Mostrando postagens com marcador mamãe sortuda. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador mamãe sortuda. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Dicas econômicas para festinhas: usando papéis diversos na decoração!



E o tema do dia é papéis! Como usá-los na decoração de uma festinha!? A melhor parte é que com poucos reais você consegue fazer itens bem legais e bonitos!

1) Backdrop de papel crepom: Já perdi as contas de quantas vezes fiz o fundo de mesa com papel crepom! Eu amo o resultado! E o nível de dificuldade aqui é zero! 
  • Passe fita dupla face no local onde serão coladas as tiras de papel crepom.
  • Pique o papel crepom, ainda enrolado, em tiras de tamanhos iguais. 
  • Desenrole cada pedaço.
  • Cole!
Você pode incrementar o fundo de mesa com bandeirinhas, chapéus e outros itens, que vão variar de acordo com o tema que você está desenvolvendo!

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Pilates na Gestação!

É muito comum recebermos em nosso estúdio, gestantes que foram orientadas a praticar Pilates pelos médicos que as acompanham.
Você sabe porque este método é tão recomendado por especialistas?

Pilates na gestação
Fonte: Blog Pilates

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Passeios na Serra do Cipó


Em janeiro do ano passado conhecemos a Serra do Cipó. Já faz tempo que visitamos né? A louca aqui escreveu e esqueceu de postar o texto para vocês lerem. Hahahaha. Como dizem por aqui "helozei"! kkkkkkkkkkk. Mas como foi um passeio em família, mesmo tendo passado muito tempo, quero compartilhar com vocês pois pode ser uma boa dica!

Nosso passeio foi em um final de semana. Chegamos na sexta à noite e retornamos no domingo à tarde. Ficamos na Pousada Vilarejo da Serra e foi uma delícia! Fomos eu, Pablo, Nina, meus cunhados e sogros.

VÉU DA NOIVA


segunda-feira, 13 de agosto de 2018

TRANSFORMA - I Fórum Internacional da Parentalidade Ativa



“TRANSFORMA - I Fórum Internacional da Parentalidade Ativa” vai agitar BH com debates, workshops e autoridades como a psicóloga Jane Nelsen (EUA), idealizadora do conceito Disciplina Positiva




Encontro acontecerá nos dias 25 e 26 de agosto no Centro Universitário Uma – Campus Aimorés. 

Em meio à modernidade e às inovações tecnológicas, um dos desafios para os pais é o de encontrar a melhor forma de criar e preparar os filhos para um futuro promissor. Essa reflexão, que abrange à infância e à adolescência, será foco do “TRANSFORMA”, que promete um final de semana de muitos debates, workshops, troca de experiências, conexões e lançamento de livro. O evento, voltado para famílias, educadores, profissionais da área da saúde e coaches, ocorrerá no dia 25 de agosto, das 8h às 19h, e no dia 26, das 9h às 15h, no Centro Universitário Una – Campus Aimorés (rua dos Aimorés, 1451, Lourdes). 

A apresentação dos temas, com ênfase em educação, convívio familiar, relação com os filhos e impactos tecnológicos no cotidiano das crianças e jovens, ficará a cargo de especialistas renomados, como a doutora em Psicologia, a norte-americana Jane Nelsen, que virá à capital mineira pela primeira vez. Mãe de sete filhos, ela criou o conceito Disciplina Positiva (abordagem que une filosofia de vida e ferramentas práticas para disciplinar as crianças). Ao todo serão 11 palestrantes renomados de diversas áreas, tecnologia, saúde, coaches e comunidades virtuais especializadas em família. 

“Esperamos que o TRANSFORMA seja a sementinha que brotará com vigor nos corações dos participantes com novas reflexões e caminhos para que pais, avós, cuidadores coloquem em prática boas ações em prol da educação e desenvolvimento das crianças e adolescentes”, diz Joana Tameirão (, idealizadora do fórum e mãe de Lucas, de 7 anos e Pedro, de 3 anos. Haverá sorteios de brindes aos participantes. 

De acordo com Joana Tameirão, apesar do evento ser pago, serão disponibilizados 60 ingressos gratuitos para professores de UMEIs, que deverão apresentar identificação profissional durante o cadastramento no dia do evento. “Isso será uma experiência fantástica para esses profissionais que têm papel fundamental como multiplicares nesse processo de ensino-aprendizagem”, afirma. 



terça-feira, 24 de julho de 2018

Participamos do programa Bem-Estar!

