sexta-feira, 1 de abril de 2022

Como você gerencia suas tarefas do dia a dia?

 Olás!!!

    Eu trabalho com agilidade (coisas de TI, hehe) e estou cada vez mais apaixonada por esse universo.

    Vejo que muitas coisas podem ajudar no nosso dia a dia também e não apenas no mundo do desenvolvimento de software.

    Para exemplificar, vou apresentar para vocês um pouco de um método chamado de Kanban.


    Estou tentando adotar esse "lema" do Kanban em minha vida, mas não está fácil, viu?!

    Conta pra mim, você termina tudo que começa para somente depois iniciar novas atividades?

    Eu vivo inventando moda e nem sempre concluo o que começo. Se vocês pudessem ver as coisas de artesanato que estão pela metade... Minha vida de mãe, dona de casa, esposa, agilista, artesã... é tão cheia, que às vezes algo passava batido e eu não entregava ou entregava em atraso.


    Com isso, adotei o quadro kanban para minha vida.

    "O quadro kanban é um artefato utilizado no método Kanban para obtermos visibilidade do trabalho em curso e conseguirmos fazer a gestão do fluxo."

    Esta frase parece difícil de entender, mas não é. E vou mostrar no quadro para vocês.


    Montei um quadro simples, no qual anoto as tarefas, conforme exemplo abaixo:




Gente, impressionante como faço "mil" coisas ao mesmo tempo (não mostrei tudo aí. São apenas exemplos). E isso não contribui para a entrega mais rápida das tarefas! Hora de gerenciar o fluxo, rs

Em IDEIA, coloquei o que preciso fazer no futuro mais distante, mas estão ali para eu não esquecer delas. Além disso, no quadro, vejo coisas que devem ser feitas e que, provavelmente eu esqueceria...

Algumas pessoas conseguem ler mais de um livro por vez, mas isso não é o ideal, pois gera perda de produtividade. Você tem que lembrar onde parou naquela estória e ter cuidado para não confundi-las. Porque não ler um de cada vez?

Coloquei em FAZENDO: leitura de 1 livro. 

Em A FAZER, coloquei o que preciso fazer já. Então, preciso verificar se já posso passar a tarefa para FAZENDO ou se tenho que liberar alguma atividade.

Exemplo: Estou lendo um livro. Enquanto não passar esta atividade para FEITO, não vou puxar outro livro para ler.

E por aí vai.

Esse sistema de gestão visual é excelente para nos auxiliar no dia a dia. Então, imprime o quadro abaixo, comece a usar e me conta como foi sua experiência!








quarta-feira, 16 de março de 2022

Perda Gestacional: Essa dor vai passar!



Oi!!!

Há quatro anos atrás escrevi sobre a minha vivência com a perda gestacional aqui no blog (aqui, aqui e aqui). Recebo muitos recados via WhatsApp de mães que também passaram pelo processo de perda gestacional querendo conversar, saber como foi depois de tudo o que aconteceu. Resolvi então escrever para você, que também teve uma perda gestacional.

Bem, foi um processo doloroso, mas também muito transformador. Tive sentimentos profundos e que me acompanharam por um tempo... me culpei, me senti incapaz, me senti estranha em uma sociedade que vê a perda gestacional como um segredo guardado a 7 chaves, como se o ocorrido não pudesse ser pauta de nenhuma conversa, me senti tratada com mais uma na estatística por médicos. Nesse processo também percebi a quantidade de mulheres próximas a mim que também haviam passado pela perda gestacional. O fato de conversar muito com amigas, escrever aqui no blog e nas redes sociais a respeito trouxe um movimento interessante. Um movimento de pessoas que também queriam falar, que queriam ser ouvidas, que queriam compartilhar as suas vivências como forma de cura, desabafo, medo do inesperado etc. Na dor a gente aprende tanto, mas tanto...eu me permiti aprender com essa experiência. 

