segunda-feira, 25 de março de 2019

Filhos diferentes dos pais e pessoas curiosas!

Sou morena, meu marido é mais claro, era loiro quando criança, agora não é mais. Temos uma filha morena como eu e outra loira dos olhos verdes. No momento do nascimento, foi uma grande surpresa! Eu esperava que ela fosse como a mais velha, cabelos e olhos escuros. E então, ela veio com os cabelos loirinhos e quando abriu os olhos pela primeira vez, eles eram tão azuis, que eu tive a certeza que não escureceriam.
Logo nas primeiras visitas, já recebíamos um olhar de estranhamento e curiosidade. E eu, no auge do puerpério, não tinha muita paciência e entendimento para lidar com os comentários e piadinhas que vinham de alguns. Não conseguia! Eu era bem direta e grosseira para responder a maioria delas: "Acho que você pulou a cerca, hein?", "Esses olhos são do vizinho?", "Você roubou essa menina!", "Trocaram na maternidade!", "Já te perguntaram se você é a babá dela?", "Elas são irmãs? São do mesmo pai?", "Ela é adotada?".... além de comparações entre minhas filhas e coisas do tipo! Ainda bem que isso já não acontece com muita frequência!

filhos diferentes dos pais

Com o passar do tempo eu fui compreendendo melhor a surpresa das pessoas, afinal, realmente não é algo muito comum. Eu realmente comecei a não me importar com os comentários e deixei pra lá. Respondia com mais educação, rsrsrs, até ria de algumas piadas. Porém, eu comecei a notar um certo incômodo nas minhas filhas. Isso porque as pessoas falam essas coisas, NA FRENTE DAS CRIANÇAS, que realmente não tem a mesma compreensão de um adulto.
Então, um dia, vi um desabafo na internet, de uma mãe que já estava de saco cheio de dar entrevista toda vez que saía com seu filho. Comecei a pesquisar sobre o assunto e vi que isso  é um incômodo para muitas pessoas em diversas situações: famílias com filhos adotivos, famílias com filhos especiais, famílias com filhos diferentes, que precisam lidar com esses olhares, perguntas, comentários, piadinhas, etc...
Ai, me veio a seguinte questão: Porque as pessoas tem tanta curiosidade para saber sobre a vida dos outros? Pessoas que, muitas vezes, elas nunca viram na vida! Qual a necessidade?


Será que essas pessoas já pararam pra pensar, quais sentimentos geram nas crianças quando fazem perguntas e comentários como esses? E tem gente que ainda faz a piadinha direto com a criança. Uma falta de respeito e sensibilidade enorme!
E se minha filha fosse adotada? E se eu tivesse "pulado a cerca"? E se elas fossem filhas de pais diferentes? O que as pessoas têm a ver com isso?
Falta empatia, falta bom senso, falta carinho, falta gentileza e falta amor! 


Cada indivíduo que nasce é o resultado de uma mistura única dos genes do pai e da mãe. Como uma loteria, a transmissão de características físicas dependerá da combinação dos genes. "Existem mais de 200 genes transmitidos de geração para geração. Neste grupo há dominantes, traços que se manifestam com mais força, e recessivos, características que se manifestam com menos frequência", explica Gregory Ferraz, biológo e mestre pela Universidade Federal da Bahia.
Então, se uma criança tem cabelos, olhos, boca, nariz, queixo, mãos, pés, parecidos ou não com os pais, é resultado de uma herança biológica carregada no DNA, que nem sempre "puxam" o pai ou a mãe, mas membros de toda a família! Podem nascer ainda, crianças com nova combinação de genes, deixando os traços familiares de lado.
A genética é linda! E sua diversidade também! Amo ver em minhas filhas, suas diferenças e semelhanças. 
Minha mãe montou uma árvore genealógica com fotos de 5 gerações da nossa família. Tanto da família dela, como da família do meu pai!! E eu fico apaixonada, encantada, com tanta mistura linda!