Na semana passada participamos do programa Bem-Estar, da Rede Globo! Vieram aqui em casa para conversar sobre produtos de higiene e produtos de limpeza em casa: locais adequados de armazenamento, como proceder se houver alguma intoxicação, informações que devemos ler nos rótulos e hospitais de referência no caso de contaminação. Aqui em BH o hospital de referência é o Hospital João XXIII, que já tive o prazer de trabalhar! 

Foi uma reportagem muito legal e de utilidade pública!!!! Recebemos o Tenente Pedro, do Corpo de Bombeiros, que fez análises e recomendações de melhoria em nossa casa!!!

Clique na imagem para assistir!


bem estar, globo, intoxicação, mamãe sortuda
Foto do amigo Marco Túlio!!! Obrigada!

terça-feira, 10 de julho de 2018

Quando se esquece, acontece... Quem tem fé, não desiste!



Depois de muitas viagens, saídas, eventos (eu e meu esposo temos uma vida agitadíssima), decidimos incluir mais um integrante neste embalo: resolvemos interromper o uso do anticoncepcional e preparar o corpo e a mente para a chegada do nosso amorzinho! Os planos eram de “limpar” o corpo (eliminar o excesso de hormônios, usei anticoncepcional por 11 anos), fazer os exames pré concepcionais e estudar novamente o ciclo menstrual (já tínhamos esquecido completamente como funcionava isso). E assim fizemos... Depois de tudo ok nos exames, partimos para as posições mais inusitadas (kkkk) regadas de amor, prazer, esperança e fé!

No primeiro mês de tentativa eu fiquei grávida! Psicologicamente falando né? É claro!!! (Kkkk). Gente, como eu me senti grávida! Lia todos os sintomas e automaticamente já os sentia! Pensava, que sorte, logo na primeira tentativa! Somos bons demais!!!(Kkk). Até teste de gravidez já tinha comprado (ansiedade em pessoa), e um belo de um negativo veio ao nosso encontro. Na mesma velocidade, pensei: é claro que não ia ser de primeira! (Kkkk). No mês seguinte faríamos a nossa primeira viagem internacional!

Deixamos rolar, mas sem pernas para o alto, sem fazer dia sim, dia não, sem expectativas, pois estávamos ansiosos com a viagem, com as malas e com as leituras sobre o país que visitaríamos... Na viagem curtimos bastante, passeios regados a bons vinhos e a bifes de chorizo, além de muita fé... Entrávamos nas belíssimas igrejas da Argentina e eu sempre agradecia por estarmos lá e pedia: Deus, estou disposta a esperar o tempo que for... Quando o Senhor achar que deve, nos envie um filho seu! Chegamos da viagem e contávamos e recontávamos empolgados aos familiares e amigos, sobre a nossa experiência no exterior! Nem lembrava de menstruação... Até notar o seu atraso! E como uma boa mineira, pensei: uai, será? (Kkk). Na segunda tentativa??? Melhor fazer o teste, e o maravilhoso positivo veio ao nosso encontro! Quanta alegria sentimos, meu Deus! Nosso bebê tinha puxado os pais mesmo e não quis ficar de fora da viagem internacional... O nosso bebê foi conosco e curtiu tudo no seu ninho de amor!

Contamos da gravidez apenas para a minha mãe, pois precisaria mais do que nunca dos mimos e das orações dela. Para o restante da família, contaríamos após os 3 meses. Após a primeira consulta de pré natal, fizemos o primeiro ultrassom (eu já estava com 8 semanas de gestação). O exame estava marcado para as 18:00 para que meu esposo pudesse ir (o dia mais longo da minha vida), como eu queria escutar o coraçãozinho do nosso bebê! Eis que na hora do exame, visualizamos apenas o saco gestacional, o embrião não (tive uma gravidez anembrionária)...

