segunda-feira, 23 de maio de 2016

Docinho Funcional


Olá mamães!

A fase #mamãefuncional anda de vento em poupa por aqui! Na semana passada fui à minha nutricionista amada e comemoramos muito os avanços depois da reeducação alimentar e início das atividades físicas! 

Mas tenho que confessar que de vez em quando aquela vontade de comer uma gordice aparece né? Principalmente na TPM. Quem nunca?! Há há há! A parte legal é que juntamente com os novos hábitos vieram muitas pesquisas de receitas. E a de hoje é uma receita de sorte pois é muito gostosa, tem cara de gordice, mas é super saudável! Oba!!!! 

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Mãe tem cara de quê? #parte01


Aproveitando o mês de comemoração das mamães para falar um pouquinho mais sobre o "ser mãe". Meu último post foi sobre ANTES E DEPOIS DE SER MÃE e hoje é sobre que cara mãe tem. 

Mãe tem cara de quê???

quinta-feira, 19 de maio de 2016

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Mamãe Sortuda e Noiva

Para começar a ler esse texto, escute essa música abaixo, pois é assim que me sinto:


Eu nem sei como começo a escrever esse texto de hoje, que na verdade furei fila do dia de escrever porque fiquei tão feliz com a surpresa que recebi do André, que eu queria compartilhar com todos vocês. E também é uma forma de agradecer e mostrar que todo mundo que participou dessa surpresa e/ou que participa da nossa vida, Eu sou chorona por natureza, MUITO EMOTIVA e ontem, dia 15/05/2016 (dia da família) eu fui pedida em casamento. SIIIIIIM, mesmo depois de DEZ ANOS (vou deixar bem grifado), depois de formarmos a nossa família e de tantas acontecimentos, ainda não oficializamos a nossa união. MAS AGORA VAI
Mas vou contar como tudo aconteceu, nós temos uma sobrinha de 19 anos chamada Marcelle que me chamou para ir ao shopping no domingo as 14:00 por motivos de saudade e que ela não queria ver os filhotinhos do seus cães irem embora e eu aceitei e pensando justamente nesse sofrimento (porque eu tenho fama de furona). Lanchamos, trocamos uma roupa que não servia em mim, conversamos, rimos e a convidei para ir lá pra casa depois do shopping e ela topou. Tinha um aniversário de um ano para irmos e então André havia me ligado umas 6 vezes pra sabe se eu já estava chegando e eu nem dei importância. 
Chegando próximo ao condomínio, encontro um dos nossos melhores amigos, o Romano, na esquina do prédio com sua namorada, a Grazi ao lado. Assim que desci do ônibus, tomei um susto e ele abriu um cartaz no qual estava escrito:




Meu coração começou a bater um pouco mais que o normal e ele mandou eu seguir em frente. Marcelle veio segurando minha mão. Até que encontro a Tamine me filmando e uma segunda pessoa com a placa. Essa era a Amanda - que graças ao nosso momento maternidade, nos reaproximamos e criamos laços fortes, temos conversas bobas e sérias também pelo Wpp -, com seus olhos lacrimejados de chorar com aquele sorriso mais bobo e ao mesmo tempo com o ar de felicidade, fazendo com que ao mesmo tempo os meus olhos lacrimejassem e logo pensei: "o que ta acontecendo aqui? Ela mora muito longe pra estar aqui pra uma simples visita!" E pensei também que conhecia aquela letra, mas conforme a confusão no coração e na cabeça, não soube decifrar quem havia escrito esses cartazes. E nessa plaquinha estava escrito conforme na imagem¹ abaixo:

terça-feira, 17 de maio de 2016

O papel dos pais na prevenção dos transtornos emocionais


O papel dos pais na prevenção dos transtornos emocionais" - esse será o tema do Encontro Canguru com Patrícia Quaresma, no dia 21 de maio (sábado), às 10h30, no Anfiteatro do Pátio Savassi.

Patrícia é psicóloga, pedagoga e especialista em terapia cognitiva, além de autora dos livros Laços – Contribuições da Terapia Cognitiva para as Relações Familiares e Laços – Um Longo Caminho a Dois. Segundo ela, os pais — e também os educadores — são fundamentais na formação dos esquemas funcionais em crianças e adolescentes. 

O objetivo de Patrícia é ajudar mães e pais a garantir a eficácia de suas ações na vida dos filhos, de modo a superar o estresse e os distúrbios emocionais dos pequenos. 

