Mostrando postagens com marcador nasceu uma mae. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador nasceu uma mae. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Planejando o segundo filho numa primeira vez tentante!

Cecília não foi planejada! Eu tinha acabado de me casar, estava com intolerância a pílula, com sinais muito fortes de que algo não estava bem na ingestão do medicamento antes mesmo do casamento. Minha médica me sugeriu tentar o Mirena, pois é uma maneira diferente do hormônio estar no organismo e evitar a gravidez.

Na troca dos métodos contraceptivos, bingo! Estava grávida! A nossa fertilidade era incontestável e os planos mudariam um pouco. Eu sempre quis mais de um filho, então o segundo também seria  "antecipado". Depois do aniversário de dois anos da Cecília amadurecemos a ideia! Mas queríamos que ela já estivesse com três anos para o segundo vir e então, desde Janeiro desse ano não utilizamos nenhum método contraceptivo. Que ansiedade! Mas nada, NADA do neném vir! E agora? Será que estamos com algum problema?

relato de tentante sobre ansiedade e como conseguiu engravidar

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Casamento, maternidade e felicidade andam juntos?

Hoje eu completo 4 anos de casada! Um tiquim de tempo em meio a realizações, frustrações cotidianas pelo que cada decisão deixou para trás, dias normais de uma vida qualquer, dias intensos em nossas individualidades e muitas emoções. A nossa linda Lala fez o post "Casamento com a chegada dos filhos : 14 coisas que ninguém te contou! Eu ri, me identifiquei e me emocionei.

casamento depois dos filhos, medo de casar, casamento feliz, casamento real

Alguns dias depois uma amiga me procurou com o medo de casar: 

"Está tudo tão bom do jeito que está, vejo casais separando, cada vez mais pessoas que querem viver livres e viajantes do mundo, pra quê que eu vou casar, Aline? Funcionamos bem como namorados, mas eu vejo você e o Pedro tão felizes que eu precisava conversar com você."

Passado isso, quis escrever sobre, pois um dos nossos objetivos com o mamãe sortuda é acolher e auxiliar de acordo com a nossa vivência de meras mortais que travam suas batalhas diárias como qualquer um nesse mundo. Assim, eu pensei em alguns tópicos para escrever, pois como essa minha amiga linda, linda, linda há tantas outras que sofrem desse medo de partilhar a vida de forma tão tradicional, responsável e íntima como num casamento.

casamento depois dos filhos, medo de casar, casamento feliz, casamento real


Se você está em dúvida se quer casar, não case!

A sua insegurança tem um sentido, casamento é coisa séria e difícil de levar. Espere mais um tempo, busque o auto conhecimento, entenda o seu medo, esteja inteiro! As coisas boas da vida acontecem quando a gente foca em nós mesmos! Isso não é egoísmo, é sabedoria. 

Eu sou feliz, mas não sou alegre todo dia!

Tem dias que eu quero sumir no mundo! Depois de ser mãe então? Aí que o bicho pega! 
"Estou exausta!", virou um clichê. Eu tenho tentado me desacelerar, tenho tentado me conectar com o que faz sentido, não exigir muito de mim e sempre ter meu tapete pra esconder da mente o que do dia eu não consegui fazer. Li um texto da Rafaela da @a.maternidade perfeito sobre esses tapetes que a gente tem pra varrer ali pra baixo o que a gente não deu conta, sem culpa! Esse é o segredo. 
E nesses dias tenebrosos o que me faz feliz num instante, ou depois de uma semana que eu já briguei, esbravejei, chorei, surtei? 

Nós! Eu e meu marido! Ele e sua postura diante da minha dor, dos meus problemas, das minhas angustias mais profundas! Ele é uma extensão de mim. Casamento é uma parceria que precisa de uma enorme cumplicidade. Eu senti um nó na garganta, uma vontade de chorar? Não faz sentido algum guardar isso pra mim! Por que somos companheiros? Por que nos escolhemos? Se não for para partilhar e dividir alegrias e tristezas, saúde e doença, mais uma vez, não se case!

casamento depois dos filhos, medo de casar, casamento feliz, casamento real


Eu sou uma romântica incurável!

