Mostrando postagens com marcador festa junina. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador festa junina. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Belô e os arraiás !

Quem aqui gosta de uma festa junina?

Eu amo uma festa junina e já contei para vocês em um post na semana passada o quanto eu AMO  a festa junina e tudo que ela me proporciona de alegria e satisfação.

E por gostar tanto de festa junina, vou dividir com vocês algumas das festas juninas que acontecerão aqui em Belo Horizonte, tanto as pagas, quanto as gratuitas.

Vai ser bão demais da conta sô!


FESTAS GRATUITAS:

- Festa da Igreja Santo Antônio

HOJE- 13/06 Dia de Santo Antônio - barraquinhas a partir de 12horas.
Missas: 7h30, 12h, 15h - Haverá procissão às 19h
Local: Av. Contorno, s/n - Bairro Santo Antônio

- Arraiá de Santa Tereza

Dia 16/06 e 17/06 - Sábado e Domingo
Vai ter quadrilhas profissionais, e também o Quadrilhão de Santê, com a participação de moradores do bairro principalmente, mas também com pessoas de outras regiões, que curtem os folguedos e as festas do mês de junho.

Local: Praça Duque de Caxias – Santa Tereza
Horário: 14:00 às 22:00

- Festa Junina do Santuário 2018: 

Dia 16/06 - Sábado
A Festa Junina do Santuário Arquidiocesano São Judas Tadeu acontecerá no Centro de Evangelização e Obras Sociais – CEOS. A animação fica por conta do Trio Mandruvá, além das barraquinhas com comidas típicas e brincadeiras para as crianças. 

Local: Rua Itaquera, 1166 - Graça
Horário:  16:00 às 22:00 

- 22º Arraial da Serra


Dia 16/6 - Sábado
Festa Junina com Trio Arueira e Quadrilha Casa do Chapéu. Entrada franca. Renda das barraquinhas revertida para a Creche das Rosinha.

Local: Rua Herval, entre as ruas Palmira e Capivari, Serra
Horário: 17:00 às 22:00

- Festa Junina do Caixote:  


Dia 30/06 - Sábado
Rua fechada com barraquinhas de bebidas e comidas, música ao vivo, concurso do traje junino mais original. Samba com Raimundo do Pandeiro e a Cor do Samba, Rock Retrô com Ritmos da Noite e It's Only Rolling Stones fechando a noite.

Local: rua Ivaí, 100, na Serra.
Horário: 15:00 às 23:00

Lembrando também que no meio de todas essas festas, acontecerá o Arraial de Belo Horizonte. Ele acontece todo ano com o famoso Concurso de Quadrilha.

Esse ano o Cortejo Junino, acontecerá dia 16 de junho. A concentração será a partir das 8:00 horas da manha na entrada do Parque Municipal, na avenida Afonso Pena. O início do cortejo está marcado para as 12:00 horas e término as 16:00 horas na Praça da Estação.

E nos dias 22, 23 e 24 de junho, 24 quadrilhas do Grupo de Acesso entram em cena. As 13 quadrilhas do Grupo Especial competem no fim de semana seguinte, nos dias 30 de junho e 1º de julho.


FESTAS COM COMPRA DE INGRESSOS

- Festa Junina do Xapuri - Quermesse Dona Nerse

Dia 16/06 - Sábado
Vá a caráter (camisa xadrez e chapéu/ vestido e cabelo) e ganhe fichas para utilizar nas brincadeiras. A festa é para toda família e vai contar com as tradicionais brincadeiras, muita comida boa e shows com Carlim Alves e Trio Gandaieira! 
Local: Restaurante Xapuri – Rua Mandacaru, 260, Trevo
Horário: 18h 
Valor: R$ 160
Vendas: Sympla 

 - Arraiá Tati Bocão 


16/6 - Sábado 
Muito arrasta-pé com Suelen Araújo e o Bloco Alô Abacaxi, além de muita música boa para dançar com os DJ’s Reury Caxito e DJ Djalma Rabelo. A festa ainda vai contar com algodão doce, maçã do amor, milho, pipoca quentão, caldo, espeto e canjica! 
Local: Mirante 147 – Rua Cristal, 147, Santa Tereza 
Horário: 16:00 horas
Valor: R$ 25 a R$ 35  
Vendas: Sympla ou John John Bar 

- Arraiá do Labareda 

16/6 - Sábado  
O Labareda convida para o seu tradicional Arraiá do clube. Este ano com a Banda Super Som C&A, fogueiras, brincadeiras e comidas típicas.