Dia Internacional Contra a Homofobia - Tudo Começa pela Educação

Era um dia qualquer, uma aula comum. Língua portuguesa. Não me lembro exatamente se ensinava gramática ou interpretação de texto, assim como não me lembro de como aquela polêmica surgiu. Sei que discutíamos um assunto totalmente diferente daquele que, de repente, acabou tomando quase a totalidade dos meus 50 minutos de aula naquela turma. 

Alguém levantou a mão e perguntou a diferença entre "homossexualismo" e "homossexualidade". Expliquei. E antes mesmo que eu pudesse piscar, a sala se transformou num tribunal maluco, onde adolescentes gritavam uns para os outros as suas opiniões pouco refletidas sobre homossexualidade. Uma discussão entre duas meninas, logo ali do meu lado, me chamou a atenção.

- Ser homossexual não é vergonha!
- É vergonha sim!

Eu precisava retomar o silêncio da sala. Eu precisava retomar o controle da aula. Eu precisava voltar a fazer o que estávamos fazendo. Era importante, a prova estava chegando. Mas naquele momento, não consegui. Naquele momento, senti que precisava fazer algo. Eu precisava intervir. Eu não podia ficar parada.

"Eu sou professora deles. Eu não posso deixar que eles cresçam com essa mentalidade. Eu odiaria ser a professora que só os faz decorar as conjugações verbais de todos os tempos do modo indicativo. Eu tenho que prestar pra alguma coisa além disso".

E assim, sem nem pensar duas vezes, saiu pela minha boca:

- Vergonha é o seu preconceito.

A sala se calou. De repente, tinha em minhas mãos todo o silêncio e a atenção que precisava para continuar a aula. Mas eu sabia que aquele silêncio não pedia a continuação da matéria. E não tive como ignorar aquilo.

O restante da aula foi uma verdadeira bofetada no estômago da família tradicional. Da maneira mais adequada que consegui, conversei longamente com os alunos sobre identidade de gênero, conceitos de família e por aí vai. E nunca, em toda a minha vida, tive tanta atenção da turma. Vi, naquela aula, a oportunidade de fazer algo mais por aquelas crianças.

Foi assim que surgiu um projeto de leitura.

Aproveitando o tema da adoção, tratado de modo superficial pelo livro paradidático adotado pela escola, fiz mágica para enxugar o conteúdo e preparei uma série de aulas para falar não só sobre a adoção, mas também sobre o conceito de família. Reportagens, curtas-metragens, textos informativos. O que eu queria era conscientizar.

E foi emocionante. Foi lindo ver como os meus meninos e meninas desabrocharam. Foi lindo ver como eles têm uma capacidade incrível de entender, de absorver, de mudar conceitos. Foi lindo ver como, de repente, todos eles (sim, todos eles) levantaram a bandeira de que "família é onde existe amor".

Deixo aqui para vocês um trechinho lindo de um texto de prova que corrigi ainda hoje, e que me fez sentir que tudo valeu a pena:

"Ele encheu o peito de ar e pediu para falar. E explicou para toda a sua turma que sua família era sim diferente, com dois pais e dois filhos adotivos, mas ainda uma família, com muito amor e carinho".

O Brasil é campeão mundial de crimes por homofobia. E este é um dado que não se pode ignorar. Precisamos, mais do que nunca, educar nossas crianças para o amor, para o respeito, para a tolerância, para a empatia. A minha sensação é de dever cumprido. Vivi para ver os meus pequenos, ainda tão jovens, desenvolverem esses sentimentos tão importantes para o convívio em sociedade. 

Mas e você? O que você tem feito para lutar contra a homofobia na sua casa?

Vamos fazer da geração dos nossos filhos uma geração mais humana?

Fonte: Superpride



G.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Nesta semana tem SimpoMaes!

Chegou!!!Estamos na semana que se inicia o 1º Simpósio de Soluções e Desafios Maternos.

"O SIMPOMÃES será  realizado do dia 18  a 24 de Maio de 2016.



Serão  7 dias de muito conhecimento!
O 1º Simpósio de Soluções a Desafios Maternos será um evento totalmente ONLINE e GRATUITO. Os maiores especialistas em Educação, Desenvolvimento Infantil e Saúde da Criança reunidos para ajudar você a solucionar os desafios maternos do dia a dia."

