terça-feira, 24 de novembro de 2015

Eu não gosto de estar grávida!

Estava eu no meu horário de almoço e me deparo com a seguinte noticia: 



Vamos ao que ela disse: "Eu vou falar a verdade: para mim, a gravidez é a pior experiência da minha vida. Eu não desfruto deste momento e não entendo as pessoas que gostam. Talvez seja o inchaço, as dores nas costas ou apenas o pensamento de ver o seu corpo expandindo e nada ficando bom. Eu sempre sinto que não estou em minha própria pele. As pessoas simplesmente não dizem tudo o que acontece durante a gravidez ou depois. Você sabe que basicamente tem que usar uma fralda por dois meses depois do nascimento?! Ninguém me disse! Realmente, tudo vale a pena quando você tem o seu precioso bebê! Assim, toda a minha queixa, é 100% compensada"


Eu acho sinceramente, que a Kim foi um pouco infeliz no momento que usa a expressão "pior experiencia da minha vida", na verdade ela foi infeliz no modo em que se declarou e pelo fato de ser uma pessoa pública (o que faz as palavras dela ter um peso bem maior). mas eu não tiro a razão dela. Eu sempre digo que o "mundo mãe" é cheio de mimimi: Temos que amar e nos sentir lindas na gravidez, temos que nos emocionar e amar amamentar, Temos que dedicar 100% do nosso tempo aos nossos filhos... Eu não gosto nada destas imposições e me irrito muito com elas!
A minha opinião é mais ou menos a mesma da @mae_bolada (perfil super legal que eu sigo no Instagran). Segue a opinião dela:


Eu também não curti tanto ficar grávida. Eu não me sentia tão linda assim grávida, apesar de várias pessoas me elogiarem nesta época! 
Eu sempre trabalhei fora e na gravidez da Lara eu pega um ônibus e um metrô lotado em horário de pico, imagina o que era isso carregando aquela barriga imensa?
Sempre trabalhei em escritório com roupas sociais, então imagina gravida? Ou eu gastava uma fortuna em roupas de grávida social, ou eu vestia o que cabia, e o que cabia nem sempre era o mais adequado para meu local de trabalho.
Eu gosto muito de usar salto, e nas duas gravidez eu tinha que ouvir todo mundo dizendo que era para eu tirar o salto! Meu Deus, cansei de escutar isso... mas eu me sentia bem usando saltos e deixava o que as pessoas falavam entrar em um ouvido e sair no outro.
E o inchaço? Inchei muitooo na gravidez do Theo, até as havaianas ficavam apertadas no meu pézinho de batata.
Ah, também tive muita dor de cabeça durante a gravidez!
Fora meu humor, que oscilava muito, fiquei mais sentimental do que eu já sou... E meu marido não curtia muito namorar na gravidez (se é que vocês me entendem..)
E o corpo no pós parto? Parecia que aquele corpo não era meu! 
E a barriga? Não sei enumerar quantas vezes eu escutei: "Você vai sentir saudades dessa barriga!" e para falar a verdade, até hoje ainda não senti!

Leite ao pé da vaca, na gravidez da Lara


Não quero aqui desencorajar ninguém a engravidar e nem dizer que "foi a pior experiencia da minha vida", mas quero dizer que ninguém é obrigado a amar tal momento.

Por muito tempo eu nunca disse a ninguém que eu não amei a experiencia de estar grávida. Justamente porque ao falar, faziam aquela cara de "COMO ASSIM?"
É imposto para nós mulheres que nós devemos amar este momento como se fosse a única coisa que existisse naqueles nove meses. mas nem todas amam! E durante toda a minha gravidez eu me senti culpada por isso... eu pensava: "Como assim TODAS amam estar gravidas e eu não"? só que mais tarde eu descobri quem nem sempre é assim né? Temos que parar de julgar os sentimentos dos outros, sentimento é terra onde ninguém pisa.

Gravidez da Lara


Mas o fato de não agradar tanto da gravidez não tirou de mim a responsabilidade que eu tinha sobre esta condição... nunca abusei de nada (apesar de pintar o cabelo e fazer progressiva na gestação, mas isso é tema pra outro post), comia direitinho, dormia direitinho, fazia todos os meus exames, tirei bastante foto (porque eu queria registrar para meus filhos o momento), montei quartinho e sonhei com cada detalhe. Eu tinha certeza que aqueles nove meses seriam recompensados quando eu visse a carinha linda dos meus bebês. 

Aniversário do papai, gravidez do Theo


Para fechar e não ficar dúvidas: Eu não detestei ficar grávida (tanto que fiquei duas vezes), eu só não amei tanto quanto aparece nas capas de revistas!

E se por algum motivo, você também não está amando tanto assim, lembre-se que isso é normal! Cuide de você, do bebê e de seus sentimentos... o resto não importa. Esqueça as imposições sociais... A vida nas revistas e facebook são muito mais fáceis!

Lara dando beijo no Theo que estava ai dentro!