O coração que não ouvi não era somente dele, do nosso filho, mas era o meu também... Eu não acreditava que tinha esperado tanto para não sentir e ouvir o meu filho... O médico do ultrassom e a médica do pré natal pediram para repetir o exame depois de 2 semanas sugerindo erro de data (mas eu tinha certeza das datas, refazia todo o calendário na minha mente e sabia que não estava errada). Chorei a noite inteira e meu marido ainda manteve a esperança de “erro de datas” como os doutores da medicina. No dia seguinte, senti cólicas e o sangue desceu (aborto espontâneo). Que dor! Dor na alma, no coração... Dor que nunca havia sentido na vida... Mas Deus é tão bom que neste dia pude ficar em casa (era feriado da minha Santa de devoção) e pude me apegar a Ela e rezar pedindo que me curasse da dor, do buraco que havia se instalado em mim, no meu corpo e nos planos que havíamos projetado... No nosso coração, o nosso anjinho estará para sempre e temos a certeza de que ele nos protege e enviará um dia o seu irmãozinho para badalar conosco! Continuamos aguardando a nossa hora e os pedidos nas igrejas portenhas não será em vão... Que assim seja, amém!

Autora Anônima

sábado, 23 de junho de 2018

A chegada do segundo filho entre desabafos e dicas!

A gente lê, aconselha outras pessoas, busca no fundo do baú teorias e práticas psicopedagógicas aprendidas, e quando chega a nossa hora percebemos que nem sempre dá pra usar a razão e ficar calma. Amparar o primeiro filho no auge do cansaço das noites mal dormidas com o segundo, é algo que os livros não contam como é difícil. Mas vamos seguindo, acertando e errando; se culpando e desculpando.


A chegada do segundo filho entre desabafos e dicas!

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Aparelho Ortodôntico Estético: utilização, manutenção, tempo de uso etc.


Sempre amei o meu sorrisão, mas por muitos anos deixei de cuidar dele, da forma como merecia e precisava, por medo de dentista. Tive uma experiência ruim há alguns anos, na qual precisei mexer em um dente, a anestesia não pegou, senti muita dor, e a dentista ignorou completante isso. Foi sofrido. Isso fez com que eu ficasse anos e anos sem ir ao dentista, mesmo sabendo da importância do cuidar. Fato é que cada vez que precisei nessa vida fui em um dentista diferente, em um consultório diferente.


Foto: Anna Belova

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Mamães Sortudas: Você nos conhece?


A gente escreve, organiza eventos, participa de eventos... Mas aparecemos como "Mamãe Sortuda".
Formamos um time tão gostoso! Adoramos quando conseguimos nos encontrar (se você nos segue nas redes sociais, vai ver que sempre que um encontrinho acontece, tem chuva de fotos, hehe), mas somos tão diferentes umas das outras... 
Somos um time muito muito eclético: gostos, profissões, preferências de publicação, dia a dia...

Venha conhecer um pouquinho mais sobre cada uma!



segunda-feira, 12 de março de 2018

Banheiro decorado


Mudei de apartamento e dessa vez o imóvel é alugado. Já tem alguns meses que estou morando nele mas faltava identidade. E quem disse que quem mora em imóvel alugado não pode ter uma decoração com a sua carinha!? Tá bem que há algumas limitações, mas é possível SIM colocar nosso toque em alguns pontos. Nessa missão vou mostrar alguns cantinhos que consegui, com simplicidade, aproveitando materiais que já tinha em casa, deixar no jeitinho "Helô de ser". Começando pelo banheiro.

Esse é um banheiro social e não fiz uma foto no estilo "antes x depois", mas ele estava sendo usado como um banheiro de despejo. Então tudo o que tinha sobrando pela casa, ou coisas para doação, ou coisas sem organização, ou coisas que não queria ver pela frente: iam parar nele. Então imagine uma foto de "antes" bem poluída, lotada de sacolas e muito, muito, muito desorganizada! kkkkkkkkkk. Na porta havia um recadinho "banheiro interditado, use o outro". kkkkkkkkkkkkkkkkkk. Visualizou aí? Acredito que sim! Pois bem, tirei tudo e comecei a separar: coisas para doação, coisas para organizar, e fui guardando e colocando as coisas em ordem. Mas ficou todo branco, sem identidade.

