sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Um fim de semana na Serra Gaúcha

Dois dias em um local turístico parece pouco. Com a filha então, nem se fala. Mas nada disso nos impede, já que Thiago e eu somos o tipo de pessoa que vê promoção de passagem e já vai fazer as malas, nem que seja para ficar um fim de semana! Saímos de casa na sexta-feira e fomos para Porto Alegre. Lá, alugamos um carro e a aventura começou. Segunda, às 3h da manhã já estávamos no aeroporto, partindo para uma nova aventura!
Família em férias

Não deixamos de viajar por causa de gravidez e filha (escrevi sobre isso aqui e aqui), apenas mudamos um pouco como viajamos: Anna deu uma nova cor aos nossos passeios!

Agora, precisamos de pausas para soneca (ótimo, porque assim os três descansam) e tempo para brincar. Confesso que adoro encontrar parquinhos. Ver os olhinhos dela brilhando quando encontramos um "lugar para ela", não tem preço. Mas deixamos bem claro que também iremos a "lugares de adulto" e que ela deve se comportar. Ela ainda não tem dois anos, mas já está começando a entender isso. O negócio é conversar com a criança! 

No playground

Mas vamos ao que interessa: falar sobre o lugar! Tanto em Gramado quanto em Canela:
- As pessoas são bem educadas e receptivas. Dão informações, são simpáticas... Ponto positivo para eles.
- Outro ponto positivo é em relação ao trânsito. Praticamente não há semáforos. A pessoa chega perto da faixa de pedestres e os carros param para você passar
- Comida: deliciosa. Eu queria ficar lá mais uma semana, só para comer tudo que o lugar oferece. A sopa de capellet, por exemplo, eu não comi e é bem típico de lá.

Gramado:
- Como chegamos tarde, antes de ir para pousada paramos num restaurante chamado "Texas Sallon". Lá comemos pizza (rodízio). Gente, passem lá. Tem pizza até de picanha! Sem contar o fondue de brinde e as atrações temáticas.

Onde comer em Gramado


Texas Saloon


- Para quem alugar carro, vai uma dica: leve moedinhas! Um ponto negativo é a "zona azul": o sistema de parquímetro deles. Há máquinas para comprar o bilhete, porém, elas aceitam apenas moedas. Isso me deu um trabalhão! Fui a vários comércios e ninguém trocava moeda (um deles chegou a abrir o caixa e me mostrar que só tinha 20 centavos. A circulação de moedas é bem limitada, já que as pessoas precisam muito. Depois de muito andar, encontrei um agente que fez o procedimento via aplicativo no celular e aceitou minha nota de R$2(eu precisava pagar R$1).
- O legal da "zona azul" é que o preço varia de acordo com a permanência no lugar. Se você for rapidinho, vai pagar bem barato (como foi nosso caso este dia que precisamos utilizar o parquímetro).

Atrações visitadas:
Mini mundo: encantador! São construções (igrejas, castelos, estações ferroviárias...) com tamanho 24 vezes menor do que o original. Me apaixonei pelo clima de lá e tudo mais. Entrada: R$36 inteira e R$18 meia. Anna não pagou.

Mini Mundo


Mini Mundo


Mini Mundo




Lago Negro: lindo! Andamos de pedalinho (primeira vez da Anna e do Thiago) e depois demos a volta a pé. Chegamos lá cedo. Nos 20 minutos que andamos de pedalinho, o lugar lotou, tinha fila enorme e tudo cheio, difícil até de tirar fotos. Pagamos R$40 pelo pedalinho.

Pedalinho


Lago Negro

Rua coberta: dispensável! A não ser que tenha shows, pode priorizar outros lugares. A rua tem 100m, com telhado de vidro. Jantamos por lá, já que tem vários restaurantes, mas não é algo da lista do "tem que ir", pode estar na lista do "talvez, se der tempo...".

Rua coberta


Fonte do amor eterno: fofa! Uma fonte com cadeados e coração com nomes de casais. 

Fonte do Amor eterno


- Matriz de São Pedro Apóstolo: opulenta! No exterior,  tem esculturas dos 12 apóstolos, vitrais lindíssimos. Anna pediu para entrar na igreja. Eu não queria entrar porque estava no meio da missa,  mas ela insistiu que queria falar com "Papai Céu". Entrei e ela disse "Papai céu, telo (quero) mamãe e papai".  Claro que chorei!

Igreja de São Pedro

Atrações sugeridas:
Snowland: teríamos pouco tempo e acho que Anna é muito pequena para que aproveitássemos de verdade, já que tem patinação no gelo, snowboard, esqui...

- Le Jardin Parque de Lavanda: jardim de flores e lavanda. Parece ser maravilhoso para fotografar!

- GramadoZoo: 200.000 m² quadrados de natureza, vista do mirante para as montanhas e vales de Gramado

- E uma infinidade de praças (como a praça das Etnias e a praça Major) e de museus (como o museu de cera, Hollywood Dream Cars, Harley Motor Show e Minerais & Pedras Preciosas)

Canela:
- A quantidade de playgrounds públicos é ótima. De pouco em pouco tempo descansávamos um pouco enquanto a Anna se divertia.

Praças em Canela


- Gostei dos banheiros públicos. Limpos e com trocador!

Atrações visitadas:
- Andamos muito pela cidade, para a conhecermos.

Cidade de Canela

- Tinha uma feira de agricultura dos colonos. Andamos por lá, almoçamos, comprei uma bota de couro com preço sensacional, aprendemos a fazer chimarrão... E também passei pela Feira de artesanatos.
Canela



- Catedral de pedra: fabulosa! Paróquia Nossa Senhora de Lourdes. 
Catedral de Pedra

Atrações sugeridas:
- Mundo a vapor: paramos na porta, tiramos umas fotos, mas Anna já estava quase dormindo, então, voltamos para a pousada. É um parque temático com máquinas a vapor em tamanho real e em miniatura.

- Parque Estadual do Caracol: passeio em trilhas, cachoeiras e trem, que é realizado com o maquinista Zé do Apito que vai contanto a história da imigração do sul do país e as viagens iniciais de trem na região

- Ecoparque Sperry: dedicado a atividades de preservação do meio ambiente. 

- Parque da ferradura: área especial para toda família com trilhas e estrutura de churrasqueira, playground e lanchonete. Proporciona ao turista integração com a natureza, com mirantes para o deslumbrante Vale da Ferradura, para a Cascata do Arroio do Caçador e Rio Santa Cruz.

- Terra mágica  florybal: O Gigante Semeador que carrega o Mundo Florybal no ombro no intuito de protegê-lo, de evidenciá-lo e de oferecê-lo aos que entrarem nesse universo de magia. Na mão esquerda está a semente do bem, semente do cacau que nos remete ao chocolate, e que simbolicamente está sendo jogada à terra para que cada um dos visitantes colha sempre muita alegria, paz e diversão



É uma viagem que vale muito a pena, principalmente para ser feita em família!

Beijo grande,


@minhas24horas








_

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada!
Volte sempre!