Hoje é muito comum quando vamos reclamar de alguma coisa, nos chamarem de "mimizento". Aí vem as desculpas: "Mas na minha época era assim!", "Eu cresci escutando brincadeiras muito piores", "As pessoas sempre fizeram comentários maldosos". 
Então, preciso acrescentar na educação das minhas filhas, a importância de não se importarem com a opinião das pessoas. Algo que hoje, infelizmente, as pessoas buscam muito nas redes sociais e fora delas também.
E cadê a transformação do mundo que a gente tanto quer? Que tal começarmos com um pequeno ato que pode fazer muita diferença? Pensar antes de falar, antes de agir! Ter coerência entre o que  penso, falo e faço. E se colocarmos muito amor no meio de tudo isso, aí sim, ficará bem melhor!



Até a próxima!
Abraços fraternos!!!



quinta-feira, 21 de março de 2019

terça-feira, 19 de março de 2019

Inspirações para Páscoa! Faça você mesma!



Olha o que eu encontrei por aqui, no blog, para nos inspirar para a Páscoa! 
Estes posts trazem algumas ideias bem legais para colocarmos em prática nesta época do ano! 
Aproveite e faça você mesma! 

Etiquetas para Páscoa 

"Boa tarde meninas! 
A Páscoa já está chegando e nosso Especial Páscoa está a todo vapor! Para quem vai produzir suas lembrancinhas de Páscoa elaborei etiquetinhas "de/para" para baixar e usar!" 
Para download, clique aqui!



ideias para Páscoa! se inspire e faca você mesma!

segunda-feira, 18 de março de 2019

Seu filho é ingrato?


Dia desses conversava com uma amiga e comentávamos como as crianças dessa geração são diferentes, como andam tão "sem graça" para as coisas. E não apenas para as coisas simples, para qualquer tipo de coisa. Já é falado que estamos vivendo na época de maior frustação de todos os tempos. As pessoas querem sempre mais em troca de pequenos momentos de satisfação. Precisam de muito para ter migalhas de prazer. O celular que ontem era moderno, daqui uns meses já precisa ser substituído por outro que tem uma função a mais. O brinquedo que hoje rendeu risos de alegria, amanhã já estará esquecido numa caixa. E assim vai...

sexta-feira, 15 de março de 2019

quinta-feira, 14 de março de 2019

Mas e seu filho? Com quem ele vai ficar?

Se você não é o suficiente para você mesma, você nunca será o suficiente para outra pessoa. (Rupi Kaur) 

O que é suficiente? Aquilo que já possui o essencial, o necessário, o que basta ou é razoável, equilibrado. Filosoficamente, aquele estado que satisfaz plenamente. 

Então o que será que Rupi queria dizer com o ser suficiente para você mesma? Gosto de interpretar pensando no amor próprio e nas realizações pessoais. Se eu não estiver feliz com minha vida, minhas decisões, meus ambientes e não me amar primeiramente, como posso esperar que outras pessoas me amem assim? 

Fiquemos com essa reflexão!

terça-feira, 12 de março de 2019

Aquela dos 30

Como já dizia a música da Sandy, que trintou e escreveu uma música! 

Enquanto lê meu texto, escuta a tal música dos trinta:


Fazer trinta anos pra mim não tem sido fácil! 
Amanhã é meu aniversário e com ele a idade... Mas antes desse dia chegar, uma crise de ansiedade tomou conta de mim! Uma crise que me deixou sem ânimo por alguns dias. Uma crise que me fez ver que a quantidade de amigos diminuiu em alguns anos, que meus amigos, antes solteiros, hoje tem relacionamentos de muitos anos e/ou são casados, ambos já são pais e os assuntos, que antes eram de baladas, preço de cerveja ou qual seria a próxima viagem, hoje são sobre preços de fraldas, feijão ou algum produto novo que lançou no mercado para a casa. que a quantidade de saídas noturnas sem os filhos também diminuiu! E percebi também o quão difícil é nos encontrarmos, por diversos fatores, seja ele trabalho, faculdade, filhos, etc. Pude perceber também, nesse carnaval que as multidões me incomodam! Já não gosto de lugares cheios e barulhentos.
Mas ainda sim, gosto de um bom show e uma boa roda pagode/samba (rs).