Sempre tive sérios problemas com isso! Na adolescência então, controlar os impulsos do coração e a passividade pela insegurança que eu sentia nas relações que, já começavam para mim num mero beijinho na boca, sempre foi um problema. Hoje, motivo de muitos risos, casos divertidíssimos, outros trágicos e todos histórias para vida! Estes, sem exceção, me fizeram ser quem sou hoje e sou muita grata pela minha singela construção atual.

Onde entra o romantismo?
Tenho um super segredo: eu vejo filmes, séries lindas e casais românticos e sempre os protagonistas, em algum momento, num sutileza que seja, me lembram o meu marido! Eu amo sentir isso! Em Girl more Girls o Logan, loiro e meu marido, moreno, pareciam! Juro por Deus! Era o jeito de olhar de fazer as surpresas, eu não sei explicar. Em OutLander, O Jamie Ruivo é o Pedro, ponto! E por aí vai.

Eu sei que enxergando isso me vem uma coisa tão deliciosa no coração, é como se ele ganhasse um abraço! Sinto um aconchego, uma vontade de correr pra onde o Pedro estiver. Eu não sei se isso é normal, se vocês estão me achando muito doida, mas é algo que eu amo cultivar e talvez seja um exercício para o tal casamento feliz. O seu companheiro está também em seus sonhos e seus ideais? Vocês andam juntos, sentem que fazem bem um para o outro, e de uma forma sadia se "precisam"? Se não for assim, não se case!

casamento depois dos filhos, medo de casar, casamento feliz, casamento real


Não é a perfeição, ela não é desse mundo. O que faz um casamento é a vontade de estar junto para o que der e vier.

Beijos











sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Neste 25 de agosto: "Seu marido é militar! O que ele faz?"

A pergunta que sempre me fazem ao descobrir que sou esposa de militar:

"Sério? Mas o que seu marido faz?"

Dependendo da entonação utilizada pela pessoa que me perguntou, eu tenho muita raiva ao escutar isso, mas a maioria das vezes eu tento explicar com uma didática peculiar da pedagoga que existe em meu ser. Vou contar de forma simples um pouco do que eu sei, sem termos técnicos, e já adianto: não é o todo!

Primeiro ponto: o Exército compõe as Forças Armadas que se dividem em : Exército, Marinha e Aeronáutica. Cada uma é responsável pela segurança de um espaço pertencente ao seu país, para qualquer entendedor: terra, mar e ar. Eles estão em nossas fronteiras! Vigilantes e preparados.

"Aline, não tem guerra, nem vai ter guerra! Estamos no século XXI, ter as forças armadas é algo arcaico! Não precisa!" 

Vamos ao segundo ponto: Se você acha o mundo seguro, eu não acho! Costumo trancar minha porta antes de dormir, estando em casa e ao sair ainda confiro vinte vezes se está tudo fechado. As vezes a pessoa que alega que não precisa existir Forças Armadas, é a mesma que fala sobre os bandidos engravatados que possuem um grande poder. 

Aí eu pergunto: se eu tenho que me preocupar com a segurança da minha casa por existirem ladrões de objetos de valores, ladrões de galinha e sei que há bandidos com diferentes poderes aquisitivos e políticos, porque não devo "trancar" o meu país? Você espera ser assaltado para colocar uma fechadura na sua porta? As Forças Armadas não esperam a guerra para prepararem os seus soldados.


papel das forcas aramadas, o que o exercito faz

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

A maternidade é romântica! 10 músicas que vão te provar isso.

Estava eu cantando uma música mais velha que a serra da Ivete Sangalo, lembrei de quem? Da Cecília! O Pedro até passou pela minha cabeça, mas preciso confessar que foi em segundo plano! Desculpa amor, sei que você me entende! hahaha

Então, resolvi fazer este post com músicas românticas ou trechos de algumas, que não foram feitas para os pequenos, mas a gente lembra deles! Vem ver se não é a mais pura verdade:


quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Alimentos contra a cárie?