Fonte: http://www.simpomaes.com.br/


Tem tanta gente bacana que será um orgulho participar ao lado de especialistas em tantos assuntos trazendo para vocês o que aprendi em minha rotina materna aliada ao conhecimento pedagógico, para a construção de ambientes estimuladores.
A Helô também participará e trará para vocês uma palestra encantadora e motivacional para o empreendedorismo materno.
Nós formamos a dupla da pedagoga e contadora que empreendem após a maternidade. E se não bastasse, temos a pretensão de estimular outras mães a fazer o mesmo sem medo ou cobranças. Entendemos o universo materno sem menosprezar as necessidades de mães e filhos.
Em nosso blog tentamos trazer colaboradoras que enriquecem o universo das mães com olhares distintos e opiniões diversas que nos mostram o quão infinito é o mundo materno e suas verdades. Aprendemos muito juntas!
Após um ano e alguns meses de muito trabalho e aprendizado, o SimpoMaes vem como uma oportunidade de gravar para vocês sobre assuntos que bombaram por aqui com uma riqueza de detalhes incrível!
Temos muito a agradecer à Nádia Fonseca pelo convite e iniciativa brilhante.
Você pode conferir todas as informações sobre o SimpoMaes aqui, quando entrevistamos a Nádia.
Corram para fazer suas inscrições!

www.simpomaes.com.br


Beijos



Aline Caldas Viterbo




sexta-feira, 13 de maio de 2016

DIY: Como fazer um mini fogão


No Natal do ano passado (sim! ainda tenho coisas do ano passado para falar por aqui!) fiz alguns presentes econômicos. Para as meninas fiz mini fogões e foram um sucesso! Por se tratar de um presentinho para qualquer época e econômico não poderia deixar de compartilhar com vocês o passo-a-passo! 

quinta-feira, 12 de maio de 2016

"Eu sou pleta"

Gente, meus dedos estavam coçando para chegar meu dia de escrever no blog.
E falar com todo o amor do fundo do meu coração, com toda emoção que essa pequena (leia-se GIGANTE) garota chamada Elis Cantanhede me faz sentir.  Só uma observação, se você não a conhece, vem cá conhecer.
Eu já acompanho a família Cantanhede desde que cortei meu cabelo (leia aqui) e sou simplesmente apaixonada por toda a movimentação que a Renata, mãe da Elis faz em prol das famílias pretas. Renata é casada com o China e tem a Luiza (outra fofa, porém, pelo que vejo, bem tímida) e a Elis de filhas.



terça-feira, 10 de maio de 2016

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Brinquedo de menina ou menino

É isso! Chegamos no que eu acredito!
Menina pode brincar de casinha sim!
Pode querer um casamento, uma família, brincar de boneca e ser uma princesa!
Não há nada de errado nisso. 
E esse vídeo que vem com o slogan Sou Princesa, Sou Real é  T-U-D-O de L-I-N-D-O !!!


O que sempre levantei foi que não há nada de errado com o feminino. Faça as suas escolhas e está tudo certo. Seja para seguir sua carreira e não ser mãe ou ser mãe e deixar a carreira para segundo plano, por exemplo. Você é livre! 
Onde precisamos mudar no brincar já que a sociedade ainda sente a desigualdade dos sexos? Nos meninos!
Eles  podem brincar de ser pai, cozinheiro, dono de casa e desde cedo entenderem que esse  não é só um direito de escolha, mas também um dever do ser humano. Se você não faz as tarefas em sua casa ou cuida do seu filho alguém está fazendo para você. E cá para nós, é bom a gente saber se virar e fazer as coisas por conta própria em nossa rotina.

Li hoje essa reportagem na Folha de São Paulo e fiquei satisfeita! Segue link: Folha de São Paulo - Brinquedo 'de casinha' foge do rosa para agradar meninos e meninas

Por um mundo com adultos livres e bem resolvidos, uma infância com brinquedos para todos!

contato@mamaesortuda.com

Beijos,


Aline Caldas Viterbo

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Antes e Depois de Ser Mãe

Dia de mãe é todo dia, mas já que temos uma data no calendário para nós... Vamos comemorar!

Ser mãe é viver uma aventura sem fim e é tão difícil explicar e entender a maternidade enquanto não vivenciamos ela. 

Quando moramos com nossos parentes nosso mundo está voltado para nós mesmos, estamos preocupados apenas com aquilo que nos satisfaz ou não. Quando nos apaixonamos nos voltamos para a pessoa amada, fazemos tudo para agradar e manter um relacionamento duradouro. Já quando temos filhos, o resto do mundo acaba e passamos a fazer tudo por eles, em função deles, com eles ou longe deles, mas pensando neles. 


quarta-feira, 4 de maio de 2016

Dicas de presentes DIY para o Dia das Mães


Se você está em busca de inspirações para o Dia das Mães vem com a gente para criar seu próprio presente e deixar sua mãe super feliz!!!!