piscininha amor


Comecei a perceber que algumas pessoas são egoístas mesmo e que alguns amigos que eu os achava "bons", hoje não são as melhores pessoas, como eu achava. Hoje eu rio com mais vontade e choro com menos lágrimas, porém as dores são bem sentidas. As pessoas partem os corações sem dó e eu só sei pensar na facilidade de fazerem isso. Será que é tão difícil assim pensar no próximo? Observei também, que os amigos que conviveram comigo na adolescência e que jurávamos amizade eterna, poucos ficaram!
A rede social tá aí pra isso, pra unir e reunir essas pessoas! 
E eu gosto demais! Gosto de ver, mesmo que distante meus amigos, casando, tendo filhos, com realização profissional, pessoal, viajando, curtindo a vida e sendo feliz!

trintei
Sobre ter amigos após a maternidade
Parei, senti e percebi. Sobre o que quero e o que não quero. Minhas opiniões se tornaram mais fortes. Mais dona de mim, mais dona dos meus pensamentos e das marcas que tenho deixado para meus filhos.  As vezes me sinto incrível, criativa, cheia de ideias, invencível, outras me sinto confusa e as vezes com medo! Preciso viver o presente e me preparar para o futuro. Tenho meus 29 anos e as vezes gostaria de voltar no tempo em que tinha 15-16 anos. Pra reviver todas as bagunças, as vezes que matei aula, as vezes que fui de meia e chinelo pra escola e todas as vezes que fui imensamente feliz ao lados dos meus amigos de escola. Me dou conta que meu passado poderia ter sido diferente, mas será que eu seria quem eu sou hoje, se eu pudesse mudá-lo? E uma coisa eu aprendi, o passado tem que viver no passado.

Com essa foto, deixo as águas percorrem seus caminhos.
Comecei esse texto com uma ansiedade e um pouco de angustia. Coloquei aqui, tudo que meu coração pediu e sentiu nesse tempo que refleti tanto sobre essa idade que chega amanhã. E quero terminar esse meu texto grata pelo ultimo dia com 29 anos. Grata pela família que eu formei! Grata por ter uma mãe tão pé no chão igual a minha, mas tão cabeça dura quanto. Mas eu a amo e sou grata por tudo que passou e não me abandonou! Grata por ter um marido tal legal e companheiro! Um pai com a paternidade ativa, super pai e grudento (leia-se ciumento)! E com dois filhos... aaaahhhhh Laura e Pedro, eu AMO VOCÊS e são as razões de tantas coisas boas em minha vida! 

Hoje sou uma mulher bem melhor do que eu era com 20 anos. 

Pode vir 30 anos! Estou PRE-PA-RA-DA.


P.s. prometo cuidar melhor da minha saúde e também praticar alguma atividade física regularmente.

trintei


Família LAcorte

segunda-feira, 11 de março de 2019

Guarda-roupas compartilhado entre irmãs


Ana Sol e Nina irão dividir o mesmo quartinho! Fizemos uma redecoração simples para deixá-lo com carinha de novidade para as duas. Em breve irei compartilhar como ficou o resultado do quartinho completo! Ficou muito lindo!

Um dos desafios dessas mudanças foi: transformar o guarda-roupas da Nina em um guarda-roupas para a Nina e a Sol! Para essa missão especial recebi a minha amiga Raquel Campos, que é personal organizer! No ano passado fizemos a organização do guarda-roupas de casal do meu quarto e ficou muito legal, bonito, útil e funcional. Conseguimos gerar espaços e distribuir de forma justa tudo o que precisava estar no guarda-roupas de casal. Se você quiser conferir como foi a organização dele clique aqui.

O ato de organizar aqui é tão cheio de aprendizados que fiz um registro completo das mudanças que fizemos no guarda-roupas das meninas, quais produtos organizadores usamos e dicas preciosas!  Para você visualizar melhor e compartilhar com os amigos fiz um e-book para você baixar em seu celular ou computador. Clique AQUI para baixar o arquivo!

