terça-feira, 26 de setembro de 2017

10 dicas para evitar a pedofilia


Está circulando por aí um vídeo de um ser humano (para ser educada) “mexendo” com uma menina de 5 anos no supermercado. Sou mãe, ou seja, um filme passou na minha cabeça.
É trágico ver isso, é verdadeiramente triste, mas é bom ser divulgado para os pais verem o nível que as coisas chegaram!
Reportagens sobre o assunto: Terra e G1

Pedofilia, como evitar pedofilia, segurança de filhos, dicas de segurança, Mamãe Coruja, cuidados com filhos, pedofilo supermercado
Homem abordando a criança

Conversando com algumas pessoas, ouvi histórias cruéis. Adultos com traumas de quando eram crianças antes dos 5 anos.
O que você se lembra da sua vida antes dos 5 anos? E antes dos 10? Poucas coisas, não é? Coisas aleatórias... Mas este tipo de situação, independente da idade, a criança não esquece.
Então, precisamos fazer de tudo para evitar este tipo de situação. As pessoas com quem conversei citaram coisas tipo:


Dica #01: Não deixe seu filho sozinho 
Uma das mulheres disse que estava na porta de casa conversando com uma amiga. Um homem que estava passando pela rua passou a mão nela. Ela disse que chorou muito e que nunca se recuperou do assédio. O homem poderia ter levado a(s) menina(s) e ninguém ficaria sabendo. Esteja sempre por perto ou mantenha as crianças dentro de casa.
Está num evento? Vá sempre ao banheiro com seus filhos, não os deixe brincando sem sua supervisão... Pode ser festa de conhecidos, mas você conhece a índole de todos os convidados?


Dica #02: Cuidado com seus namorados (padrastos / madrastas)
Eu sempre falo com meu marido “se nos separarmos, você nunca mais vai levar alguém para dentro de casa e eu também não”. Não falo isso por ciúme ou qualquer outra coisa que pareça. Falo isso pela segurança dos meus filhos. Já cansei de ver reportagens sobre padrastos e madrastas que batem, abusam e até matam enteados. Para quê correr o risco? Você pode achar que conhece a pessoa, mas nunca podemos confiar. Umas das reportagens que vi foi de um homem que morava com a família há mais de 3 anos e matou a enteada de 5 aninhos, por ciúme da mãe. Surreal!


Dica #03: Cautela com a família
Me contaram sobre pais que deixavam o filho com o tio e saiam para dançar. Quando voltavam, o menino estava sempre abatido. Achavam que era saudade, mas, na realidade, o menino era abusado sempre que ficava sozinho com o tio. Tio, sangue do sangue.
Outra pessoa contou que foi assediada por um primo mais velho.
Uma das pessoas com quem conversei disse “tenho dois irmãos. Deixaria meus filhos apenas com um deles”. Ouvi de outra pessoa: “minha irmã sempre cuidou dos meus filhos. Depois que ela se casou, não deixo mais. Não sei se conheço meu cunhado suficientemente para confiar meus filhos”. E, se você tem dúvidas, não tem que deixar mesmo! Não importa o que vão pensar, se vão reclamar... são seus filhos, sua responsabilidade!!!


Dica #04: Cuidado com profissionais
Uma pessoa relatou que o pediatra pediu para a mãe sair da sala. A pessoa disse que tinha 5 anos, que não sabia bem o que estava acontecendo, mas sabia que aquilo não era certo. Porque o médico estava passando a mão nela daquele jeito? Claro que aquela situação nunca mais saiu da cabeça...
Contaram também sobre um dentista que pediu para os pais saírem do consultório e depois o filho contou que o dentista ficou xingando ele o tempo todo, de tudo que era possível imaginar...
Cuidado nunca é pouco! Dentista, pediatra, fazendo exames... não importa onde esteja: não deixe seus filhos sozinhos com estranhos.
As meninas citaram profissionais da saúde, mas em qualquer área, fique atento! Conhecemos vários casos com babás, por exemplo!


Dica #05: Como seu filho vai para a escola?
Tive um relato horrível de uma criança que era abusada pelo motorista da van que a levava para a escola. Viram sangue na calcinha e começaram a questionar. A menina, de 3 aninhos, contou que o “moço” enfiou dedos dentro dela e machucou.
E tem as crianças que vão a pé ou de ônibus com outras crianças. Os pais devem ficar bem atentos ao caminho que fazem e quem os acompanha...


Dica #06: Saiba bem onde seu filho vai passar a noite
Os filhos adoram dormir na casa de amiguinhos. Você sabe quem estará lá? Você conhece a fundo a família? Proibir os filhos por “neuras” é ruim, porque os filhos não entendem. Mas é melhor uma criança com raiva por você dizer não do que correr o risco de acontecer algo com seu filho...


Dica #07: Fique atenta ao filho dos outros
Ás vezes, um amiguinho do seu filho está passando por situações assim e não consegue conversar com os pais. Com sinais ou até mesmo a criança contando, você consegue ajudar. Também tive relatos sobre essa situação, mas é mais específico e não conheço a mãe da criança, então prefiro não citar!


Dica #08: Dê acesso restrito à internet
Sabemos bem o quanto a pedofilia é forte na internet. A prevenção começa por você: veja bem o que você posta sobre seu filho na internet. Foto de crianças nuas, com pose sensual, com uniforme da escola... tudo pode ser usado contra seu filho. Fique atento!
Você faz sua parte? Então garanta que seu filho faça a dele. Não deixe o computador no quarto da criança/adolescente. Deixe onde há circulação de pessoas.
Se o seu filho tem um perfil em alguma rede social, não deixe os dados liberados para quem não é amigo, acompanhe quem seu filho tem como amigo e não coloque muitas fotos e informações pessoais. Se precisar, ative filtros de segurança no computador. Saiba quais são os sites que seu filho visita, e, se for necessário, verifique o histórico com frequência.


Dica #09: Oriente seu filho
Explique que o corpo da criança é só dela e que ninguém tem o direito de mexer nele. Deixe claro que, se qualquer algum adulto tentar fazer algo estranho ou diferente, você precisa saber.
Ensine seu filho o nome correto das partes do corpo e deixe claro quais delas não devem ser tocadas por outras pessoas, de forma alguma.
E mantenha firma a orientação de que seu filho não deve falar com estranhos, mas ensine para eles a ter bom senso. Afinal, existem situações de perigo em que eles precisam conversar com desconhecidos.


Dica #10: Deixe seu filho à vontade para conversar com você sobre qualquer assunto
Primeiramente, se inteire das atividades do seu filho. Saiba como foi o dia, onde ele foi, o que ele fez, com quem ele teve contato.
Se o seu filho reclamar que não gosta de alguém, pergunte por que. Se seu filho se recusar enfaticamente a ir a casa de alguém, pergunte por que. Pode não ter um motivo ou o motivo pode ser algo que você jamais imaginaria.
Criar uma relação de confiança é fundamental. Então, acredite no seu filho! Se ele disser que está sendo vítima de abuso (não importa se seja com uma pessoa que você conheça), confie, investigue e denuncie.


Pedofilia, como evitar pedofilia, segurança de filhos, dicas de segurança, Mamãe Coruja, cuidados com filhos, abuso sexual
Foto retirada da internet


Todo cuidado é pouco!
Eu sou meio neurada com segurança em geral e já escrevi sobre isso aqui
Contudo, é impressionante como alguns pais acham que este tipo de coisa nunca acontecerá com seus filhos. Mas fato é o seguinte: não podemos relaxar. NUNCA!




@minhas24horas






_

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada!
Volte sempre!