Sim! Da mesma forma que existem os alimentos que favorecem o aparecimento da cárie (carboidratos, doces, refrigerantes etc), existem aqueles que ajudam no combate a esta doença.

Estes alimentos ajudam a produzir a saliva que é extremamente importante no processo digestivo,responsável por lubrificar e diluir o alimento, além de proteger contra bactérias e umedecer a boca. 

Em meio às frutas,as crianças podem ingerir maçã, pera, mamão ou frutas ácidas, como laranja, abacaxi e limão. As que não possuem problemas com a ingestão de frutas ácidas podem comer sem riscos para aumentar a produção salivar.

alimentos contra a cariea mr clean odontologia e saúde
Fonte: Google

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

14 coisas que aprendi com a maternidade

Recém mãe, aprendizados, maternidade real, nasceu uma mãe, dica para mães, minha experiência como mãe

Quando a gente engravida, começamos a nos preparar para como vamos receber e educar nossos filhos, mas tem algumas coisas que a gente descobre depois que os eles nascem! Nesse post, tem 14 coisas que aprendi depois que a Isabella nasceu!!

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Segurança em primeiro lugar

Quem me conhece, sabe que sou bem neurada com segurança. Sei que chego a exagerar às vezes, mas depois de tantos assaltos, é difícil não se preocupar a cada minuto, rsrsrs. E fico sempre reparando as pessoas. Gente, é cada coisa que fazem, que dá vontade de ir lá e alertar. Pensando nisso, reuni algumas coisas que eu já sabia com coisas que pesquisei na internet para dar algumas dicas importantes...
polícia e ladrão

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Livro “A onda azul - azul da cor do mar” - Uma onda de bons sentimentos



Pais de criança autista e escritora vão lançar livro infanto-juvenil que visa ajudar outras famílias a conviver melhor com o autismo.



As ondas do mar levam até a areia várias conchinhas que fazem a alegria de quem gosta de recolhê-las na beira da praia. Assim como as ondas, nós também podemos espalhar, por onde passamos, atitudes e sentimentos bons, como o respeito, o amor, além de levar conhecimento. É essa boa onda que o livro “A onda azul” pretende ser.

A obra foi escrita pela autora Marismar Borém junto com a Maira Alves e o Adriano Machado, que são os pais da Lalá e do Bê, um menino autista. A partir das experiências que vivem com o filho, eles decidiram contar uma história do Bê. “Meu esposo e eu percebemos a necessidade de ajudar os pais dos colegas do nosso filho a entender o autismo e sempre nos preocupamos em mostrar para as pessoas como esse transtorno muda a vida das famílias, mas também as permite vivenciar ricas experiências”, explica Maira Alves, mãe do Bê e coautora do livro.


quinta-feira, 9 de março de 2017

Madrinha: Ana Libanio, da Serafinna Consultoria


Dos encontros lindos que a vida nos proporcionou, ocorreu um muito especial! Conhecemos a Ana Libanio no grupo de mulheres empreendedoras que participamos em Belo Horizonte, que se chama Mulheres que Caminham Juntas. Ela é uma das idealizadores do projeto. E além desta proposta linda de caminhar juntamente à outras mulheres empreendedoras o que nos encantou muito foi o trabalho dela como consultora em imagem e estilo!!! Estamos fazendo o processo de consultoria com ela e tendo o prazer de passar por um momento de transformação, de nos descobrir ainda mais belas, de captar nossa personalidade e transportá-la para os looks diários! E está sendo um ganho tão sinérgico que a convidamos para trazer conteúdos voltados para as mamães na área de moda, imagem e estilo! Vocês vão amar!

Hoje é dia de apresentá-la!
Seja bem-vinda Ana!

consultora de imagem e estilo em bh com atendimento online


terça-feira, 7 de março de 2017

Campanha: Mulher de Sorte

No mês da mulher iniciamos a campanha "Mulher de Sorte" em nosso instagram para respeitar as individualidades de cada uma, empoderarmos e nos unirmos lendo cada relato.
Se você quiser participar, manda sua foto para gente e um textinho no email contato@mamaesortuda.com, para que possamos compartilhar em no instagram @mamaesortuda para embrarmos a todos, que cada um possui sua sorte na vida!