Organização guarda-roupas, guarda-roupas pequeno, guarda-roupa menina, personal organizer, Raquel Campos personal organizer, quarto para 2 irmãos, chegada do irmão, mamãe sortuda, Heloisa Drumond,

Se tiver alguma dúvida pode listar aqui nos comentários!!!




sexta-feira, 8 de março de 2019

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Nosso canal do youtube!

nosso canal do youtube

Há 3 anos colocávamos o nosso primeiro vídeo no youtube, mas nunca como nosso prioridade! Priorizamos outros projetos e o youtube ficou ali, no cantinho, sendo alimentado sempre que tínhamos alguma ideia criativa!

Esse ano pretendemos dar periodicidade aos nossos vídeos que estarão no ar todo sábado! Mas como temos algumas preciosidade por lá, vou postar hoje para vocês alguns dos nossos vídeos mais acessados!

Se ainda não são inscritos, se inscrevam em nosso canal e como de costume, deixem o seu like!!!! Muita gente já passou por lá, olha só:

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Flor de feltro simples


O tema escolhido pela Anninha para o aniversário de 3 anos foi "Bailaria unicórnio".
Eu fiquei bem perdida no início, mas as ideias foram surgindo.
Na casa dos meus pais tem um cavalinho, que foi transformado em unicórnio. Então, fizemos uma bailarina (vou ensinar em outro post) e coloquei ao lado da mesa do bolo.





Molde:



Corte o feltro desejado usando o molde acima.

Minhas 24 Horas, flor, flor de feltro, aniversario menina, festa unicornio, aniversário unicórnio, bailarina unicórnio, aniversario diy, flor simples



Alinhave o centro, conforme abaixo.

Minhas 24 Horas, flor, flor de feltro, aniversario menina, festa unicornio, aniversário unicórnio, bailarina unicórnio, aniversario diy, flor simples



 Deixe uma parte da linha no início, pois após alinhavar, vamos puxar as pontas para franzir (conforme abaixo) e dar um nó.

Minhas 24 Horas, flor, flor de feltro, aniversario menina, festa unicornio, aniversário unicórnio, bailarina unicórnio, aniversario diy, flor simples


Corte a linha e pronto!

Minhas 24 Horas, flor, flor de feltro, aniversario menina, festa unicornio, aniversário unicórnio, bailarina unicórnio, aniversario diy, flor simples



Eu colei meia pérola para dar um charme...

Minhas 24 Horas, flor, flor de feltro, aniversario menina, festa unicornio, aniversário unicórnio, bailarina unicórnio, aniversario diy, flor simples



E aí, o que achou?












quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Reflexões de uma trintenária

Chegou, e eu podia dizer que foi de mansinho ou num de repente, mas não, eu senti! Vi os primeiros fios de cabelo branco, logo na franja. O colágeno começou a faltar. O metabolismo já não é mais o mesmo e procedimentos estéticos , nunca feitos,  já estão na lista para dias que virão. No corpo sinais mil e, no espírito, lampejos de transformação. 
O tempo está aí medido, para que nós tenhamos a noção do quanto já se foi e estabelecer metas para o que está por vir. Décadas são sempre marcos, motivo de uma festa mais rechonchuda e profundas reflexões a partir dos 20, diz aí! 

Reflexões de uma trintenária

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Mãe Egoísta?


Ser mãe é viver numa eterna encruzilhada de decisões. É ter que avaliar o custo de oportunidade. Uma reflexão constante sobre as oportunidades renunciadas e uma reformulação contínua dos projetos de vida, dos sonhos, das definições de viver bem.

Era tudo tão mais fácil quando éramos apenas nós mesmas. Nós por nós! Mas a maternidade chegou e o que fazer com todos aqueles sonhos?

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Família Arteira


“Olha, mamãe, estou te ajudando!”, era algo que eu dizia muito quando era pequenininha e estava desmanchando o crochê dela. Ela tinha vontade de me “matar” (como toda mãe tem quando criança apronta), mas sempre ria (como a gente faz também!).
Ela sempre percebeu que eu levaria jeito para artesanato e, quando tinha idade suficiente, começou a me ensinar.


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Vacina contra a Meningite B: qual a importância?



