Mostrando postagens com marcador alimentação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador alimentação. Mostrar todas as postagens

sábado, 17 de dezembro de 2016

Adeus gordurinha !!! -16kg após a gravidez

Olá meninas! 

Hoje vim contar neste post, a minha história com a bendita balança! A gravidez veio, além de muitas alegrias, que já contei aqui, me trouxe 11kg e sinceramente eu desencanei, curti minha gravidez e pensar em perder peso era um plano "mais para frente". Eu não sabia o que iria fazer com um bebê (marinheira de primeira viagem), imagina se eu saberia o que fazer com esses lindos quilinhos! Hahaha! SÓ QUE o "mais pra frente" chegou e eu precisava dar um jeito nisso, dentro da minha louca rotina!

Primeiramente, durante a amamentação (amamentei por três meses) eu perdi praticamente os 11kg, cheguei a pesar 71kg no final da gestação, na consulta de egresso, fui de calça jeans me achando (só Deus sabe o quanto rezei para acabar logo a consulta! Vai boba!) com 15 dias eu já vestia minhas calças sem cinta, com 60 dias já tinha voltado ao peso inicial. Tivemos problemas com a amamentação, introduzimos a fórmula e o Ben não quis mais o peito, resumindo: parei de amamentar engordei quase 4kg mais rápido que o Bolt em corrida de 100 metros rasos! E quando engravidei, estava longe da minha melhor forma, já tinha perdido uns quilinhos, mas 60 kg para mim, ainda era muito. (Vamos concordar que tudo é ponto de vista, opinião pessoal de cada um, que gorda, gordinha, fofinha, magra, magrela, tripa seca é um ponto de vista! Importante é cada um ser feliz do jeito que é e quer e não interessa a opinião de ninguém! Combinado?)

Com quase 64kg, eu comecei um "estilo de comer" conhecido como " dieta paleolítica, dieta primal, paleo" que há tempos queria experimentar, já tinha visto ótimos resultados em três primos meus (Lili, Rafa e Quel.) perderam muito peso e estavam conseguindo manter, o Rafa chegou a perder 18 kg, teve uns probleminhas de saúde e fez a melhor escolha por ele mesmo: largou o copo de cerveja, melhorou sua alimentação, calçou o tênis e foi correr! Com essa inspiração eu precisava tomar uma atitude. Li muito, pesquisei muito, achei esse blog aqui que me ajudou muito. Animei, chamei o marido para embarcarmos juntos. Fizemos 30 dias e cada um perdeu mais que 6kg, cortando industrializados, massas, farinha, óleos vegetais, carboidratos pobres, refrigerantes, sucos de caixinha, bebidas alcoólicas, ou seja, passamos a frequentar muito mais o sacolão e o açougue do que o supermercado, isso é SAÚDE, acima de tudo! Fora a economia, é aterrorizante o quanto a gente gasta com coisas que nos fazem mal. Nossa alimentação era basicamente, carnes, peixes, frango, ovos, legumes ( nada que crescia debaixo da terra), verduras, queijos amarelos e algumas frutas. Tudo era preparado na manteiga e na banha animal. Preciso falar  para vocês que eu emagreci comendo BACON! Isso mesmo! A gordura animal virou nossa amiga e hoje ela frequenta nossa mesa sem nenhum preconceito ou medo.

Foi um sucesso! Só que decidi fazer algo para me superar, chegar a uma meta que não tinha alcançado antes, queria mais! Queria mais 30 dias na linha, sem escapadas! Sinceramente, não são 30 dias fáceis, a primeira semana é terrível, mas vale a pena pelo bem estar conquistado. Chamei as amigas, uma é minha nutri da vida, que mora no meu coração, garota fitness, linda e maravilhosa, Milla Gandra! Que sempre tentou me colocar na linha enquanto eu buscava feijoada toda sexta feira! Hahaha! E a outra, minha irmã de alma e parceira, linda e maravilhosa e mamãe sortuda, Thaísa! Que já estava numa pegada fitness. Elas toparam de imediato e criamos o desafio #30diasparaocropped no Instagram. O intuito era motivar as pessoas a mudarem seus hábito,s alimentares e inserir atividades físicas diárias, cada qual no seu objetivo. Eu me senti tão bem com essa nova forma de pensar em alimentação, que queria isso para todo mundo, não queria só para mim. Mas precisava de um incentivo maior para alcançar minhas metas, era desafiador usar um cropped (aquelas blusinhas curtinhas) depois de uma gestação, não é não?