"Me formei em pedagogia, peguei o diploma e sou muito grata a todos os ensinamentos recebidos. Amar as crianças, compreendê-las e estar junto delas sempre foi uma das minhas melhores partes! Me casei e fazendo entrevistas de emprego, engravidei! A partir daí me reinventei e o sonho de empreender que sempre esteve comigo, veio com tudo! Tive a oportunidade e agarrarei com unhas e dentes. Hoje o empreender é meu projeto de vida. Meu marido é militar do exército, me mudo sempre e a cada mudança iniciamos uma nova vida. Como eu consigo? Amor! Sorte de quem o tem. Minha coragem para ser esposa de militar, vem do meu coração! Ser mãe muda tudo,-mais uma vez aqui estou eu nesse pequeno texto falando de mudanças e recomeços. Afinal, isso é a vida!- A diferença é que a maternidade faz uma mudança profunda em nossa alma. Nos da coragem, nos ensina amar e amar sem medidas, a querer mudar o mundo por alguém tão especial. Ser mãe na alma é compreender que se não nos reinventamos e assumimos o nosso papel, mesmo que para uma saidinha na sexta à noite, enlouquecemos de vez. Amo me cuidar, namorar, sair com minhas amigas, sozinha com meu marido, amo programas em família, praia, sol, mar que tanto fazem parte da minha nova vida. Mas sei que hoje o meu maior papel é ser mãe em dias fáceis e difíceis, querendo sumir de vez em quando, mas sempre tendo a sorte de aprender, amar e me reinventar todos os dias."

  empreendedorismo materno, campanha mês da mulher, empoderamento feminino

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Empreendedorismo Materno: Pepou House


Amamos histórias de empreendedorismo materno! Acreditamos no poder da transformação que a maternidade tem na vida da mulher e de sua família! Recebemos aqui no Mamãe Sortuda presentes da Karen, da Pepou House. Nos sentimos lisonjeadas em receber vestidos de lançamento da loja virtual dela! Como adoramos histórias de empreendedorismo pedimos à ela para contar um pouco sobre a criação do seu projeto para poder nos inspirar e também inspirar as mamães que nos acompanham!



quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Eu não sei ser mãe. Eu não tive pai.

23 de fevereiro de 1985 foi um dia muito importante para mim, mesmo sem eu sequer ter nascido.
Neste dia, meus pais se casaram e nossa família começou.
Neste mesmo dia, nasceu o Thiago: meu marido, meu amigo, companheiro, pai da minha filha.
 
historia de uma maternidade real
O começo

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Apresentação da nova colunista Dani!

Olá sortudas!!! Como estão?? Primeiramente gostaria de dizer que estou muito feliz em integrar o time do mamãe sortuda! É uma honra para mim passar de leitora para colaboradora do blog! Mas quem sou eu?? Meu nome é Daniela, tenho 29 anos, licenciada em educação física pela UFPR e bacharel em administração pela FARESC.  Sou gaúcha, mas vivo como nômade desbravando nosso Brasil 🇧🇷 , pois sou casada com um militar! Sou mãe em tempo integral, mas futuramente pretendo retomar minha vida profissional, mas nada de pressa por enquanto!!!

daniela queiroz insta bellanaoadormecida nova colunista mamae sortuda

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Amamentação: App com a linda ferramenta de árvore da vida!


Que eu amo fotografia muita gente está cansada de saber!

Os apps tem trazido tanto recurso legal e bacana que se deixar dá para ficar o dia inteiro fuçando e fazendo arte! O PicsArt tem muita edição legal para fotos e ainda para completar ganhou meu coração com um pacote de adesivos pra lá de especial com árvores da vida! AMEI! Que coisa mais linda! 