Comecei a captar objetos pela a fui montando aos poucos nosso banheiro decorado! Fiz questão de colocar todos os detalhes na imagem pois gosto de contar tim-tim por tim-tim! Tudo, absolutamente tudo, já tinha em casa!

banheiro, banheiro decorado, decoração banheiro, Mamãe Criativa, Mamãe Sortuda, banheiro decorado pequeno, banheiro decoração simples, banheiro moderno, DIY, Faça Você Mesmo,

segunda-feira, 5 de março de 2018

Organizando o guarda-roupas


Recentemente mudei de apartamento e nessa mudança alguns desafios surgiram. No antigo, havia um guarda-roupas gigaaaaaaaante, daqueles que dá pra colocar tudo, de malas à presentes de casamento que ainda não foram utilizados, sabe? Sabe quando você abre o guarda-roupas e se depara com um conjunto de copos?  kkkkkkk. Bem, lá era um pouco assim, um misto de guarda-roupas com armário de coisas diversas.

Eis que com essa mudança de lar, o guarda-roupas gigante e planejado ficou para trás. Arrumamos um novo. Compramos pela internet mesmo. Sabe aquele que é lindo na foto e quando chega você fica com aquela cara de que a expectativa era muito melhor do que a realidade? Pois bem, na falta de escolha usamos ele mesmo e na hora de colocar as nossas coisas bateu um desespero: "não vai caber "tudo aqui". Por sorte este novo apartamento possui uma cozinha maior, sendo assim não preciso guardar presentes por lá. E esse "tudo", já era muito pouco visto que algumas coisas que ficavam no guarda-roupas antigo foram para outros lugares da casa, ou seja, o "tudo" se resumia a: roupas minhas e roupas e sapatos do marido. Somente isso. Mesmo assim não estávamos conseguindo ocupar o espaço de forma harmônica, se é que me entendem. kkkkkkkkkk. Roupas misturadas, dificuldades em dividir as partes do guarda-roupas, dificuldade em encontrar as roupas, puxava uma blusa vinham todas... enfim, não estava legal, não estava funcional.

Tenho uma amiga, que é personal organizer, Raquel Campos, que se animou com a situação e veio até a minha casa para me ajudar nesse desafio! E começamos o processo de organização no guarda-roupas. Se eu contar que no final sobrou espaço para outras coisas vocês acreditam? Fizemos dois encontros, e ela foi organizando e me explicando, dando sugestões para melhorar a organização e para manter as coisas em ordem e lindas dentro do guarda-roupas.

Mais do que organizar, conseguir manter é elemento-chave para ordem do lugar. E toda a organização foi seguindo a ordem da utilidade e praticidade. Roupas que uso mais vezes estão mais fáceis de pegar. As roupas seguem uma escala de cores para facilitar visualmente na hora de ver quais roupas estão disponíveis. Usamos caixas e colmeias para facilitar na hora de pegar as roupas. Invertemos várias coisas de posição, para facilitar na hora de usar. Ficou muito bom! Ficou tão bom que resolvi criar este texto com algumas dicas do que fizemos!

Vamos começar pelo meu lado do guarda-roupa, aliás, pelos meus lados porque nessa organização sai lucrando muito! Muito! Se tenho mais roupas e acessórios que o meu marido nada mais justo do que ocupar uma parte maior no armário. Não é mesmo?  

Para te ajudar na setorização é um guarda-roupas de três portas e ficou dividido assim:

personal organizer, Raquel Campos personal organizer, mamãe sortuda, organização, guarda-roupas, belo horizonte, guarda-roupas casal, guarda-roupas pequeno, dicas, organização casa, Mamãe Criativa,

Detalhei cada pedacinho do guarda-roupas, contando os detalhes da organização, que podem ser muito úteis por aí também! Nas imagens em cor de rosa falei sobre o que foi organizado naquele local, e nas imagens em verde coloquei dicas de organização! Na parte amarela estão os detalhes das gavetas internamente. Certo? Estou organizada até para escrever! Hahahaha!

Minha parte!

Uso mais blusas e calças do que vestidos, shorts e macacões, sendo assim a organização desta parte seguiu esta ordem. Além disso tenho blusas que uso mais, e blusas que uso menos. 

personal organizer, Raquel Campos personal organizer, mamãe sortuda, organização, guarda-roupas, belo horizonte, guarda-roupas casal, guarda-roupas pequeno, dicas, organização casa, Mamãe Criativa,

Dicas: 

* Usar caixas na organização me ajudou demaaaaaaaais! Antes eu puxava um vestido e vinham todos, e a bagunça se instalava. 
* Esta colmeia para lenços e faixas foi uma excelente aquisição também. Anteriormente ficavam escondidos e nem lembrava de usá-los. 
* Usar cabides com o mesmo estilo e altura é ótimo! Melhora muito a visualização e disposição das roupas.