E lá se foram outros 30 dias, esses mais difíceis para perder o peso que faltava, queria somar 10kg perdidos do peso inicial da dieta, o organismo já estava acostumado a nova alimentação, inseri exercícios fáceis dentro da minha rotina, correr, pular corda, polichinelo, treinos intervalados em casa e na rua. E deu super certo! Estou chegando agora na minha meta final e estou feliz da vida por conseguir me superar! Estou chegando aos 54kg, com um pique que eu não tinha há muito tempo! Perdi quase meu guarda roupa inteiro! Poucas coisas me servem, para falar a verdade, nem achava que voltaria a esse peso um dia, já tinha passado as peças apertadas todas para frente!

Se eu consegui, uma chocólatra, doida com porcarias, que ama cozinhar, pensa em comida o tempo inteiro, que trabalha fora, com filho de oito meses, marido e casa para cuidar, vocês também conseguem! Só precisa ser maior do que aquele tanto de desculpa que a gente inventa para não sair da nossa zona de conforto.

Dizer que serei 100% paleo, vai ser pura mentira, mas que dá pra ser uns 70%, dá sim, nós estamos super adaptados lá em casa, acho difícil voltar aos velhos hábitos, porque agora a consciência pesa!

low carb

domingo, 13 de novembro de 2016

Palestra: Como ensinar meu filho a comer bem?


Pais e mães até sabem o que faz bem e o que não faz na hora da alimentação das crianças. O difícil é ensinar aos pequenos a praticarem com prazer o que é correto. 

Gastrônoma especializada em alimentação infantil e embaixadora oficial em Belo Horizonte do projeto Food Revolution, de Jamie Oliver, nossa blogueira Luiza Fiorini vai compartilhar dicas práticas para revolucionar a rotina alimentar na casa dos leitores de Canguru.

“Como ensinar meu filho a comer bem” é o tema da palestra que ela fará no Encontro Canguru deste mês. O evento será no dia 26 de novembro (sábado), às 10h30, no Anfiteatro do Pátio Savassi.

Quer garantir a sua vaga? Basta se cadastrar no link:  http://bit.ly/EnsinandoAComerBem e, no campo MENSAGEM, escrever MAMÃE SORTUDA! 

Corra! O evento é gratuito, mas as vagas são limitadas.

Luiza Fiorini - Alimentação para crianças - Canguru BH

Beijos,

Aniversário Tema Dinossauro - Meninas - DIY - Belo Horizonte - festa no parque

sábado, 28 de novembro de 2015

Aniversário da Marina DIY: Marzinho da Nina


Marina: "Significa 'aquela que vem do mar', 'marinho'. Marina carrega consigo as qualidades de extensão e beleza inerentes ao mar, bem como a segurança e sossego, numa analogia ao local onde as embarcações são atracadas, qualidades essas que possivelmente se refletem nas pessoas registradas com esse nome." (Dicionário)

Tema melhor não havia de ter para o aniversário da Marina! 
O tema foi: Marzinho da Marina!!

Como todas as festas que programo, havia muito de mim! Produzi cada detalhezinho! Fica a inspiração para as mamães que precisam ou gostam de colocar a mão na massa! É possível sim, mesmo com todo o aperto do dia-a-dia! A dica que dou é que você se programe com muita antecedência para poder fazer com calma cada detalhe! Comecei a produzir os itens com dois meses de antecedência!

Outro detalhe importante: não hesite em receber ajuda! No dia do aniversário tive apoio de uma equipe de familiares e amigos na organização e decoração!  E ainda contei com o pessoal da Promove Assessoria e Eventos na organização anterior e durante o evento, e, também na recepção dos convidados, hora do parabéns, entrega de lembrancinhas etc! Foi muito bom! Pude desfrutar do aniversário com mais tranquilidade! Muito obrigada equipe Promove!!!

Então, vamos aos detalhes, fotografados pela nossa fotógrafa Dione Lopes!

A mesa principal ficou assim! Lancei um desafio com todas as madrinhas e fadas madrinhas: no dia do aniversário cada uma deveria levar algum item para compor a mesa principal! Foi muito divertido! A fada madrinha Bia fez este arco de balões! O painel de fundo foi produzido por uma amiga da vovó, de presente! Ficou muito legal!!! 

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

5 Mitos sobre amamentação que você PRECISA riscar da sua vida

Olá mãezinhas!

Na semana passada fui dar uma caminhada com o namorido na praça Duque de Caxias, mais conhecida como praça de Santa Tereza, aqui pertinho de casa. Lá sempre têm mães, pais e babás com bebês pequenos, e quando estávamos indo embora peguei um pedaço de uma conversa entre duas moças e fiquei A-BIS-MA-DA! Elas estavam falando sobre amamentação ao que parece, e eu acabei ouvindo um verdadeiro absurdo! Por conta disso, resolvi escrever um post com alguns mitos que precisam SUMIR da cabeça das pessoas. Vamos lá?