Denominamos nosso bebezinho como Saulo e aos poucos fomos ressignificando tudo o que vivemos. A maternidade me transformou muito, e a perda gestacional também. Nesse processo tentei olhar para dentro de mim e dentro da minha casa. Comecei a olhar para a minha relação com Deus, de fé, de crenças. Sempre me perguntava o "porquê" disso? E hoje vejo que essa pergunta pode ter várias respostas, e acredito que muitas delas nunca saberei. Quando houve a perda eu, meu marido e a Nina (minha primeira filha) nos fortalecemos juntos. Resgatamos aos poucos os nossos sonhos. Comecei a olhar para as mulheres ao meu redor com ainda mais admiração e ainda mais respeito pelas histórias, pelas suas origens, pelas suas vivências. Aprendi que cada história é única. Eu queria acelerar o tempo para resolver isso, mas tive que aprender a dar tempo ao tempo. No fundo no fundo nunca deixamos de acreditar que seríamos capazes de gerar uma nova criança, mas a nossa força foi aos poucos chegando. Meu corpo também foi se recuperando aos poucos. Foram algumas tentativas para que pudéssemos efetivamente engravidar, e sim, isso aconteceu!



Após 6 meses da perda gestacional veio a notícia de que estávamos grávidos novamente! Foi até bem rápido!!! Nos munimos de prudência até para comemorar (mas no fundo meu coração estava explodindo de felicidade). Tivemos um medo grande da história se repetir. A cada ultrassom que passava respirava aliviada. E o coração foi se tomando de amor profundo novamente pela nova vida. A segurança foi chegando em passinhos de tartaruga, mas chegou! Sempre que desesperava, respirava fundo, e mentalizada em um dia por vez, um dia por vez, um dia por vez. Foi uma gravidez muito bem vivida, e comemorada! A cada dia que passava eu nem acreditava que estava vivendo aquilo. E chegou ao mundo a nossa Ana Sol, nossa bebê arco-íris. O nome é super sugestivo para os dias de escuridão que vivemos: recebemos a nossa Sol, nossa luz, nossa tão esperada criança, que veio pra trazer o arco-íris em nossas vidas! Quando ela nasceu e veio para o meu colo, ela me olhou tão profundamente, no fundo dos olhos, que não consigo esquecer. Parecia um reencontro! Agradeci, chorei, rezei, me entreguei!



Então querida mãe, se você está lendo essa mensagem após ter vivido a experiência da perda gestacional, quero te pedir de coração que cuide com todo amor do mundo de você! Sempre haverá uma luzinha lá no céu brilhando e um arco-íris para lembrar-lhe de que há sempre esperança na jornada, há crescimento, há reflexões, há amor, há vida, há planos de Deus...  Não compare a sua história com a de ninguém, nem o seu tempo com o de ninguém. Essa jornada é sua! Se ame, se abrace, se cuide e siga!

Toda vez que aparece um arco-íris no céu faço uma oração pelo meu Saulo...ele me ensinou tanto! Vamos fazer esse combinado? Sempre que ver um arco-íris por aí vamos rezar juntas?



Sinta o meu abraço bem apertado, com muito amor.
Essa dor no peito vai diminuir.




                                                                                                   









segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

Como perguntar "como foi seu dia na escola" de forma diferente!

Depois de quase 2 anos sem aulas presenciais, nossos filhos retornaram para o ambiente escolar e ficamos curiosos para saber como tem sido essa nova adaptação.

Perguntar : "Como foi o seu dia na escola", não irá nos trazer tantas informações. As respostas serão quase sempre as mesmas: legal, foi bom, gostei...

Lembrei da tradução de um artigo do site Huffington Postque a mãe de uma coleguinha das meninas me enviou alguns anos atrás e resolvi compartilhar aqui com vocês!

São perguntas simples e que podem ser muito melhores e eficazes do que um simples "Como foi a escola hoje"!


Vamos à lista:

1) Qual foi a melhor coisa que aconteceu na escola hoje? (Qual foi a pior coisa que aconteceu na escola hoje?)

2) Me conte algo que fez você rir hoje.

3) Se você pudesse escolher, com quem você gostaria de se sentar junto na sala de aula? (E com quem você não quer se sentar na sala de aula e por quê?)

4) Qual é o lugar mais legal da escola?

5) Diga-me uma palavra estranha que você ouviu hoje. (Ou algo estranho que alguém disse.)

6) Se eu ligasse para o(a) seu(sua) professor(a) hoje à noite, o que ele(a) me contaria sobre você?

7) Você ajudou alguém hoje? Como?

8) Alguém ajudou você hoje? Como?

9) Me conte uma coisa que você aprendeu hoje.

10) Em que momento você ficou mais feliz na escola?

11) Em que momento você ficou mais entediado na escola?

12) Se uma nave alienígena fosse até a sua classe e puxasse alguém pra cima, quem você gostaria que fosse escolhido?

13) Com quem você gostaria de brincar no recreio que nunca brincou antes?