Local: Avenida Portugal, 4.020, Pampulha
Horário: 19:00 horas
Ingressos: Não sócio: R$30,00
Sócio Galo na Veia: R$10,00 (até 03 convites)
Sócios Labareda e Vila Olímpica: R$10,00 (01 convite)
Vendas: Na secretaria do Labareda

 E ai? Vamos?





 

terça-feira, 5 de junho de 2018

Junho, Festa Junina e o Mingau de Milho Verde

Enfim chegou o mês de Junho e eu ativei o modo #FESTAJUNINA


Pra mim o mês que tem a MELHOR festa do mundo! 

Várias pessoas me marcaram em fotos, vídeos e vários Memes nas redes sociais sobre a festa junina, roupas, decoração, festinhas, barraquinhas e principalmente sobre as comidinhas!
Gente, festa junina é MELHOR que carnaval! Pra mim é e sempre será! Comecei a ver várias postagens nas redes sociais,

 
Em qualquer lugar que você vá, qualquer mesmo, até na padaria vai ter canjica, mingau de milho verde, doce de abóbora, pamonha, entre outros. Mas ai eu me peguei pensando, porque essas comidinhas deliciosas só aparecem nessa época do ano? Por quê não tem canjica em Setembro? Maçã do amor em Janeiro? Arroz doce em agosto? Pé de moleque em Abril? Não achei uma explicação lógica ainda (e nem to muita preocupada) do porquê essas comidinhas só aparecem nessa época.

Mas vou deixar aqui uma receitinha rápida de uma das comidas que mais amo na festa junina, para ser feita quando estiverem com vontade de comer. 

MINGAU DE MILHO VERDE

Ingredientes:

- 2 latas de milho verde
- 1 litro de leite integral
- 1 lata de leite condensado
- 1 xícara de chá de leite em pó
- Açúcar a gosto
- Uma pitada de sal

Modo de preparo:

Retire todo o líquido da lata do milho verde e lave bem em água corrente.
Bata o milho com o leite no liquidificador até virar um suco.  Passe esse suco por uma peneira, para tirar todo o líquido do bagaço do milho. 
Coloque o suco coado, novamente no liquidificador e acrescente o leite em pó (na receita da minha vó está 1 xícara, mas eu sempre coloco para mais).

Em um panela alta, acrescente o líquido de milho,  o leite condensado e ligue o fogo baixo. Depois de alguns minutos misturando, vai começar a engrossar. Nesse ponto experimente o açúcar e acrescente o tanto que desejar (coloco um xícara de chá). Por último, coloque a pitada de sal. Sem parar de mexer.

Deixe ferver por 5 minutos sempre misturando muito, se não vai dar uns carocinhos. Quando chegar em um ponto que você deseja, desligue o fogo e continue misturando até esfriar um pouco. 

Despeje ainda quente em outro recipiente e polvilhe com canela a gosto. 

Foto Pinterest
Foto retirada do Pinterest
Essa receitinha, quem sempre faz é minha avó. Com aquele gostinho de fogão à lenha, mas que também, devem ser feitas no fogão ai da sua casa! 
E quando fizer, pode me chamar que eu vou! 

Um beijo e boa festança "procês", 
Carol


quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Um olhar diferente para o Ensino Público Infantil - Parte I


Outro dia, vi em uma postagem em um dos muitos grupos de mães que tenho no facebook, perguntando como era o funcionamento das UMEIS. Li comentário por comentário. Vi alguns que falaram que a UMEI não é adequada para as crianças, vi alguns falando que a escola serve só para brincar e MUITOS outros comentários foram a favor da UMEI e de toda a dedicação para com nossos filhos.