personal organizer, Raquel Campos personal organizer, mamãe sortuda, organização, guarda-roupas, belo horizonte, guarda-roupas casal, guarda-roupas pequeno, dicas, organização casa, Mamãe Criativa,

personal organizer, Raquel Campos personal organizer, mamãe sortuda, organização, guarda-roupas, belo horizonte, guarda-roupas casal, guarda-roupas pequeno, dicas, organização casa, Mamãe Criativa,

personal organizer, Raquel Campos personal organizer, mamãe sortuda, organização, guarda-roupas, belo horizonte, guarda-roupas casal, guarda-roupas pequeno, dicas, organização casa, Mamãe Criativa,

Dicas: 
* A organização de roupas por arquivo, como estão nestas gavetas, facilita muito a visualização das roupas. 
* Outro detalhe importante, a classificação de cores! Na hora de escolher o look fica muito mais prático pois você pensa na cor que quer uma determinada peça e já vê todas as opções!
* Para as calças usamos cabides infantis em acrílico. São muito resistentes, não envergam e cabem as calças direitinho.
* Para dobras as roupas usamos bastidores pois desta forma elas ficam com a mesma largura.

personal organizer, Raquel Campos personal organizer, mamãe sortuda, organização, guarda-roupas, belo horizonte, guarda-roupas casal, guarda-roupas pequeno, dicas, organização casa, Mamãe Criativa,


Parte do marido!

personal organizer, Raquel Campos personal organizer, mamãe sortuda, organização, guarda-roupas, belo horizonte, guarda-roupas casal, guarda-roupas pequeno, dicas, organização casa, Mamãe Criativa,


personal organizer, Raquel Campos personal organizer, mamãe sortuda, organização, guarda-roupas, belo horizonte, guarda-roupas casal, guarda-roupas pequeno, dicas, organização casa, Mamãe Criativa,

Dicas:
* As meias, cuecas e calcinhas são dobradas e organizadas no estilo arquivo também!

personal organizer, Raquel Campos personal organizer, mamãe sortuda, organização, guarda-roupas, belo horizonte, guarda-roupas casal, guarda-roupas pequeno, dicas, organização casa, Mamãe Criativa,

O mais interessante deste processo é que a organização passou a ser mais prazerosa e já estou ensaiando em outros lugares da casa (em breve mostro pra vocês)! E vejo que não adianta somente arrumar e deixar lindo por apenas um dia. É importante criar uma organização que seja prática de ser mantida, e principalmente, que possamos criar hábitos de organização dentro do lar. Fiquei muito feliz com a visita da Raquel aqui, e grata por despertar em mim esse sentimento de que os ambientes podem ser mais agradáveis, funcionais e organizados!

personal organizer, Raquel Campos personal organizer, mamãe sortuda, organização, guarda-roupas, belo horizonte, guarda-roupas casal, guarda-roupas pequeno, dicas, organização casa, Mamãe Criativa,








terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Fantasia Diy Unicórnio: Um passo a passo rápido pra você!


fantasia unicórnio infantil diy mamãe sortuda

Esse ano, Cecília já assistiu My Little Poney O Filme, umas dez vezes! Daí surgiu a paixão por unicórnios que está super na moda.

Resolvi inventar e fazer uma fantasia divertida e fresquinha pra aguentar o calor que está aqui em Natal! E foi muito divertido, ela participou da criação de cada detalhe!

É tão facinho que vou explicar tudo aqui para vocês. Em breve trarei vídeo com essa e outras ideias usando o collant de ballet que a gente não usa mais e está aí encostado na gaveta.


sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Adoção: Um relato de coração para vocês.


