega amanhã. E quero terminar esse meu texto grata pelo ultimo dia com 29 anos. Grata pela família que eu formei! Grata por ter uma mãe tão pé no chão igual a minha, mas tão cabeça dura quanto. Mas eu a amo e sou grata por tudo que passou e não me abandonou! Grata por ter um marido tal legal e companheiro! Um pai com a paternidade ativa, super pai e grudento (leia-se ciumento)! E com dois filhos... aaaahhhhh Laura e Pedro, eu AMO VOCÊS e são as razões de tantas coisas boas em minha vida! 

Hoje sou uma mulher bem melhor do que eu era com 20 anos. 

Pode vir 30 anos! Estou PRE-PA-RA-DA.


P.s. prometo cuidar melhor da minha saúde e também praticar alguma atividade física regularmente.

trintei


Família LAcorte