Amamentei a Cecília por dois anos e contei um pouco dessa trajetória aquiBrinquei por toda manhã e trouxe para vocês um passo a passo rapidinho para vocês fazerem aí também! Manda pra gente ou marque nos insta as #: #TreeOfLife , #brelfie e #mamaesortuda !

treeoflife como fazer efeito em foto arvore amamentação brelfie

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Doe brinquedos. Doe atenção. Doe esperança.


Chegou o final do ano, com ele, veio aquela vontade de fazer algo bom por alguém (não que isso seja limitado a esta época do ano, é claro! Mas é uma boa ocasião para começar a contribuir). Todo mundo sabe que o propósito do Natal não é dar e receber presentes. Porém, doar um simples brinquedo pode proporcionar um Natal mais feliz para as crianças carentes. Mas e depois do Natal? Você pode continuar a fazer o bem!

Muitas destas crianças não são apenas carentes de necessidades básicas. Elas são carentes de afeto, carinho, atenção. Ao doar um brinquedo para quem realmente necessita, você está agindo conforme o propósito, o espírito do Natal!

No Natal, seu filho ganhou um monte de brinquedos novos. Então, que tal doar os mais antigos para instituições que trabalhem com bebês e crianças? Lembra daquele brinquedo que está guardado no armário há muito tempo, que ninguém usa mais? Pois é! Esse, se você quiser, pode ser doado. Incentive seu filho!!!

Nos últimos anos, vários estudos comprovam que praticar boas ações deixam as pessoas mais felizes e realizadas. E inserir os filhos nesse contexto também pode acrescentar no processo de aprendizagem. As crianças entendem, por exemplo, porque precisam cuidar bem dos brinquedos para poder passá-los para frente depois.

Aqui em casa será assim: todo ano ela irá escolher os brinquedos que doará. Assim, ajudamos ao próximo e a filhota já crescerá aprendendo a dividir. Esse ano ainda não terá doação de brinquedos em minha casa. A Anna é muito pequena para escolher quais brinquedos ela quer doar (ela é quem vai escolher, para já aprender desde cedo). Mas não doar ainda não significa não fazer nada.

As fotos abaixo foram tiradas na praça Raul Soares, em BH. Vocês não fazem ideia da felicidade destas pessoas por pararmos para conversar com elas. Dava até "briga" para saber quem falaria primeiro, quem contaria os casos, quem mostraria os cachorros, quem teria a atenção.

E as fotos? Eles pediam mais e mais. Estávamos com uma câmera profissional. Eles achavam o máximo serem fotografados com uma máquina daquelas. Olha aí o resultado:

doe brinquedos. doe atenção, doe esperança

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Muay Thai durante a gravidez, é possível!


Eu não fui uma grávida que conseguiu fazer atividade física. A falta de disposição me vencia e eu sempre tinha outra coisa para fazer, mesmo que fosse dormir durante o dia. Fiquei molenga! Ver uma amiga lutando durante a gravidez foi muito bacana e eu precisava dividir com vocês! Ela é ligadona, conversa igual pobre na chuva (das minhas), super animada e astral lá em cima!  Lutar durante a gravidez foi fichinha e nada imprevisível por ser ela. Fiz algumas perguntinhas e ela montou um texto delicioso para gente, olha só:

"Olá! Me chamo Fabiana (Fabi), tenho 30 anos, sou fonoaudióloga audiologista, apaixonada por artes marciais e por alimentação saudável. Estou grávida à espera da Laura, casada, animada, feliz e ligada no 220v "full time".

Minha história com as artes marciais se deu no início de 2014 com o BOXE. Comecei a praticar por curiosidade e tomei gosto. Tinha uma rotina de 2 vezes por semana, sendo 1 hora por dia. O tempo foi passando, me casei e logo após senti necessidade de fazer mais algum tipo de arte marcial, uma vez que, não gosto de "puxar ferro" em academia. Gosto de aulas intensas, que descarregam todo estresse e te fazem voltar pra casa bem leve e renovada. Foi quando, iniciei o treino no MUAY THAI juntamente com meu esposo que já praticava essa modalidade algum tempo. Nessa fase praticava artes marciais 04 vezes por semana sendo 1 hora por dia.

muay thai durante a gravidez
Fabi, mamãe lutadora