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Aleitamento Materno - AMMACare Consultoria em Amamentação



Hoje venho apresentar para vocês nossa parceria com a Fonoaudióloga Raíssa M. Costa e a Enfermeira Tayane Oliveira, que criaram a  AMMACare Consultoria em Amamentação.
A união com amor e carinho os dois campos de estudo trazendo suas experiências clínicas e acadêmicas e a conclusão do curso para ser tornarem Consultoras em Amamentação pela Mame Bem, tornam-as capazes de serem Consultoras em Amamentação

Raíssa Costa - Fonoaudióloga e Tayane Oliveira - Enfermeira
Sócias Proprietárias da AMMACare

A AMMACare tem como missão dar assistência nos cuidados materno infantil, orientar e intervir nas dúvidas e dificuldades relacionadas ao aleitamento materno, e prestar atendimentos especializados nas áreas de enfermagem e fonoaudiologia. 
Com o intuito de auxiliar nossas leitoras, criamos esta parceria para dialogar e refletir sobre experiências da vida ao lado do bebê.

Iniciamos hoje com um texto das nossas consultoras sobre Aleitamento Materno exclusivo até os 6 meses:

Aleitamento Materno 6 Primeiros Meses

O aleitamento é um gesto de amor e carinho entre mãe e bebê. O leite materno é o alimento mais completo para o bebê até os 6 meses de vida, não sendo necessário a complementação com fórmulas,  chás, mingau ou até mesmo água, pois não existe leite fraco, exceto em casos especiais orientados por um especialista como o nutricionista ou pediatra.
 O leite materno vem pronto para o bebê, na temperatura ideal, contendo as vitaminas, nutrientes e a proteção que seu bebê necessita para um ótimo desenvolvimento.  As vantagens são enormes, tanto para o bebê quanto para a mãe e familiares. O leite materno apresenta substâncias de defesa que fornece proteção contra diversas doenças e alergias. É feito especialmente para o sistema digestivo do bebê, diminuindo as chances de diarréia que pode levar à desidratação ou até mesmo desnutrição. Além disso, o ato de amamentar ajuda na prevenção de defeitos dentários, diminuindo as chances de cáries no recém-nascido.
Foto: Teresa Vilela
Entre os benefícios para a mamãe e os familiares está a economia e praticidade, não há gastos com a alimentação do bebê e nem necessidade de sair para comprar. Para a nova mamãe, o ato de amamentar ajuda a diminuir o sangramento pós-parto e o útero voltar ao tamanho normal de forma mais rápida.
O melhor benefício da amamentação é a sua capacidade de aumentar os laços afetivos. Há um contato contínuo entre mãe e bebê, olho no olho. É esse contato visual e a interação mãe, pai, familiares e bebê que favorecerão os aspectos lingüísticos da criança, para um bom desenvolvimento da fala.
Até os 6 meses de vida, o aleitamento materno exclusivo é a melhor forma de alimentação. O apoio do pai e dos familiares é essencial para a continuação desse processo. 

Qualquer dúvida estamos a disposição.
consultoriaacare@gmail.com

Raíssa Costa e Tayane Oliveira

Espero que tenham gostado da nossa novidade.
Vem muito mais por aí!
Se você também quer ser nosso parceiro, entra em contato com agente!
contato@mamaesortuda.com

Beijos


Aline Caldas Viterbo






quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

A Volta às Aulas e o Lanchinho

“Meu lanchinho, meu lanchinho
Vou comer, vou comer
Pra ficar fortinho, pra ficar fortinho
E crescer! E crescer!”


A volta às aulas foi no início do mês e o meu filhote acabou de passar para o maternal I. Até o fim do ano passado eu nunca precisei me preocupar com a alimentação dele: o berçário oferecia uma fruta às 8:30h e o almoço às 11:30h, tudo bonitinho. A partir desse ano, no entanto, ele não tem mais o almoço e a merenda é por conta dos responsáveis.
É claro que isso foi uma grande mudança na nossa rotina e exigiu um cuidadoso planejamento. Não sou a mãe mais natureba do mundo, não sou radical com a alimentação do Théo, mas queria fazer bonito na merenda. E apesar de o suco de caixinha, o petit suisse e os biscoitinhos recheados serem os mais fiéis amigos das mamães, preferi investir um tempinho na preparação da merendeira do meu pequeno, deixando esses produtos apenas para situações de emergência.
“Mas Giulia, eu trabalho fora, faço faculdade, preciso arrumar a casa, ir para a academia, preparar o jantar, cuidar do fulaninho... Não tenho tempo de pensar nisso!”

A-HÁ! É pra isso que eu existo! (hihi)

Ao longo dos nossos encontros por aqui vou trazer algumas dicas rápidas, fáceis e saudáveis pra você arrasar e matar a mãe de todos os coleguinhas de inveja! O melhor? Você vai ter tempo de fazer tudo (tem coisa que dá pra fazer até no fim de semana e congelar)! 
Não tem desculpa não, viu? 
Vamos lá?

A lancheira ideal