Mostrando postagens com marcador pais separados. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador pais separados. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 14 de março de 2019

Mas e seu filho? Com quem ele vai ficar?

Se você não é o suficiente para você mesma, você nunca será o suficiente para outra pessoa. (Rupi Kaur) 

O que é suficiente? Aquilo que já possui o essencial, o necessário, o que basta ou é razoável, equilibrado. Filosoficamente, aquele estado que satisfaz plenamente. 

Então o que será que Rupi queria dizer com o ser suficiente para você mesma? Gosto de interpretar pensando no amor próprio e nas realizações pessoais. Se eu não estiver feliz com minha vida, minhas decisões, meus ambientes e não me amar primeiramente, como posso esperar que outras pessoas me amem assim? 

Fiquemos com essa reflexão!

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Mãe Egoísta?


Ser mãe é viver numa eterna encruzilhada de decisões. É ter que avaliar o custo de oportunidade. Uma reflexão constante sobre as oportunidades renunciadas e uma reformulação contínua dos projetos de vida, dos sonhos, das definições de viver bem.

Era tudo tão mais fácil quando éramos apenas nós mesmas. Nós por nós! Mas a maternidade chegou e o que fazer com todos aqueles sonhos?

quarta-feira, 30 de maio de 2018

O que você já deixou de fazer?


O que você já deixou de fazer por ser mulher? Foi uma pergunta que vi escrita numa postagem outro dia e que foi logo de encontro com reflexões recentes que tenho feito. É uma pergunta para gerar muito debate, muita reflexão, muitos textos e conversas, mas vou limitar a postagem ao universo materno, uma pequena parte dele. O que você já deixou de fazer por ser mãe?

sábado, 13 de agosto de 2016

Dia dos pais! Mas cadê meu pai?

Dia dos pais a gente comemora com os papais não é? É... Deveria ser... Mas nem para todo mundo é assim!
Hoje eu queria falar sobre a falta do pai! Sejam as pessoas que não tem pai (falecido ou desconhecido), quem tem mas não é presente e quem não tem dentro de casa mas tem um super pai!