Mostrando postagens com marcador crianças da Síria. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador crianças da Síria. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Filhos da guerra. Feliz dia de que???

Quem não sente uma dor no coração quando ouve falar ou lê sobre as guerras?
Há muito tempo repito a mesma pergunta para o meu marido: porque estas pessoas têm filhos? Anos de guerra e muitos bebês nascendo no meio disso! 
Meu coração se despedaça a cada notícia que leio com crianças sofrendo, morrendo; realizando trabalho escravo; sendo recrutadas para lutar; sendo acometidas por doenças e mutilações; passando fome, vivendo na miséria total; violência sexual (vocês viram pais pedindo ao governo autorização para matar as filhas para as livrarem de estupro? Surreal!); perda dos pais, de amigos, de familiares; o medo, a apreensão, a angústia; fugir, se tornar refugiado muitas vezes em outro país... Elas são inocentes, não merecem aquilo! 

Dia das crianças está aí e tudo o que consigo pensar é: na idade de brincar e de ir pra escola, estas crianças têm sua infância interrompida e devastada pelos conflitos armados, vivendo em situações inarráveis (a Talyta, do @joao_passeia, escreveu um texto ótimo sobre isso: Feliz Dia das Crianças! Pra quem?).
 
Ilustracao de Gunduz Aghayev mostrando a triste realidade de crianças que perdem sua infância ao crescerem em zonas de guerra

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Feliz Dia das Crianças! Pra quem?


Outubro chega e parece que o país inteiro volta suas atenções para as crianças. Mas...só parece. Tudo o que se vê e se fala é relacionado ao dia 12 de outubro. Na tv o apelo consumista em forma de propagandas de brinquedos toma conta. As escolas e algumas outras organizações preparam diversas atividades e enchem suas programações de brincadeiras. Os pais lançam mão do discurso do dia das crianças para fazer pequenas chantagens aos filhos: "Vem aí o dia das crianças, se não se comportar bem, já sabe...não ganha presente!" (Quem nunca? rsrs). Enfim, todos pensamos e falamos sobre o tão esperado DIA DAS CRIANÇAS, mas...será mesmo que nós, o país, o mundo, estamos preocupados com o que realmente importa? Ou seja, garantir os direitos dessas crianças? Será que todas as crianças são iguais? Todas vivenciam suas infâncias da mesma maneira? Por que estou levantando essas questões? Vou contextualizar para vocês...

crianças vietnã
O pintor e ilustrador Gunduz Aghayev, do Azerbaijão, em sua série de fotos intitulada "Imagine", criou imagens satíricas sobre a fisionomia de policiais e crianças nas mais variadas situações de vulnerabilidade mundo afora. Nessa ilustração, bebês em meio ao fogo cruzado na guerra do Vietnã. A fotografia original juntamente com outras criações do artista, você encontra aqui.