14) Diga-me uma coisa boa que aconteceu hoje.

15) Qual palavra o(a) professor(a) mais falou hoje?

16) O que você acha que deve fazer/aprender mais na escola?

17) O que você acha que deve fazer/aprender menos na escola?

18) Quem na sua classe você acha que poderia ser melhor?

19) Onde você brinca menos no recreio?

20) Quem é a pessoa mais engraçada de sua classe? Por que ele(a) é tão engraçado(a)?

21) Qual foi a sua parte favorita do almoço?

22) Se você tiver que ser o(a) seu(sua) professor(a) amanhã, o que você faria?

23) Existe alguém na sua classe que precisa de um castigo? (Eu não gosto dessa pergunta!)

24) Se você pudesse trocar de lugar com qualquer pessoa da sua classe, com quem você trocaria? Por quê?

25) Diga-me mais ou menos três vezes diferentes que você usou seu lápis hoje na escola.

A autora, Liz Evans, sentia dificuldade de obter respostas dos seus filhos e fez essa lista de perguntas. A cada dia fazia uma delas. Não precisamos fazer as 25 perguntas para nossos filhos no mesmo dia, e essas, são apenas sugestões.

Eu compartilhei com vocês as perguntas oficiais do artigo, mas confesso que não usaria todas com as minhas filhas. Podemos usar apenas as que estão de acordo com a nossa forma de educar e podemos nos inspirar nessa lista e criar as nossas próprias perguntas!

Liz Evans conta no artigo que as respostas têm sido surpreendentes! Elas nos ajudam a perceber as dificuldades e potencialidades dos nossos filhos, a entender como eles estão se relacionando na escola, quais são as suas preferências, como eles têm percebido o ambiente escolar e isso tudo nos permite ajudá-los e orientá-los ainda mais nesse processo que estão vivenciando.

Testem as novas perguntas na casa de vocês e depois volte aqui para nos contar os resultados!

Abraços afetuosos





terça-feira, 15 de fevereiro de 2022

Ensaio fotográfico feminino: um desejo antigo!


A pandemia gerou um grande impacto na nossa autoestima enquanto mães, não é mesmo? Pelo ao menos por aqui sim. Manter teletrabalho, cuidados com a casa, com os filhos, com os relacionamentos e ainda cuidar de nós mesmas enquanto mulheres foi (e tem sido) um grande desafio para a mães no contexto atual. Equilibrar todos esses pratos e ainda se sentir bem consigo mesma parece impossível.

 


E foi nesse contexto todo que resolvi fazer algo que já tinha desejo há muito tempo, um ensaio feminino e sensual. A época não seria considerada a das melhores, estava me sentindo feia, acima do peso que eu gostaria de estar, desgastada de tanto ficar em casa e arrumar bagunça de criança o dia todo...mas, enfim, no final das contas foi a melhor coisa que fiz. Foi libertador e motivador! 

Portanto, mulheres, se querem um conselho...façam um ensaio feminino. Mesmo que seja para guardarem para vocês mesmas. Faz um bem danado pra autoestima. Ame-se do jeito que é e procure a sua melhor versão apenas em relação a VOCÊ MESMA, sem se preocupar com padrões estéticos quase que inalcançáveis para nós, mulheres comuns! 

Quem me ajudou e fez parte desse resgate de mim mesma foi a Helô (@heloisadrumondfotografias), grande amiga e excelente fotógrafa que, como mulher e mãe, entendeu direitinho o que eu queria e desejava com esse ensaio. Fizemos na minha casa mesmo, numa tarde tranquila (leia-se "sem as crianças em casa" rsrs). 

Revendo as fotos, afirmo que me apaixono a cada dia pela mulher que me tornei. Com todas as "imperfeições" fora do padrão estético de beleza. Afinal, que padrão é esse? Como aceitar um único formato em meio a corpos tão diversos e com histórias diferentes, isso não faz sentido mais pra mim. Aprendi a respeitar a jornada desse corpo com todas as suas marquinhas (leia-se estrias, celulites, rugas ...) que são, na verdade, marcas de resiliência, amor, vivência. Porque, se pensar bem, "fabricar" vidas dentro de um corpo é uma coisa muito phoda!! 

Para mim foi como uma sessão de autocuidado. E autocuidado é cuidar da mulher que existe por trás da mãe dos seus filhos. Não é sobre tirar nada deles. É sobre dar a eles uma mãe emocionalmente mais saudável.