Eu sou muito suspeita para falar sobre a escola!!
Desde a primeira vez que vi uma escola, pela grade azul, com meus 16 anos, quando era estagiária da PBH, me peguei apaixonada e tinha certeza que algo de muito legal Belo Horizonte tinha a ganhar.

E assim foi, desde os primeiros meses de vida da minha pequena Laura fiz a inscrição e aguardava de dedo cruzado por uma vaga para ela. A mesma aconteceu com o Pedro, todos os anos eu fiz a inscrição e cruzava meus dedos. Ate que ambos, conseguiram quando completaram seus 3 anos. Antes disse eles estudavam em uma escola particular e ficavam o dia inteiro para que eu fosse trabalhar. E quando a vaga da Laura saiu em 2014 eu fiquei SATISFEITA, MARAVILHADA, ME SENTINDO ECONÔMICA - afinal era uma mensalidade a menos - E COM MEDO!

UMEI

Medo sim, pois a única coisa que escuta das pessoas ao meu redor e das professoras dela era: “ não faça isso, a UMEI só brinca, não ensina, não alfabetiza e bla bla bla... Aquela pulguinha ficou na minha orelha. Contei para André, compartilhei meus medos e agora até angustias eu tinha! E se a Laura não souber ler? E se ela não souber escrever? E se ela não souber o básico para entrar no primeiro ano do ensino fundamental?
Lá estava eu sofrendo por um futuro incerto! Lá estava eu chorando e sendo acalantada pelo André!
Mas eu vi que precisava deixa o rio seguir seu percurso, vi que precisávamos viver um dia de cada vez! E assim fui deixar a Laura em seu primeiro dia de aula.

Quando chegamos na porta da escola, meu coração disparou, meus olhos lacrimejaram, Laura segurou minha mão firme e entramos. A professora já estava na cantina da escola com o restante da turminha, se apresentou e disse de sorriso aberto o quanto éramos bem vindas na escola. Laura olho pra mim, esticou os braços, me abraçou e chorou. E aí eu chorei! Chorei e não queria largar de Laura. Mas era necessário que eu fosse embora. Laura gritava e eu sai correndo e liguei para André.
Esperei ansiosamente os minutos passarem ate as 17:20. 
Como que dói né gente?!

Enfim, chegou a hora de buscar Laura na escola. Fui na porta da sala dela, lá estava ela, sentada em sua cadeira, com mais 3 meninas em sua mesa. Me viu, me abraçou e disse que aquela escola era fofinha! Me contou que suas mais novas amigas se chamavam Letícia, e as gêmeas Larissa e Izabella. Contou mais um tanto de coisa e vi o quanto o meu choro foi meio que atoa. A noite passou e mais um dia veio. Já me fortalecendo e sendo forte para não chorar na frente dela. Chegamos na porta da escola e ela me fala: “ mamãe, pode deixar que vou sozinha. Até depois da aula” . Me deu um beijo, pegou sua pequena mochila e foi. Desceu o morrinho, olhou pra trás e jogou um beijo.

Gente, cadê aquele neném que chorou ontem? Que gritou 'MAMÃÃÃÃÃE'?

Já o Pedro foi tudo muito tranquilo, como ele via a Laura indo para uma escola diferente da dele, sempre teve o sonho de estudar na escola da Laura. E em seu primeiro dia de aula, mal queria que eu levasse ele na porta de sua sala.

Mas nós dois, André e eu sempre fomos MUITO presentes na vida escolar dos meninos. Em todas as reuniões estávamos juntos. Sempre fomos atendidos, fosse pra tirar dúvida, sugerir algo para a escola ou fazer alguma reclamação. Sempre andamos lado a lado com a escola e aos poucos fomos pegando o ritmo da UMEI e entendendo o funcionamento da mesma.