Olá,

Este post saiu lá do fundo do coração e vamos falar de um assunto lindo: ADOÇÃO. Depois que escrevi sobre minha gravidez sendo portadora de trombofilia aqui no blog. Recebi muitos relatos de gravidez interrompida e só quem passou ou quem leva uma gravidez de risco sabe a dor disso tudo. Lá em casa acreditamos que tudo tem um propósito, mesmo com sucesso na nossa gravidez, a adoção é sempre um assunto em pauta. Então, resolvi trazer uma luz para as mãezinhas que me escrevem.

filhos do coração

Adotar sempre foi uma vontade do meu coração, mesmo antes de saber da minha condição, e o Ed, desde que começamos a namorar, sempre demonstrou a mesma vontade e o mesmo coração aberto. Vou confidenciar uma particularidade muito especial com vocês: Quando era mais nova, tive um sonho em que olhava uma menininha numa banheira brincando com a água, tinha cachinhos molhados e o sorriso dela era tão lindo, que as gotinhas que caiam das pontas dos cachinhos faziam festa junto com ela! Era uma alegria contagiante, dava vontade de congelar aquele instante! Logo, apareceu um ser iluminado e me disse: "Está vendo aquela menina alí, ela vai precisar muito de você, você vai encontra-la quando for a hora" E assim terminou o sonho, acordei extasiada, certa de que não era qualquer sonho. Assim eu acredito, que uma hora eu vou encontrar aquela menininha, seja ela ou ele, seja ela neném ou grandinha, seja de cachinhos, crespinho ou lisinho, seja de qualquer cor. Eu vou encontra-lá, ou melhor, nós vamos encontra-la, eu, Ed e Benzinho. E adoção pode ser que seja o caminho, mas eu não tenho pressa, nem coração ansioso, porque sei que ela vai chegar e vou poder apresenta-la aqui para vocês.

Assim, trouxe um relato de adoção da minha família, uma adoção que foi tão natural, que até nos esquecemos que ela aconteceu.

Esse é o relato do Lucas, MEU PRIMO. Chegou para nós, uma bolotinha branca com bochechas vermelhas e se tornou um homem de bem, caráter maravilhoso, um bom amigo, um bom filho, um bom namorado, um ótimo profissional e nos enche de orgulho a cada dia. Ele nasceu do coração da Tia Neide e do Tio Chico e vai contar um pouquinho como ele se sente em relação a isso:


"Bom dia, boa tarde ou boa noite para quem lê.

É com muito orgulho e satisfação, que me apresento como Lucas de ANDRADE ARAUJO.
Essa semana recebi um convite de uma prima, que eu nem preciso falar que eu amo muito, pois ela já sabe, para falar sobre a minha história de vida.

Como algumas já sabem, eu sou adotado. E as vezes me perguntam, “ah, como é?”, “como você se sente?”, “você tem vontade de conhecer seus pais biológicos?”, muitas dessas perguntas serão respondidas ao longo dessa mensagem.

Algumas pessoas do meu convívio, que ficavam sabendo depois de anos, até me perguntavam, “porque nunca falou disso antes?”, e eu até brinco dizendo: "Uai, vou chegar pra uma pessoa que acabei de conhecer e falar, prazer meu nome é Lucas e eu sou adotado." KkkkkkNão é bem assim, tão fácil. Algumas pessoas do meu convívio, creio eu, não sabem até hoje, e outros que já sabem, as vezes até esquecem, justamente por ver o quanto amo minha família, o quanto eles me amam e o quanto somos parecidos. Mas vamos lá, abaixo contarei um pouco da minha história:

Nasci em junho de 1993, e por razões que eu não sei explicar minha mãe biológica me deixou na maternidade para adoção. Aí, vocês se perguntam, “você sente raiva?”, “se sente triste?”, e  a resposta para ambas é não. Eu não tenho como julgar uma pessoa que eu não conheci, e acredito que tudo na vida tem um propósito, e no caso, eu ganhei a melhor família que Deus poderia me dar.

Descobri que eu era adotado lá pelos meus 12 anos, não lembro ao certo. Quando descobri, vários pensamentos me perturbaram, mas em nenhum momento, pensei em deixar minha família. Eu quis sim, procurar minha família biológica, mas com o tempo, o crescimento e amadurecimento, percebi que minha mãe, foi aquela que sempre esteve ao meu lado e que meu pai sempre foi aquele que me apoiou. E hoje eu digo, no sentido mais literal da palavra, Pai e Mãe é quem cria, é quem dá amor, dá valor, dá carinho, te mostra o caminho para você mesmo decidir o que é certo e errado, e caso errar, eles ainda estarão lá pra te apoiar de qualquer forma.

Hoje eu sou muito grato por toda a família que tenho, incluindo, pai, mãe, tios e tias, primos e primas e minhas avós, meu avôs eu não tive o prazer de conhecer, mas sou grato a eles também, por terem educado meus pais e de alguma forma terem passado sua experiência pra mim, mesmo que indiretamente.