Enfim, aprendi a amar a Talyta de agora muito mais que aquela de anos atrás respeitando minha história e acolhendo a mulher forte e linda que sou. Nós somos! 


Sem mais delongas...vamos às fotos! 







 Por trás da mãe ainda existe uma mulher! 

A make diva foi feita pela maravilhosa @elisangela_beauty




































Como você ama a si mesma é como você 
ensina todo mundo a te amar.
                                                    Rupi Kaur



Fizemos alguns registros de casal também, aproveitar pra contar a história dessas fotos...Inicialmente, o ensaio seria somente meu. Harlley estava em casa, mas não deixei ele acompanhar o ensaio, afinal, as fotos seriam um presente pra ele no dia do nosso aniversário de casamento! 

Porém, já no finalzinho, "catamos" o homi (rsrs). Ele estava quase de saída pro trabalho e Helô o intimou pra fazer algumas poucas fotos comigo. Foi super espontâneo e o resultado maravilhoso!!! As fotos que mais gostei! Helô nos deixou super à vontade e foi até divertido de fazer. Fluiu bem naturalmente e acho que refletiu demais nosso jeito descontraído e simples de viver durante estes 20 anos juntos (sendo 14 de casados)!

Enfim, aceitamos o convite dessa fotógrafa maravilhosa, que virou também um convite para a renovação do nosso amor. E deu certo❤️ Vejam algumas fotos:



















Ops...vamos parar por aqui, né !
Tem foto que não pode ser mostrada (rsrs)


Espero que tenham gostado dessa experiência que compartilhei. Deixo também os contatos da Helô para quem se interessar, elas faz vários tipos de ensaios e é uma profissional que indico de olhos fechados! Amo!

@heloisadrumondfotografias
whatsapp (31) 98771-5676




Talyta Andrade
(@joaoemaria_passeiam)


quarta-feira, 2 de fevereiro de 2022

Quiche de queijo com alho poró



Essa é uma daquelas receitas da quarentena e que virou a estrela do meu caderninho de receitas: quiche de queijo com alho poró! É uma quiche maravilhoooooosaaaaa! Crocante, amanteigada, gostosa, irresistível... Um prato perfeito para um bruch! Não podia deixar de compartilhar com vocês!!!!

Essa é uma receita coringa! Você pode tirar o alho poró e substituí-lo por outras combinações! Você pode colocar geleia de damasco, legumes, goiabada (uma quiche romeu e julieta...imagina?) ... enfim, use e abuse da criatividade com essa receita! E não esqueça de marcar @mamaesortuda em suas redes viu?

Essa receita original é da digníssima Rita Lobo, mas dei uma adaptada para ficar do meu jeitinho!
Salve Rita!!! 


terça-feira, 1 de fevereiro de 2022

Oi!!!!

Oi!!!
Estamos sumidinhas né?

A quarentena foi um desafio e tanto e ficamos bem introspectivas por aqui. Nos permitimos viver sem muitas cobranças digitais. Foi necessário esse tempo para conseguirmos processar tudo o que estávamos vivendo...na verdade ainda estamos, mas agora em um novo cenário, mas isso é assunto para um outro post. Sendo assim aparecemos pouquíssimo no blog e no instagram. Temos muitas coisas para contar desse tempo que passou: novas formas de viver, receitas novas, novas empreendedoras na turma, mudamos coisas em nossas casas, teve gente que começou a pedalar, outras a dançar, teve filho que se transformou em adolescente, até os passeios mudaram e o blog fez 7 anos de jornada, simmmm SETE ANOS!

Aos pouquinhos vamos retomar nossas conversas por aqui!
Esperamos que vocês estejam bem por aí.

Sejam bem-vindas sempre!


Beijos das Mamães Sortudas










terça-feira, 21 de setembro de 2021

Livro digital: Carta para Rafael


No dia 10/04/2021 nossa querida Maria Cláudia, a nossa Cacau, foi morar ao lado de Deus. O coração nunca vai deixar de sentir saudades daquela que nos ensinou tanto sobre o viver, sobre o amor e sobre ser uma agente do bem no mundo!

No dia 10/04/2021 nossa querida Maria Cláudia, a nossa Cacau, foi morar ao lado de Deus. O coração nunca vai deixar de sentir saudades daquela que nos ensinou tanto sobre o viver, sobre o amor e sobre ser uma agente do bem no mundo!