1) Tickets surpresa: Neste link você baixa vários tickets para agradar sua mamãe com vontade!  Vale um banho demorado, vale brincar de bolinhas de sabão, vale uma casa arrumadinha... O que não vale é não participar! Você pode dar para sua mãe, falar com o maridão para visitar o blog Mamãe Sortuda e imprimir uns tais tickets para o Dia das Mães, como também, pode levá-los a uma amiga que tenha ganhado bebê recentemente! Tenho certeza que será muito útil! Clique aqui para fazer o download.

terça-feira, 3 de maio de 2016

Presente com Gosto de Amor - Dia das mães

Que tal inovar no presente das mães esse ano?

Estive pensando muito no que escrever na coluna dessa semana, e fiquei pensando em como, nessa nossa mania materialista, nos esquecemos de dar valor ao tempo, à dedicação, ao feito a mão.

Nesse nosso mundo capitalista de hoje em dia, sempre ficamos pensando em dar para as nossas mães algo material: uma blusa, uma bolsa, um perfume, um celular... E é claro que é uma delícia ganhar essas coisas. O problema disso tudo é que, muitas vezes, deixamos de lado todo o trabalho que teríamos ao produzir algo único e especial. É só ir à loja e comprar: pronto, industrializado, pagou, levou. 

Mas como retribuir um tratamento tão único, especial e de tiragem suuuuper limitada com um presente produzido em série? Será que não seria legal, pelo menos uma vez, dedicar um tempinho (curto, eu juro!) para fazer para as mães algo que realmente pudesse adoçar a vida delas? Algo que, mesmo singelo, pudesse mostrar todo o nosso carinho por essas mulheres maravilhosas, e agradecer a elas por tudo o que nos fizeram sempre?

E se, então, nós deixássemos os presentes industrializados para uma outra vez?

A minha dica para vocês, mãezinhas e paizinhos queridos, é botar as mãos na massa (e por que não com as crianças?) para produzir um presente realmente diferente e delicioso! Garanto que a ideia que eu trouxe para vocês vai ser sucesso garantido! É cheirinho de infância, é lembrança de vó, é comfort food, é bolo quentinho na mesa!

A receitinha que eu trouxe é um bolo de limão ma-ra-vi-lho-so, que até as crianças podem fazer com a supervisão de um adulto. Que tal presentear as mamães/vovós com um bolinho caseiro feito a mão, com gosto de carinho e carinha do amor mais puro? Você pode fazer o bolo e colocá-lo numa mesa de café da manhã ou da tarde para deixar tudo ainda mais especial.

Vamos lá?

Bolo de Limão Fofíssimo


Ingredientes:

Para a massa:
  • 4 ovos inteiros;
  • 1 pote de iogurte 170ml;
  • 1 copo (use o do iogurte) mal cheio de óleo (aprox. 150ml);
  • 1 saquinho de gelatina sabor limão (só o pó, não dilua!);
  • 2 xícaras de açúcar;
  • 2 xícaras de farinha;
  • 1 colher de sopa de fermento químico em pó.
Para a cobertura:

  • 1 lata de leite condensado;
  • Suco de 2 limões;
  • raspinhas da casca dos limões para enfeitar.

Modo de fazer:

A massa é todinha feita no liquidificador =D

  1. Pré-aqueça o forno a 180º por 20 minutos;
  2. Unte e enfarinhe uma forma de alumínio e deixe-a no congelador enquanto bate a massa (isso ajuda a massa a não grudar na forma);
  3. Bata no liquidificador os ovos, o iogurte, o óleo e o pó da gelatina;
  4. Quando tudo se transformar em uma mistura uniforme, acrescente o açúcar e bata só até dissolver tudo;
  5. Acrescente as 2 xícaras de farinha e bata rapidamente, só até formar uma mistura homogênea (se bater demais vai desenvolver o glúten da farinha, e você terá um bolo duro como resultado);
  6. Acrescente por último o fermento e bata só até ele se misturar;
  7. Retire a forma untada do congelador e despeje a massa nela;
  8. Leve o bolo para assar por 35/40 minutos (depende da potência do seu forno);
  9. Faça o teste do palito para saber se o bolo está assado (após pelo menos 30 minutos no forno, espete o bolo com um palito ou garfo. Se o palito/garfo sair limpinho, o bolo está pronto)..
  10. Retire do forno e espere esfriar para desenformar e aplicar a cobertura.
Cobertura:

Misture o leite condensado ao suco de limão e a mágica acontecerá! O leite condensado fica imediatamente com consistência de pudim! Delíciaaaaaa!