A UMEI tem realmente a metodologia de brincadeiras lúdicas e eles ensinam SIM, ensinam brincando! E tem algo mais saudável que isso? Os meninos nunca tiveram PARA CASA EM EXCESSO! Confira a quantidade de atividades para cada criança abaixo:

QUANTIDADE DE PARA CASA
1º SEMESTRE
2º SEMESTRE
3-4 ANOS
NENHUM PARA CASA
1 PARA CASA
4-5 ANOS
1 PARA CASA
2 PARA CASA
5-6 ANOS
2 PARA CASA
3 PARA CASA

A UMEI tem uma visão de que criança precisa ser criança antes de ter uma vida acadêmica formada! Vejo que muitas escolas particulares já enviam para casa todo dia após a escola. No primeiro instante é lindo, fofo e engraçado. Mas será que realmente é necessário? Aulas extracurriculares,
aula de inglês, natação, espanhol, piano, de canto e por ai vai... e quando é a hora dela ser criança? Precisamos SEMPRE pensar nisso!


Via: Mamãe Tagarela
Sem contar as festas da família, festa junina, feira de cultura que a escola planeja com tanto carinho!

Festa Junina

Festa Junina




Festa Junina

Em 2016 foi o último ano da Laura na UMEI, e em 2017 o último do Pedro (texto parte II em breve!!! E ambos saíram lendo e escrevendo. A UMEi é lúdica. Eles ensinam brincando. Eles tiveram duas professoras MA-RA-VI-LHO-SAS, com uma dedicação fora do comum. A UMEI foi o grande passo dos meus filhos para um futuro que logo estará aí. Digo que a UMEI foi uma página do livro da nossa família, que merece dedicatória! 
Só que gente, não podemos esquecer de que o sucesso dos nosso filhos é um conjunto. Entre escola e família! Sempre fomos presente na vida escolar dos meninos. Em todas as reuniões lá estávamos nós, os dois em meu a 90% de mães na sala. E André  lá, questionando, aplaudindo, chorando com a primeira escrita livre deles, a partir da figura do lado, perguntando qual o próximo projeto da professora. 

Hoje em dia vejo muitos pais culparem SOMENTE  a escola pelo mal desempenho do filho. Mas não é assim... O filho tem que estudar, a família tem que ser presente e a escola acompanhar e ensinar! Porque educação VEM DE CASA!

E aí, que tal conhecer uma UMEI? Não julgar tanto um ensino público? 

Obrigada UMEI São João Batista, por todo seu esforço. 

Meu muito obrigada desde a diretora até a cantineira!

Um beijo bem grande, mamãe de dois,

Carol














segunda-feira, 17 de julho de 2017

Convite: Piquenique Julino Mamãe Sortuda



Para fechar as festanças juninas e julinas, vem aí o Piquenique Julino Mamãe Sortuda!!!! Queremos fazer um encontro bem descontraído e intimista com as nossas leitoras e suas famílias. Será no domingo, dia 23/07/2017, de 10h às 13h, no Parque Aggeo Pio Sobrinho (Belo Horizonte). O evento é gratuito e cheio de boas intenções!



Para participar você precisa levar uma tolha de piquenique e caprichar no lanchinho junino! Leve aquela broa cheirosa, um pão de queijo com muito queijo minas, um pé de moleque delicioso e outras gostosuras que você faz ou compra com amor! Hahahaha!

Para deixar o nosso piquenique ainda mais divertido vamos utilizar a toalha que as crianças ajudaram a produzir na oficina de desenhos em tecidos que fizemos  no Espaço Mamãe Sortuda, na Mini Fazenda, que aconteceu na 13ª Exposição de Agropecuária de Minas Gerais (veja aqui). A Agora eu Era Herói costurou todos os desenhos formando uma grande toalha de piquenique!!!! Vocês podem imaginar a lindeza que ficou né?

Haverá música junina, cenário para fotos, muita diversão e alegria!


Nossa programação está assim!