Em 10/07/2018 ela escreveu a sua primeira carta para o Rafael, seu filho precioso, que estava com 2 meses na época, contando sobre a descoberta do câncer e o que ela estava sentindo. E ela seguiu contando, através das cartas, vivências, descobertas, lições de vida, sempre nos emocionando muito com suas palavras.

Em outubro de 2020, quando ela estava em uma das etapas muito intensas de tratamento do câncer fizemos um livro com todas as cartas escritas por ela aqui no Blog Mamãe Sortuda e memórias diversas recebidas de amigos e parentes! Ela recebeu esse livro com muito amor! Ficou agarrada com ele por vários dias, e sempre se emocionava, com suas próprias palavras de força e vida!

E agora, após 5 meses do seu falecimento, juntamente com a sua irmã Luiza, finalizamos o livro para publicação online para quem quiser se emocionar e sentir a presença dela de uma maneira linda através das suas palavras!

Serás sempre eterna, nossa querida amiga Cacau!

Obrigada por tantos ensinamentos!






Para fazer download do livro digital clique aqui:




Mamães Sortudas
💗💗💗














terça-feira, 1 de junho de 2021

Pâte Sucrée

Pâte Sucrée é um nome bem chique não é? Hahahaha! De origem francesa significa nada mais, nada menos, que Massa Doce! Ela tem a textura de uma "massa podre". Acho um absurdo falar que uma massa dessas seja podre, mas ok, significa que ela dá aquela esfareladinha gostosa e derrete na boca! 

Sendo assim Pâte Sucrée é uma massa doce, amanteigada, um pouquinho crocante, que quebra na boca e depois derrete! Hum!!!! Lembra uma massa para biscoitos amanteigados! Ela pode ser utilizada para fazer tortas bem lindas, pra arrasar na hora da sobremesa! Você pode rechear com diversas opções: ganaches, cremes, mousses bem encorpados etc...e ainda decorar com flores e frutas!

Quer ensaiar uma receita de Pâte Sucrée por aí?

quinta-feira, 27 de maio de 2021

Nova identidade do blog!

"Eu fiz um acordo com o tempo...
Nem ele me persegue, nem eu fujo dele.
Qualquer dia a gente se encontra e,
Dessa forma, vou vivendo
Intensamente cada momento..."
Mário Lago

Os 7 anos da Mamãe Sortuda está se aproximando (setembro de 2021) e o coração está cheio de nostalgia!!! Quantas coisas legais fizemos nestes anos: textos (mais de 1000 textos publicados no blog!), festinhas temáticas inclusivas memoráveis nos parques de Belo Horizonte (que saudaaaadeeeee!!!!), compartilhamos um pouquinho das nossas vivências e descobertas por aqui e no instagram, sugerimos diversos roteiros para que as nossas leitoras pudessem conhecer ainda mais a nossa cidade através do Roteirinho de Sorte, fortalecemos mulheres empreendedoras através do Floresça Mãe ... fizemos coisas que deram certo e algumas não, mas valeu demais a experiência de plantar sementes, regar e colher flores ou novas sementes!

Por aqui passaram tantas pessoas incríveis! A Aline, que foi braço direito na construção do blog, que sonhou em conjunto com a gente, e que hoje trilha novos caminhos! Por aqui passaram também: a Garrides, a Lalá, a Tha, a Giulia, a Dani, a Fabi, a Déborah, a Joana, a Ana... a nossa eterna Cacau, que virou uma estrela brilhante no céu...Como foi boa a jornada rodeada de tantas histórias e de tantas mulheres inspiradoras!

Neste último ano não estivemos tão presentes por aqui pois a quarentena nos gerou desafios que não imaginávamos viver. Seguimos o ritmo do nosso coração, nos voltamos para o nosso interior e as postagens e ações tiveram um ritmo bem diferente. Mas saibam que estivamos aqui, unidas, um pouco silenciosas, mas com esperança de dias melhores! Nós: Helô, Camila, Carol, Cintia, Grey e Taly!

Refletindo sobre o tempo em que estamos vivendo e sobre estes 7 anos de Mamãe Sortuda podemos dizer que mudamos, que amadurecemos o nosso maternar. Não há uma linha de chegada, e sim um constante amadurecimento e aprendizado. Nossos filhos cresceram e nossas famílias mudaram! Hoje a caçulinha é a Sol, filha da Helô, que já tem 2 anos, e a Duda (filha da Grey) e Mariana (filha da Camila) já são adolescentes com 15 anos! Como o tempo passou!!!! E com ele novos desafios, novos assuntos, novas descobertas, novas reflexões!!!! Resolvemos então marcar os 7 anos da Mamãe Sortuda com uma nova identidade, trazendo toda a nossa diversidade e amadurecimento que este tempo nos deu de presente!