Depois de frio, desenforme o bolo e cubra-o com a cobertura. Enfeite com as raspinhas de limão.

Olha a carinha do bonito aí:


A massa fica verdinha e a aparência fica lindona!


Dá pra imaginar a cara de qualquer mãe ao receber um presente tao simples e tão significativo? Não tem presente, melhor!

Nesse dia das mães, presenteie com carinho, amor e PRESENÇA! Se junto disso vier um bolinho de limão, melhor ainda!!!

Espero que gostem da dica de hoje! Beijinhos para todos! Qualquer dúvida estamos às ordens!

Feliz dia das mães!

Com carinho,


G.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Cupcake Funcional de Banana e Coco


Olá Mamães Sortudas!

Eu amo cupcakes e bolinhos! Como inserí-los no momento #mamãefuncional

A resposta veio da minha nutricionista Ilana Lara, que me passou uma receita muito saborosa de cupcake!  Ele não tem lactose, não tem glúten e não tem açúcar! 

Mas como? Te conto como!!!
#temcaradegordicemasnãoé

Oba!

Fotos gerações: Minhas avós, mãe e filha!

"Doce olhar, doce relação de puro amor e gratidão!
Encanto, fé, ternura e aconchego.
Carinho, sorriso...
'Quero colo!' em contra-mão.
Singelo toque, mais um suspiro
'Entra que cabe mais um!'
Em cada foto há poesia
Delicadeza, emoção e alegria.
Fotografe e admire
Fotografe e eternize!"

Aline Caldas Viterbo
Poetizando o olhar d a fotógrafa Dione Lopes.




quinta-feira, 28 de abril de 2016

Legendas musicais para fotos memoráveis: músicas para pais e filhos


E hoje, dia 29/04, é o Dia Internacional da Dança! Pensei em tantas coisas para escrever sobre este dia mas o destino não me deu escolhas, hahaha! Ontem eu recebi da Dione Lopes, nossa fotógrafa, um presente tão lindo e especial: as fotos que tiramos em um ensaio life style, que é um ensaio que retrata o dia-a-dia, de maneira natural e gostosa! Ficou muito lindo! Daquelas fotos que olhamos e sentimos vontade de chorar. Não sei se estou sensível hoje...ok, estou sensível! Maaaas não tenho como ficar diferente depois do que recebi, e com certeza as fotos emanam um amor tão grande que eu me emociono toda vez que olho!

Quem dança seus males espanta!
























Eu sou uma apaixonada por musica e amo dançar! Sempre amei..
Quando pequena (e gorda, minha mãe me colocou na dança por esse motivo) fazia Jazz e me apresentava em todos os shoppings da região metropolitana de BH, me achava o máximo!
Amava e ainda amo sair para dançar! Trabalho o dia todo ouvindo música... Sou contadora e sempre tem uma janelinha aberta do youtube para que trabalhe ouvindo musica!
Nas minhas gestações ouvi muita música! Então agora não teria como ser diferente!

                                       

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Alguém ainda dança com a Xuxa?

A moda atual entre as crianças nos anos iniciais da infância até quem ainda não é mamãe sabe: Galinha Pintadinha, Patati Patatá e Pepa! Eles estão presentes em festinhas e objetos que as crianças carregam para lá e para cá!
Mas aqui em casa a coisa foi diferente e vou explicar para vocês.
Na minha família praticamente todo ano nasce uma criança e isso vem acontecendo à mais ou menos 17 anos! Então, minha prima nasceu pertinho do lançamento do primeiro XSPB, Xuxa Só Para Baixinhos. Acompanhei a maioria e vou dizer para vocês, eu adoro! Amo as músicas e principalmente as coreografias! Cecília ama e dança tudo! De todos que eu já vi, Xuxa é o mais "dançante", é o que ensina coreografia para as crianças. O Mundo Bita e Palavra Cantada estão entre os meus preferidos, mas nenhum deles fazem as gente levantar do sofá aqui em casa para dançar como Xuxa.

As 10 preferidas da Cecília são:

1- Salada de Fruta
2- Quem quer pão
3- Batatinha Bem Quentinha
4- Banana
5- Sabonete
6- Hula -Hula
7- Dirigindo Meu Carro
8- Linda Sereia
9- Massinha
10- E todas que tem "Peiante", que é elefante! Seja a Bila Bilu ou a música do elefante mesmo!

Aqui em casa nós assistimos pelo canal do youtube Xuxa Vevo que vocês podem acessar aqui.
Abaixo estão os 12 dvds que fazem parte da coleção.