10h - 11h: Oficina de Arte com a Natureza com a Dedo Verde
10h30 - 11h: Contação da História "Dona Joaninha quer brincar!" com Anna Lirah
11h - 12h: Músicas com Grupo Brincanto
11h - 13h: Pinturinhas faciais com Ciranda de Roda

Cenário para fotos Toca dos Sonhos durante todo o evento

E para fechar com chave de ouro teremos muitos sorteios que nossos parceiros ofereceram, vai ter sucos para festinhas ou eventos da Mais suco por favor, kits de colar e brincos da Família Arteira, a Que Delícia Brigadeiros nos enviou um Kit com 16 Brigadeiros (tradicional, chocolate branco e gourmet torta de limão),  a Ateliê Do Anel enviou um Anel Matrioska lindo, a Toca dos Sonhos vai sortear uma almofada nuvem e um varal de bandeirolas, o Atelie Artesando Sonhos enviou um ursinho de crochê muito fofo, a  Anna Lirah sorteará uma contação da história "Dona Joaninha quer brincar" para eventos de aniversário, escolas e projetos sociais e claro, teremos presentes da Loja Mamãe Sortuda!!!!

Os registros desse nosso encontro serão realizados pela Dione Lopes Fotografias e pela Keylah Fotografia!!!

Estes são os nossos parceiros que deixarão o nosso piquenique ainda mais especial, com apoio institucional da Mr.Clean!!!!



Aguardamos vocês!!!


terça-feira, 26 de julho de 2016

Arraiá Sortudos na Roça


E o mês de julho vai chegando ao fim, e a saudade de um dia especial: Arraiá Sortudos na Roça, um arraiá produzido para os leitores do Blog Mamãe Sortuda! Foi uma tarde tão alegre e divertida que temos a certeza que ficou marcada no coração de muitos! E quantos encontros lindos fizemos lá, quantas risadas e que energia maravilhosa!

Nossas crianças entraram no clima junino: babadinhos, pintinhas no rosto, bigodinhos e xadrezinho! Como elas estavam lindas!


Créditos: Dione Lopes Fotografia

terça-feira, 21 de junho de 2016

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Faça você mesma Junino: Eles, os noivinhos do arraiá!

Contei para vocês que fiz a roupinha da Cecília das festas juninas desse ano de noivinha. No primeiro post mostrei o bouquet, que você pode  ver aqui! E tem vestido que também contei aqui!
O traje do noivo está aqui!
Vou pular o post do véu e postar o look completo desses dois, a pedidos, para que você possa montar com as peças que você tem em casa.
Como disse antes, o charme da roupinha é que toda a customização foi com tecidos iguais, então eles ficam combinadinhos!!! Muita fofura para uma dupla só!

Vamos as fotos que foram pura diversão e alegria!


sexta-feira, 17 de junho de 2016

Faça você mesma Junino: O traje do Noivo!

A noiva tá quase pronta para o casório, só falta o véu!
Já tem o bouquet, que vocês podem ver aqui!
Tem vestido, que também contei aqui!
E agora vamos dar uma pausa e contar do noivo!
O charme desses dois é que toda a customização são com tecidos iguais, então o casal vai ficar combinadinho, gente!!! Fofo de lindo!



Gravata:

O que você vai precisar:

Uma gravata velha ou que ninguém use por aí.
Pedaço de tecido de chita que cubra a gravata. 
Ouro pedaço menor para cobrir o nó da gravata a parte.
Pedaço de tecido para o acabamento da gravata atrás.
Linha
Agulha
Ferro de Passar Roupa

Passo a Passo:

Dê o nó na gravata e já meça em seu filho.
Pegue o tecido e coloque por baixo da gravata. 
Traga as pontas do tecido para a parte de entro da gravata.
Passe com o ferro para marcar a bainha e alinhave tudo.
Vire a gravata e cubra o nó com o pedaço de tecido pequeno e alinhave.
Faça o acabamento dentro com um tecido que cubra toda a gravata.

Fotos do passo a passo:








Paletó:

O que você vai precisar:

Blazer para ser customizado ou qualquer peça estilo paletó.
Um pedaço de tecido quadrado
Uma flor de chita que você aprende aqui!
Linha
Agulha
Cola Quente

Passo a passo:

Dobre o quadrado para parecer um lencinho segundo as fotos abaixo e alinhave.
Após, alinhave no blazer também.
Cole a flor de chita sobre o lenço.

Fotos do passo a passo:















Já contei sobre o 
Bouquet da Noiva
Vestido da Noiva
Traje do Noivo

Falta só o Veú da Noiva!
Fique de olho!

Beijos





Aline Caldas Viterbo

contato@mamaesortuda.com