A nossa logo sempre foi uma marca muito forte da Mamãe Sortuda! Mantivemos o formato do trevo, no entanto agora ele é formado por mulheres, mães: mães de um, mães de muitos, mães de coração, mães solo, mães de anjos, mães de todas as possibilidades e escolhas, mães: mães!

As cores principais são: verde, marrom, laranja e rosa. Cada cor tem seu significado. O verde: cura, autoconhecimento, calma e natureza. O marrom: terra, ar livre, casa e simplicidade. O laranja: humor, calor e energia. E o rosa: amor, satisfação e brincadeira.


Gostaram?

Bem-vindas ao nosso blog de carinha nova, para celebrar os 7 anos, para celebrar cada dia vivido, para celebrar os encontros de vidas que o nosso blog permitiu, para celebrar o amor e para celebrar a vida!

Mamães Sortudas






domingo, 4 de abril de 2021

Páscoa, pandemia e esperança

 "Filhos salvam a gente, Carol."

Páscoa 2021


Foi a mensagem que recebi ao acordar.

Após responder uma caixinha de perguntas, sobre o que tenho feito com meus filhos durante esse ano de 2021. E responder que passei a cozinhar mais vezes com eles. E receber essa mensagem, que me fez pensar, pensar e pensar!

E alem dessa mensagem, várias atitudes me fizeram pensar a respeito. E uma delas foi a chegada da Páscoa. Mais uma vez em isolamento social. 

- Que chatice -,  responderiam meus filhos em coro.

Chatice em não poder juntar as avós para o almoço, em não correr para os amigos do condomínio e contar que o coelhinho da pascoa passou e trouxe o que pediram e dividir um pedaço do chocolate. De ir para a casa da minha avó, reunir os chocolates com as primas e comer o restinho da bacalhoada misturada com churrasco feito no quintal. 

Seremos nós de novo, agora no apartamento novo.

Mas contando o porque filhos salvam a  gente, Laura e Pedro acreditam em Papai Noel, Fada do Dente e não seria diferente com o Coelhinho da Páscoa. Todo ano escrevem cartas para ele, dando 3 opções de chocolates... Chocolates esses que vamos no supermercado ver o "grande mostruário" que o Coelhinho deixa la, para as crianças olharem, escolherem e escreverem suas cartas. Salvo as crianças que não sabem esperar e já compram com os pais no supermercado mesmo. Como eles dizem.

carta coelhinho da pascoa


Laura escreveu na carta assim: "esse ano e ano passado está sendo muito difícil por conta da pandemia, mas sei que você se cuidou e não pegou COVID."

Já Pedro escreveu: esse ano estou me comportando bem, quero muito que essa pandemia acabe e quero voltar a aula presencial, o importante é que estamos bem."

E no final escreveram o que queriam ganhar de chocolate e o nosso novo endereço. 


Filhos salvam a gente em meio ao caos, salvam quando a gente acha que não vai dar conta, salvam quando a gente ta brava, quando choramos, quando queremos desistir... Eles chegam e trazem acalanto, alivio e esperança. Trazem leveza depois do peso de não querer brincar, trazem um sorriso gigante no rosto e a palavra mamãe ta la, esperando a oportunidade de ser falada da forma mais gostosa do mundo de se ouvir! Obrigada Laura e Pedro por mesmo nos meus piores momentos, trazerem leveza e salvarem o dia! <3

E por falar em filhos, achei essas fotos da nossa CAÇA AOS OVOS (link 1 e link 2), e me deixou com muita saudade das nossas aglomerações nos eventos temáticos, cheios de gargalhadas, abraços, trocas de energias, fantasias e a criançada correndo!

Caça aos ovos
Alguns filhos Sortudos de algumas das Mamães Sortudas

caça aos ovos
Caça aos ovos 2017

caça aos ovos
Caça aos ovos 2018 -  Jardim do Sol

caça aos ovos
Caça aos ovos 2018


Filhos nos salvam! De um jeito ou de outro.

E lembre-se, um dia de cada vez!

Um beijo grande. e um abraço beeeeeeem apertado!!

Feliz Páscoa!!

Carol