A pediatra da minha bebê recomendou enfaticamente a aplicação da vacina Meningo B, pois esse ano Maria Fernanda entrou para a escolinha e o risco de exposição é maior. E eu nem pensei em não seguir a orientação, com questões de saúde sou muito criteriosa (chego a ser até medrosa!). Aplicamos a primeira dose quando ela completou 1 ano, mas, na verdade, seria importante começar com as doses até mesmo antes, aos 2 meses de idade. Agora temos mais uma dose de reforço e não deixarei de levá-la
vacina Meningite B

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

O que carrego em minha bolsa?

Giselle Ventura

Sábado a tarde, tínhamos dois compromissos, André estava de plantão em seu trabalho e eu, como não dirijo tenho que fazer tudo de ônibus com duas crianças e que pra eles acaba sendo uma grande diversão!
Antes da gente entrar no elevador, gostamos sempre de fazer foto em família e/ou até mesmo dentro do elevador, e logo pensei: "cara meus filhos estão enormes! Eu posso andar somente com minha bolsa pequena, minha carteira com meus documentos, cartões e a identidade deles!


Giselle Ventura Fotografa

ACABOU A BOLSA GRANDE!! Bolsa com fraldas descartáveis, fralda de pano, bico, mamadeira, as vezes a papinha pronta, lenço umedecido, leite, babador, muitas roupas - caso o neném suje, seja de comida, gofo ou o famoso cocozinho que escapou da fralda - e precisa se trocado por inteiro. Hoje, levamos apenas a blusa de frio caso necessário! Até a fase de encher o carro com os brinquedos que devem passear com a gente mudou a frequência e a quantidade!



Lavras Novas
Quanta coisa mudou ao longo desses 8 anos, desde que Laura nasceu. Sempre andei com aquela bolsa gigante e nunca havia andado sozinha, enquanto eles eram menores, sempre estive acompanhada da minha mãe, do meu marido, da minha irmã ou de amigas, porque era meio impossível empurrar dois carrinhos, olhar duas crianças ou enquanto Pedro amamentava, alguém precisava dar comida para Laura em nossos passeios de final de semana. Nunca foi fácil sair com as crianças sozinha!



Giselle Ventura Fotografa

Hoje vejo milhares de diferenças e o quanto eles são independentes de mim para muitas coisas. Enquanto caminhava, percebia o quão grande Laura já está, o quanto Pedro continua falador. E pensando no que o pediatra deles sempre diz quando vai marcar o gráfico de altura na caderneta de ambos: " - Pedro terá 1,90 com 18 anos e Laura, quando atingir seus 18, terá 1,70 (o que eu acho que será um pouco maior). Gente, Laura já tem 8 anos (OITO) e Pedro 7 anos (SETE), porque tão rápido?



Tenho observado bastante... Meus filhos já tomam banho sozinhos, encaram as regras, sabem questionar quando algo pra eles não está certo, são educados (não to puxando sardinha), sabem respeitar o espaço do outro, fazem suas tarefas domésticas, já fazem o próprio café da manhã, seja ele banana amassada, pão com requeijão, leite com toddy, passam manteiga no biscoito e por ai vai! Sempre dei autonomia para eles, cada um lá em casa, tem sua garrafinha de água e ela é como se fosse o maior tesouro existente, não pode guardar vazia dentro da geladeira, se não sempre tomarão água quente. Eles também são os responsáveis pelos seus para casa, agenda escolar, uniforme escolar, já escolhem qual roupa irão usar, o que combina com o que e tudo que é da particularidade de cada um dos meus filhos. Até roupas que não servem mais e brinquedos que não brincam, eles separam para doar.
E as vezes penso, quem ta ensinando quem lá em casa, quem anda cuidando de quem por lá!



Bololofos

A bolsa diminuiu de tamanho e a quantidade de coisas que eu carrego deles, também deu uma diminuída, mas existe uma coisa em nossa casa que não diminui... Que é aquele amor de família! Existe um amor dentro da gente que cresce a cada milímetro que eles crescem! E eu sou muito orgulhosa dos filhos que  tenho e dos filhos que tenho deixado para enfrentar o mundo! 

P.s. Laura e Pedro amo vocês do tamanho do universo como sempre disse! Obrigada por tudo e por tanto. <3