Vamos fazer o seguinte? Conta aqui para gente o que você ama e o que não ama na gravidez? Quem sabe vamos achar várias mamães que compartilham do mesmo sentimento?
Contato@mamaesortuda.com



PS: O título da matéria foi mais para chamar a atenção, se ele realmente fosse o que eu sinto seria: "Eu não gosto tanto assim de estar grávida"! hahaha


Beijos e mais Beijos







_

8 comentários:

  1. Ninguém fala sobre a Real gestão e a Real maternidade. Eatou na segunda amo.meus filhos mais estar grávida não é agradável e ninguém tem coragem de dizer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Ninguém tem coragem de dizer... as vezes por medo de julgarem mal ne? Não gostar da gravidez não quer dizer não desejar o filho, mas a maioria das pessoas entendem assim! Fica tranquila, eu mesmo não curtindo me considero uma ótima mãe de dois! Bem vindo ao mundo de mães de dois!

      Excluir
  2. estou na segunda gestação, engravidei tomando remedio, e ouço o medico dizer: é seu remedio deve estar sendo ineficaz, deu vontade de dar um soco nele de so descobrir isso agora... minha filha tem só 1 ano e meio e eu tem dias que estou muito estressada, e sofro de imaginar que vou ter que aturar duas crianças chorando, gritando, fazendo birra... eu estava plenamente satisfeita só com uma. Sofro de hiperemese gravidica e cada dia da gestação pra mim é um fardo pesado a carregar, vejo a casa uma bagunça e nao tenho forças pra fazer nada pois estou sempre morrendo de enjoos, tremula e fraca, e ainda vejo a cara das pessoas como se me dissessem " isso é frescura, preguiça", tem horas que peço a Deus pra isso acabar, que nao quero que continue, me julguem mas estou no grau maximo do sofrimento. Rezar e pedir a Deus ja nao adianta, pois as vezes accho que nem Ele me escuta, pois todo dia estou mal e nao melhoro nada , nao consigo ser mae, esposa, funcionaria no trabalho, está tudo uma porcaria. Só ando mal humorada, meu marido tb me olha como se achasse frescura. E ainda estou de 2 meses, odiei a primeira gravidez e jurei que jamais passaria por isso de novo e as vezes sinto muita raiva do meu marido por estar gravida. meu medico ate me passou antidepressivos, nunca me imaginei tomando esse tipo de remedio, acho que dessa vez nao vou conseguir ir ate o fim;(

    ResponderExcluir
  3. Estou com 11 semanas da minha primeira gestação. Detesto do fundo do coração, embora ame meu bebê que foi planejado e muito desejado. Entretanto, as sensações de estar grávida, realmente, não nos contam. Isso de ser um conto de fadas lindo não é real para a maioria das mulheres. Pensava eu em ter três filhos, mas depois de apresentar todos os sintomas que uma grávida pode apresentar, decidi que não engravido mais! Não consigo nem pensar em enxoval. Sou autônoma e enjoei minha mercadoria. Estou há 2 meses sem vender absolutamente nada porque nem consigo olhar pras coisas. Tá muito punk! Não vejo a hora que tudo isso passe e eu tenha meu bebê amado nos braços. Prefiro noites de sono ruim a todos os dias em 24hs de agonia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karolina! O Comecinho da gravidez é ainda pior... Mas se apegue a delicia que será ter seu bebe lindo nos braços daqui a pouco! Eu, mesmo não gostando da gravidez, tive o segundo... A sensação de te-los é tão linda e tão gostosa que supera os desgostos!
      Tomara que as coisas melhorem por ai e voce consiga voltar a a trabalhar...
      Se precisar conversar pode me mandar email se quiser!
      entrerosaeazulig@gmail.com

      Excluir
  4. Eu estava me sentindo super culpada por não gostar de estar grávida e fiquei mais aliviada depois de ler seu relato e os comentários rsrs. Falei com minha mãe que não eu não estava gostando dessa experiência da gravidez e quase fui crucificada por isso. Ela me disse que eu ia passar esse sentimento para o bebê, que não era bom e me mandou voltar para a igreja. Gente, calma lá! Nunca disse que eu não queria o meu bebê, até porquê foi planejado e não vejo a hora de tê-lo em meus braços, mas não estou gostando de passar mal todos os dias e de ficar constantemente cansada. São coisas bem diferentes. E não quero mais uma segunda gravidez, por ter medo de sentir tudo isso novamente. Nem todo mundo tem uma gestação maravilhosa. Pronto, desabafei rsrs.
    Enfim, agora estou mais tranquila em relação aos meu sentimentos. Obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Aí, estou com 8 semanas e tá tão difícil. Sei que gravidez não é doença, mas eu me sinto doente, não tenho ânimo para nada, estou pensando em desistir desse semestre na faculdade. Trabalhar e estudar grávida tá muito cansativo, meu corpo só pede para ficar deitada e solta uns puns que nem eu aguento, namorar pra mim é tão desconfortável não tenho vontade.
    Sinto- me culpada uma vez que eu planejei essa gravidez e esperei 1 ano e 8 meses para ela acontecer. Quero muito meu bb mais não vejo a hora de ganha-lo.

    ResponderExcluir
  6. Sei bem o que é isso, depois de 9 anos tentando, dois abortos, enfim estou grávida. Mas não estou gostando nada da experiência.
    Vomito tudo de água a fruta, todas as refeições. Minha casa está uma bagunça, não tenho ânimo pra nada. Me sinto triste em estar deste jeito, medo de passar para o bebê. Mas definitivamente não quero ter outro filho, tenho medo de passar por tudo isso novamente.
    Esse bebê foi muito desejado, mas outra experiência de gravidez não quero mais.

    ResponderExcluir

Obrigada!
Volte sempre!