A afinidade que eu tenho hoje com minha família, é coisa fora do comum, como toda família, temos altos e baixos, mas isso não tem nada a ver com o fato de ser adotado ou não, são apenas coisas da vida, que qualquer um passa. As vezes me emociono, ao pensar em tudo que passei com eles, e por tudo ainda que terei de passar, pois foram eles, que me ensinaram a crescer, e a caminhar com minhas próprias pernas, para que um dia eu fosse dono do meu futuro.

E hoje, mais do que nunca, apenas quero ser o exemplo de filho que eles me criaram para ser. Um filho que corre atrás, que busca suas conquistas, um filho que teve como exemplo uma mãe batalhadora e trabalhadora, que as vezes se esgota para me ajudar, mas que nunca reclama por isso. E um exemplo de pai, que apesar de todas as dificuldades, nunca deixou de estar presente. Exemplos de pais que nunca me deixaram faltar nada, e quando digo nada, não me refiro a bens materiais, e sim sentimentos, sentimentos bons, de alegria, calmaria, tranquilidade, aquele sentimento de que, quando eu precisar eles estarão ali pra ser meu porto seguro.

Enfim, dito isso, gostaria de agradecer a oportunidade de contar parte da minha história e me colocar a disposição para qualquer dúvida e conselho que eu possa dar para ajudar."


Bom, deixei para falar que ele é lindo agora, porque depois de ler esse texto, vocês podem concordar comigo sem ver uma foto dele, né?

filhos do coração
Lucas de Andrade Araújo

E Lucas, quero te dizer em nome de toda a nossa família, que nós quem agradecemos você ter nos escolhido, agradecemos ter o privilégio de te amar e sermos amados por você. De termos "aquela coisa de outro mundo". Obrigada por nos ensinar tanto, obrigada por experimentar essa forma de amor maravilhosa. Obrigada por me inspirar. E eu, não poderia deixar de colocar aqui, mais algumas umas palavras tão importantes para você:

Namorada Thay, Tio Chico, Tia Neide e Lucas


"Olá, eu sou a Neide, a mãe  do Lucas.

Quando eu e meu marido decidimos  adotar  uma criança  ficamos um bom tempo amadurecendo a ideia.  Até  que chegou o Lucas. No momento que eu peguei  ele nos braços  pela primeira vez, ele me deu um sorriso e eu disse: muito prazer, eu sou  sua mãe  e você  é  meu filho! Começou  ali, a minha  maternidade. 


Nosso DNA  e nossa GENÉTICA  é  o amor, o carinho, a amizade, a cumplicidade, o cuidado. Ontem eu e meu marido ensinamos e orientamos. Hoje somos nós que aprendemos, a cada dia que passa, um pouco mais com ele. Um homem responsável, amado, amigo.


Amamos nosso filho  e temos orgulho  dele. Vibramos com suas vitorias, apoiamos seus projeto e  agradecemos  a DEUS  o filho que ele nos deu. NOSSO FILHO. NOSSA VIDA."


Bom, mamães e papais este post foi para lembrar que um filho sempre é gerado no coração e nada mais importa. Quando se fala em adotar, qualquer pergunta ou dificuldade a resposta sempre será só uma: AMOR. Se o sonho não puder nascer da barriguinha, ele pode nascer do coração. Se um sonho não for possível, a gente reinventa ele, muda o meio, dança conforme as circunstâncias, mas o que a gente não pode, é desistir!

Adoção é ato mais lindo e nobre que existe. Abra seu coração para o AMOR, como essa família, que se tornou a minha inspiração. São palavras de uma mãe que teve uma gravidez difícil, cheia de medos e que talvez, um segundo  filho vindo da barriguinha não seja mais uma opção, talvez ela gere, agora, pelo coração.



Um grande beijo,

Lalá


Tem uma história de adoção para compartilhar? Conte para nós!






quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Relato de parto: Escute o seu coração!

