Mostrando postagens com marcador adultização da infância. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador adultização da infância. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 13 de junho de 2017

Criança namora, cozinha, é médica, professora e muito mais!

Antes que sensacionalizem o trem todo, preciso dizer que não falo de uma criança incomum que nasceu com tudo isso latente! Estou falando do mundo infantil seus encantos, criatividade e delícias! Pra quem se esqueceu, vai um lembrete: criança sempre namorou ! Se o mundo de hoje está "perdido", erotizado, cheio de perigos e a internet é um caos, a culpa não é delas. Vamos voltar o foco para o lugar certo?

Condenar o namorico infantil para mim e dizer claramente para as crianças que elas não namoram nem de brincadeira, é uma forma de responsabilizar a criança  por problemas mais sérios, em sua forma natural de imitar o mundo adulto! É acreditar que elas precisam reprimir e esconder qualquer sentimento fofo que talvez floresça em seu coraçãozinho.



quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Moda infantil: Adultização da infância

Até onde vai a moda para a criança?
Os pais devem impor uma maneira de vestir para seus filhos?
Existem restrições de acessórios para a saúde infantil?
Maquiagem, esmalte, escova em salão, tingir o cabelos... Há limite para a vaidade na infância?
Daí por diante os questionamentos são infinitos e devem ser perguntados para profissionais da saúde física e emocional de sua confiança.
Eu AMO emperiquitar a Cecília, mas respeito os seus nãos. É difícil ter uma mãe que não faz da sua filha uma bonequinha, escolhe sua roupa e combina acessórios com seu toque, jeitinho e amor. Pra mim é uma das delícias de ter uma menina.
Então, surgem os medos de acidentes com alguns acessórios: pulseirinha que pode prender a circulação, strass que pode soltar de acessórios parar no olhinho ou ser engolido, etc. Percebemos que a saúde, bem-estar e conforto estão em primeiro lugar sempre!