Era quinta feira, última consulta antes do parto, que estava marcado para o domingo. Saindo do consultório, minha querida Dra Maria Inês se despede assim: "Até domingo! Isso se você não me ligar antes, a lua vira hoje!" Ri, mas saí mais murcha que alface ao meio dia! A cesariana estava marcada e eu não estava feliz, queria muito o parto normal ou pelo menos tentar.

relato parto normal


sábado, 18 de novembro de 2017

Lançamento do Projeto "De Mãe pra Mãe" - dia 25/11


Nossa história, assim como de várias mães, é muito parecida. Após a maternidade nos transformamos e passamos a enxergar tudo com outros olhos, até mesmo as relações de trabalho. Nos tornamos mais criativas, queríamos estar mais tempo com a nossa família e isso resultou em empreender!

Queremos compartilhar com vocês nossa vontade empreendedora e os ensinamentos que captamos nessa trajetória, bem como aprender com cada uma, com cada história, novos ensinamentos para a vida!

No dia 25/11 lançaremos o projeto de empreendedorismo materno "De Mãe para Mãe". Serão encontros mensais para fomentar conexões entre mães, fortalecer a força empreendedora e gerar oportunidades! Em cada encontro haverá uma palestra para nos capacitarmos, momento para nos conhecermos e um café! Os temas serão variados, voltados para empreendedorismo, e também para a família, afinal, encontrar o equilíbrio entre os dois é desafiador e necessário!

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

O açúcar e a saúde infantil


Hoje temos um texto especial com a amiga e colaboradora Núbia Antunes, que é nutricionista infantil e ajuda mães e pais a fazerem com que seus filhos comam melhor, com uma alimentação saudável, atrativa e sem conflitos durante a refeição, através de atividade atividades lúdicas de acordo com a faixa etária. E o tema de hoje é: ingestão de açúcar e saúde infantil!

"As crianças brasileiras estão consumindo mais açúcar do que o recomendado pela a Organização Mundial de Saúde (OMS), que são 25 gramas por dia. Em uma bebida a base de achocolatado para criança, há em torno de 30 gramas de açúcar, o que ultrapassa o recomendado. 

Em apenas 3 unidades de biscoito recheado, há 14 grama de açúcar, além de uma grande quantidade de gordura. Em 600 ml de refrigerante, há 65 gramas de açúcar. Toda essa quantidade não tem necessidade alguma para a vida. 

A obesidade infantil vem crescendo muito nos últimos tempos, e sabemos que o excesso desses alimentos está diretamente ligado a esta patologia que, consequentemente, leva a outras doenças, pois o consumo em grandes quantidades de açúcar se transforma em gordura, causando a obesidade. 

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Planejando o segundo filho numa primeira vez tentante!

Cecília não foi planejada! Eu tinha acabado de me casar, estava com intolerância a pílula, com sinais muito fortes de que algo não estava bem na ingestão do medicamento antes mesmo do casamento. Minha médica me sugeriu tentar o Mirena, pois é uma maneira diferente do hormônio estar no organismo e evitar a gravidez.

Na troca dos métodos contraceptivos, bingo! Estava grávida! A nossa fertilidade era incontestável e os planos mudariam um pouco. Eu sempre quis mais de um filho, então o segundo também seria  "antecipado". Depois do aniversário de dois anos da Cecília amadurecemos a ideia! Mas queríamos que ela já estivesse com três anos para o segundo vir e então, desde Janeiro desse ano não utilizamos nenhum método contraceptivo. Que ansiedade! Mas nada, NADA do neném vir! E agora? Será que estamos com algum problema?

relato de tentante sobre ansiedade e como conseguiu engravidar

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

22 perguntas sobre os dentinhos dos nossos filhos!


Quando começar a escovar os dentinhos dos nossos filhos? Quando levar ao dentista? Quando nascem os dentes quais os sintomas? O que fazer quando ocorre uma queda de boca no chão? Essas e outras perguntas nos permeiam na maternidade!

Nina já virou frequentadora assídua do consultório odontológico! Fazemos acompanhamento em família a cada 6 meses e cuidar da nossa saúde dentária é uma rotina por aqui! Nosso acompanhamento realizamos na Mr. Clean Odontologia e Saúde, e desse contato com as dentistas de lá surgiu a oportunidade de realizar uma entrevista com perguntas pessoais, e também contribuições das nossas leitoras!

Entrevistamos a Dra. Andreia Miranda, que é odontopediatra, e também com a Dra. Luciana Nogueira, que é ortodontista!

dentista, perguntas frequentes, Mr Clean, Mamãe Sortuda, entrevista